Por que a Disney Brasil insiste nos mesmos erros nas dublagens das animações?

Em 2010 uma animação da Disney chegou aos cinemas brasileiros e chamou atenção não pela história ou pela tecnologia, mas por conta da dublagem. Em um erro que entraria para a história como uma das piores dublagens de todos os tempos, a Disney resolveu colocar o apresentador Luciano Huck emprestando a voz para o protagonista do filme Enrolados, Flynn Rider, o “príncipe encantado” em questão.

O problema é que Huck não era ator, seu trabalho era risível e destruía o filme. Em uma entrevista para o canal Inteligência Ltda no ano passado, o diretor de dublagem de Enrolados comentou a escalação e a postura do apresentador:

“Não houve direção. Do papel dele foi dele, ele chegou e fez o que ele quis e foi embora. Foi o que ele quis dar, eu não vou pedir para uma pessoa que não quer dar outra coisa para dar o que ela não quer dar.”


A repercussão foi tão negativa que a Disney colocou o dublador profissional Raphael Rossatto (que dublava o personagem nas canções em português) para assumir de vez o personagem no curta Enrolados para Sempre e também na série animada Enrolados Outra Vez.

Era de se pensar que a dona Disney tinha aprendido a lição né? Só que não.

Este ano chegou aos cinemas a nova aventura da Disney/Pixar: Lightyear, contando a “história de origem” do patrulheiro espacial que virou o brinquedo Buzz Lightyear no universo de Toy Story. LEIA NOSSA RESENHA DE LIGHYTEAR

Nos EUA, Buzz tinha a voz de Tim Allen nos filmes de Toy Story e ganhou a voz de Chris Evans (o Capitão América) em Lightyear. E no Brasil, qual foi a ideia da Disney? Trocou Guilherme Briggs, dublador profissional e voz de Buzz em todos os filmes de Toy Story por… Marcos Mion.

Sim, mais uma vez a Disney escolhe um animador de auditório para dublar um protagonista. Longe de fazer um trabalho tão ruim quanto Huck (felizmente), o problema de Mion foi outro: sua voz e sua entonação são tão características que esquecemos que é Buzz Lightyear na tela e vemos só Marcos Mion.

Mas dessa vez a Disney Brasil quis ir mais a fundo, e achou ainda outra forma de descaracterizar o filme: em Lightyear existem diversos personagens pretos. Nos EUA, todos eles são dublados por atores pretos. E no Brasil? Todos dublados por gente branca (imagens do Instagram @almanaquedisney).

Izzy Hawthorne: Keke Palmer e Flora Paulita
Alisha Hawthorne: Uzo Aduba e Adriana Pissardini
Mo Morrison: Taika Waititi e Henrique Reis

Infelizmente a Disney Brasil parece se preocupar muito em colocar celebridades em suas dublagens e muito pouco em coerência ou qualidade. São vários os exemplos de gente que não sabia o que estava fazendo e assumiu dublagem de personagens, como Huck, Mion ou Mari Moon em Detona Ralph.

LEIA MAIS

Ouça nossa entrevista exclusiva com o dublador Nestor Chiesse

Conheça os dubladores de alguns dos seus heróis preferidos dos cinema

Dubladores famosos em versões brasileiras de séries, filmes e animações – ATUALIZADO

Dublacon 2022 acontecerá em novembro de forma presencial

Disney’s Cookbook ganha 2ª edição com receitas de Luca e Encanto

15 fatos sobre Frozen que você provavelmente não sabia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: