A Pequena Loja de Suicídios – parte 2

Um dos melhores desenhos que vi nos últimos tempos. Simples assim.
Algo que, assim como As Bicicletas de Belleville ou A Viagem de Chihiro, nenhum estúdio americano teria coragem de produzir. Não é à toa que no IMDB alguns dos filmes relacionados são Rocky Horror Picture Show ou South Park – Maior, Melhor e Sem Cortes.
Não só por seu tema (suicídio) ser tabu/inusitado numa animação, como por sua linguagem e coragem, em se tratando de uma animação musical.
E um pensamento era constante enquanto via o desenho: isso é a cara do Tim Burton!! Uma mistura do lado sombrio de Sweeney Todd com o colorido de Alice. Então, por que não me adiantar e… pensar em uma adaptação americana em live action dirigida pelo senhor da bizarrice? Como se trata de um musical tudo fica ainda mais bacana. Quem não ia gostar de músicas falando de suicídio no cinema, afinal de contas??
Clique AQUI para ir para o post sobre a animação e baixar para assistir.
Vamos ao elenco:

Mishima Tuvache – Johnny Depp

Claro que o patriarca da família Tuvache não seria ninguém menos que Johnny Depp. Além da semelhança física, o queridinho do diretor Tim Burton já provou em Sweeney Todd que sabe ser sombrio e engraçado ao mesmo tempo.

Lucrèce Tuvache – Helena Boham Carter

Apesar dos quilinhos à mais, a senhora Tuvache ficaria perfeita na pele de Helena Boham Carter, esposa e musa do diretor. Que também já provou seus dotes musicais e bizarros em Sweeney Todd e mais recentemente em Os Miseráveis.

Alain Tuvache – Daniel Huttlestone
O filho rebelde que nasce sorrindo e fará os pais questionarem o sucesso de sua loja de suicídios. Ninguém menos que o pequeno Daniel Huttlestone. Revelado como o rebelde Gavroche em Os Miseráveis, o pequeno tem talento e, novamente, semelhanças físicas com o feliz Alain Tuvache.
Vincent Tuvache – Freddie Highmore
Johnny Depp já pediu sua participação em Em Busca da Terra do Nunca, e o menino já provou seu talento acima da média. Agora em Bates Motel ganhou um reconhecimento merecido e mostra sua espetacular capacidade de atuação. Resta aprender a cantar. E está na idade certa para ser o filho do meio dos Tuvache.
Matilyn Tuvache – Nikki Blonsky
Depois de arrasar em Hairspray, Nikki Blonsky sumiu das telas. Fez uma participação mínima em Smash e outra em Ugly Betty. Só precisaria tingir os cabelos (e sorrir menos), mas seria a gordinha perfeita pro papel da irmã mais velha.
Gostaria muito que uma versão dessas fosse produzida. Respeitando principalmente o visual extremamente colorido do desenho, em contraste com seu tema completamente sombrio. Sei que adaptações seriam necessárias, como a cena do pequeno Alain aprendendo a fumar ou o strip-tease da fofinha Matilyn. Por outro lado, novas cenas poderiam ser adicionadas, saídas da mente brilhantemente doentia de Tim Burton. Tomara!

Um comentário em “A Pequena Loja de Suicídios – parte 2

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: