HitRECord on TV – Série de Joseph Gordon-Levitt é confirmada para segunda temporada antes da estreia

Um, dois ou três. Pós-moderno, anarquista ou psicodélico. Não importa: Hitrecord On TV chegou para mostrar que há uma primeira vez para tudo. E mesmo antes da estreia oficial na TV, no canal pago americano Pivot dia 18 de janeiro, a série já foi confirmada para a segunda temporada, com o primeiro episódio disponibilizado no Youtube e com mais de 500 mil visualizações.

hitrecordontv_large_verge_medium_landscapeNão há como fugir: a vida não é unidimensional, nem unilateral e muito menos unilinear. Somos bombardeados continuamente com novas informações, com novas formas de enxergar o mundo, com novas formas de levar a vida a um ponto final que sequer imaginamos qual é. Mudamos a cada segundo, através de cada escolha feita e cada atitude tomada, da mesma forma que somos lapidados pelas escolhas e atitudes dos outros. Dentro dessa teia de relações, tecnologias e ambientes, é possível alcançar unidade?

Em busca dessa unidade a partir da diversidade, o ator Joseph Gordon-Levitt fundou a Produtora hitRECord, que por meio de um sistema de colaboração aberta pela internet, produz curtas-metragens, livros e DVDs, através de materiais produzidos por colaboradores diversos ao redor do mundo, como textos, músicas, animações e vídeos (acesse o SITE OFICIAL para saber mais). E, depois de passar da plataforma virtual para festivais de cinema, agora foi a vez de expandir o projeto para a TV, com a série Hitrecord On TV, com oito episódios, que serão exibidos no Pivot, novo canal pago dos EUA, a partir do dia 18 de janeiro.

Joseph-Gordon-Levitt-620x358Seguindo a dinâmica anárquica da internet, o primeiro episódio foi montado a partir do trabalho de 426 artistas colaboradores e girou em torno de um tema: O Número Um. E, como foi o primeiro episódio da série, nada mais adequado, hein? Estruturalmente divido em quatro partes, foram exibidas quatro colaborações: um curta-metragem, um minidocumentário, uma animação e uma performance musical. No entanto, desafiando a necessidade da mídia de rotular as produções televisivas, The Number One mistura elementos de talk shows, variety shows e seriados para fazer jus ao seu nome e apresentar um material pós-moderno único.

E aí, vocês se lembram da primeira vez de vocês? A primeira vez de qualquer coisa. Com esse questionamento, Levitt expõe a esperteza da montagem do programa. Afinal, com esse questionamento lançado, todos os vídeos desconexos, com pessoas diferentes insinuando experiências diversas ganham um contorno unificado, de resposta. E essa dialética entre a diversidade e o único perpassa todo o episódio. A cada novo elemento dentro do tema do número do um, Levitt aponta a origem da escolha do mesmo e, em seguida, fundamenta-o com trechos de depoimentos, animações e/ou vídeos documentais. Com a ideia fundamentada, é a vez de apresentar a colaboração que ele propôs à comunidade da hitRECord. E essa fórmula, ao invés de engessar criativamente o projeto, serve de bússola para o público ter um senso de normalidade, diante de todas as cores, formas, estilos e cortes que concorrem interdependentemente e, em certos momentos, simultaneamente na tela.

tumblr_mz03xuVMg01qajmbto1_1280E se é pra falar do número um, tem que ser ressaltada a sensibilidade privilegiada no tratamento das questões que permeiam as quatro colaborações vistas. Ao longo dos quase 23 minutos de episódio, transitamos entre a euforia, a tristeza, o otimismo, o pessimismo, a ingenuidade, a seriedade, todo um oceano de emoções que tridimensionalizam a experiência Hitrecord On TV. E se o projeto tem um coração enorme, possui um cérebro tão grande quanto. As escolhas visuais para o projeto impulsionam toda a mensagem que se pretende passar. Se você é alguém que viu as estrelas desde sempre, um curta sobre uma adolescente que viu as estrelas pela primeira poderia ser algo trivial. No entanto, ao colocar a história do ponto de vista da garota e colocar os atores em um universo animado, carregado pelo preto e branco, quando a garota, através de lentes infravermelhas, consegue ver as estrelas, elas são de um verde brilhante, transformando-se em uma experiência mágica para o público também.

Com a vontade de inovar, de universalizar, de desafiar e de unificar, Hitrecord On TV chegou. Daqui a alguns anos, esse projeto será revisitado pela crítica especializada como um exemplo bem sucedido ou mal sucedido de uma nova forma de fazer televisão. Atirando para todos os lados, recortando tudo e colando todos os estilos visuais e narrativos possíveis, HOTV conseguiu fazer jus ao nome de seu episódio de estreia e apresentar um material único e instigante. Torço pra que os próximos episódios mantenham o nível da estreia, porque quero continuar por longas temporadas tendo doses semanais de acertos que parecem erros, de coerências aparentemente desconjuntadas e de anarquia centrada.

Assista abaixo o primeiro episódio de HitRECord on TV:

* Este texto foi adaptado de postagens do Série Maníacos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: