Resenha do site – Sin City: A Dama Fatal

sincityQuando Sin City: A Cidade do Pecado estreou há 9 anos, Frank Miller, Robert Rodriguez e Quentin Tarantino entregavam ao mundo do cinema uma das obras mais impactantes visualmente já produzidas pela sétima arte: um longa que era original, visualmente estonteante, trazia personagens fortes e se tornou um marco. Qualquer lista dos filmes mais significantes visualmente falando vai trazer o longa da cidade do pecado.

Formada por uma série de revistas em quadrinhos, Sin City é considerada por muitos o melhor trabalho de Frank Miller. Os filmes se assemelham e reúnem diversas histórias em um único longa, que acabam por se entrelaçar de alguma forma. Se em 2005 tínhamos Bruce Willis encabeçando o elenco, desta vez o papel cabe a Josh Brolin. As tramas que invariavelmente envolverão vingança, ainda trazem nomes como Eva Green (com a preguiça habitual de interpretar), Joseph Gordon-Levitt e Ray Liotta. Além de Mickey Rourke, Bruce Willis, Rosario Dawson e Jessica Alba repetindo os papéis do longa anterior.

Então Sin City: A Dama Fatal é, pela lógica, tão bom quanto o primeiro, correto? Bom, seria um filme excelente… se Sin City 1 não existisse. Como assim? A Dama Fatal é: visualmente estonteante, traz personagens fortes, histórias de vingança que se entrelaçam… notou a semelhança? Sim, o longa deste ano consegue repetir em praticamente tudo o de 2005 e se torna mais do mesmo. Já sabemos o que esperar e, fora a abertura deslumbrante do filme anterior, os dois são praticamente iguais.

Não é à toa que o filme tem feito feio na bilheteria norte americana e a terceira parte da trilogia pode ser cancelada, o público que viu o primeiro filme não quer vê-lo repetido no cinema. Sin City: A Dama Fatal não é um filme ruim, é apenas um filme que sofre por ser igual ao seu antecessor. Para o público, não há mais o elemento surpresa da fotografia incrível em um preto e branco exagerado com elementos coloridos, já vimos isso no filme anterior. Não há mais a arrebatadora viagem ao noir proposta por diretor, roteirista e (por que não) quadrinhista, não há mais a sensualidade original envolta em fumaça e crime. Já vimos tudo isso em 2005.

O pecado (com o perdão do trocadilho) de A Dama Fatal foi não inovar. Novamente com Miller e Rodriguez na direção, ele traz quase dez anos depois uma sequência igual ao seu anterior. Não há um elemento sequer de inovação. As três histórias que envolverão vingança se intercalam nas imagens sem nuances de cores, que remetem às HQs em preto e branco de Miller. Tudo é estilizado, da violência ao amor, relegado às maquinações cínicas de belas mulheres. Sim, ainda é um filme noir, com suas femme fatale e seus bons moços sem meia moral. Sim, os atores são em sua maioria ótimos em seus papéis. Gordon-Levitt parece transitar com facilidade entre a comédia romântica e o suspense policial; Josh Brolin transpira raiva e desejo de vingança reprimidos; Eva Green repete seu papel de sempre, mas não chega a corromper o filme.

Se tomarmos como comparação 300 (uma obra também de impacto visual, também com uma lacuna de vários anos entre a primeira e a segunda parte e também adaptada de quadrinhos de Frank Miller), fica fácil notar as diferenças. 300: A Ascensão do Império (a sequência), trouxe o mesmo impacto, porém com uma história completamente original, ainda que repetindo alguns personagens. Talvez se A Dama Fatal não tivesse ficado nas mesmas histórias, conseguisse manter sua unidade apenas pelos elementos de fotografia trazendo um filme melhor do que realmente é. Do modo como foi feito não resultou em um filme ruim, mas em apenas uma cópia de sua primeira parte que, justamente por ser uma cópia não é tão bom quanto o original.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: