Resenha do site #Oscar2015 – Boyhood: Da Infância à Juventude

boyhood posterMuito tem se elogiado na crítica internacional o novo filme do diretor Richard Linklater. De fato, ‘Boyhood: Da Infância à Juventude’ é um excelente filme, mas é muito mais um feito de realização que um filme em si.

Acompanhando doze anos reais na vida do pequeno Mason (Ellar Coltrane), o filme praticamente não possui roteiro. Segue assim, “envelhecendo” com seu protagonista dos seis aos dezoito anos, seus dramas pessoais e familiares, suas aflições adolescentes e seus relacionamentos amorosos. Nesse ponto, ‘Boyhood’ é mais uma janela para uma vida real e comum que uma saga de cinema. As conversas são comuns, as roupas, os cabelos, os sentimentos. Tudo pelo que nós mesmos já passamos, talvez até com as mesmas reações que Mason.

No entanto, mesmo assim de uma forma meio torta, o filme nos cativa. Talvez pelo olhar sincero do ator, que já afirmou que ele mesmo se confunde com o personagem, talvez justamente pela simplicidade da história. Nem filme nem pessoas em cena têm nada de extraordinário e, às vezes, é exatamente isso que nos falta no cinema: pessoas comuns e situações comuns.

Em recente entrevista, Ellar disse que ao assistir as imagens do filme pela primeira vez se emocionou. As lembranças em sua mente se confundiam e, após passar doze anos filmando um projeto, ele não se lembrava que tinha feito determinadas coisas “com seu pai do filme” e não com seu pai real.

Mason realmente se confunde com seu ator. Há muito do ator no personagem: ambos são vegetarianos e gostam de fotografia. O ator conta que quando decidia fazer algo com o corpo, imediatamente ligava para o diretor. Furar a orelha, cortar o cabelo, para tudo isso Linklater dava liberdade para que Coltrane fosse um “jovem real”, pois Mason deveria ser real. Muitos dos diálogos mais filosóficos de Mason foram sugestões do próprio ator. Todos os anos, antes das filmagens (que geralmente duravam quatro dias), Linklater fazia um processo de uma semana de jantares e conversas com os atores, de onde saíam muitas ideias de cenas para o filme. O diretor afirmou que realmente não havia um roteiro escrito, que estas conversas serviam para que o grupo de conhecesse e se “atualizasse” nas informações de cada um para que pudessem gravar da forma mais natural possível. Este processo é comum nas obras do diretor, que usou artifícios semelhantes na trilogia iniciada com ‘Antes do Amanhecer’ em 1995.

boyhood_1

Apesar de todo o filme ser centrado em Mason, existe uma segunda figura tão importante para a história quanto ele: sua mãe. A personagem interpretada por Patricia Arquette é o retrato fiel da mãe de família americana: ansiando por realizar todos os desejos dos filhos e os seus, invariavelmente ela se perde em escolhas erradas (especialmente de maridos) e certas, como a nova carreira. A irmã mais velha de Mason e o pai, interpretado por Ethan Hawke, também possuem papel importante na vida do menino, mas acabam por influenciar pouco em suas escolhas e atitudes. Mason nunca tenta ser como os pais e ao mesmo tempo nunca tenta se afastar do que eles são. Apenas vive sua vida sem ser um adolescente revoltado mas também sem ser conformado. Não existem avisos durante o filme sobre a passagem do tempo. Nos valemos de informações em cena e do rosto de Coltrane para nos guiarmos. Músicas, objetos, cortes de cabelo, tamagochi, Harry Potter, filmes, tudo serve como guia (veja no final deste texto).

boyhood-ellar-coltrane-ethan-hawke

E é assim que, durante duas horas e 45 minutos, acompanhamos o crescimento de Mason, que desde o primeiro segundo aparece sonhador em cena, numa jornada que começou, literalmente, doze anos atrás. Vemos sua evolução física e intelectual, suas brigas no colégio e sua chegada na faculdade, seu primeiro emprego, as constantes mudanças com a mãe também em busca de se encontrar no mundo. E é assim que, após as 2h45 nos despedimos de forma abrupta, como nos despedimos daquele amigo de infância que muda de escola e que, embora prometamos manter contato, nunca mais reencontramos. Mason se vai, para continuar sua vida e nos deixar aqui sem sua companhia e ao mesmo tempo pensando em suas atitudes. Um jovem comum vivendo uma vida comum numa espécie de reality show meio atravessado. No fim das contas fica a impressão de que ‘Boyhood’ pode não ser a obra prima que pintam, mas que está muito longe de ser um filme  chato, maçante ou ruim. É a realização máxima da vida comum e um feito de realização dos mais extraordinários que se tornará um marco no cinema. Disso não restam dúvidas.

Guia de referências de ‘Boyhood’, extraído do G1:

Boyhood 2001 (Foto: Divulgação/Universal)

“Yellow”, Coldplay
“Oops! … I Did It Again”, Britney Spears
“Hate To Say I Told You So”, The Hives
“Anthem Part Two”, Blink 182
“Soak Up The Sun”, Sheryl Crow
Tem também: “Toy Story”; “Harry Potter e a Câmara Secreta”; “Homem-Aranha”.

Boyhood 2003 (Foto: Divulgação/Universal)

“Do You Realize??”, The Flaming Lips
“Try Again”, Aaliyah
Tem também: Gameboy Advance SP; Xbox 360; iMac G3 colorido, “Dragon Ball Z”.

Boyhood 2005 (Foto: Divulgação/Universal)

Tem: Xbox 360, Tamagotchi; “Harry Potter e o Enigma do Príncipe”

Boyhood 2006 (Foto: Divulgação/Universal)

“Hate It Here”, Wilco
“Could We”, Cat Power
“We’re All in This Together”, High School Musical
“Crazy”, Gnarls Barkley
Tem também: Wii; Funny or Die

Boyhood 2009 (Foto: Divulgação/Universal)

“One (Blake’s Got A New Face)”, Vampire Weekend
“Let It Die”, Foo Fighters
“Crank That”, Soulja Boy
“LoveGame,” Lady Gaga
“Good Girls Go Bad,” Cobra Starship e Leighton Meester
Tem também: Facebook, “Trovão Tropical”, “Star Wars”, “Cavaleiro das Trevas”

Boyhood 2010 (Foto: Divulgação/Universal)

“Telephone”, Lady Gaga e Beyoncé
“Somebody That I Used To Know”, Gotye e Kimbra
“Radioactive”, Kings Of Leon
“She’s Long Gone”, The Black Keys
Tem também: Facetime, MacBook Pro cinza

Boyhood 2013 (Foto: Divulgação/Universal)

“Deep Blue”, Arcade Fire
“Suburban War”, Arcade Fire
“Lero Lero”, Luísa Maita
“Helena Beat”, Foster the People
“Hero”, Family Of The Year

Veja o trailer do filme:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: