Resenha do site – Vingadores: Era de Ultron

vingadoresDepois de meses enchendo a paciência de todos (e fazendo a festa dos fãs) com vídeos, imagens, teasers, trailers e o que mais você consiga imaginar, finalmente chega aos cinemas o aguardado Vingadores: Era de Ultron.

É bem verdade que não há muito o que se dizer. E nem haverá muita importância em qualquer coisa que se diga. Todo mundo quer ver. O filme é bom? Sucintamente, pode-se dizer que sim, o filme é bom. Se você é um fã das produções dos estúdios Marvel, seguirá a cartilha e terá assistido os dez filmes anteriores que levaram à realização de Era de Ulltron, e talvez até mesmo às séries (Agents of S.H.I.EL.D., Agent Carter e Daredevil – vale lembrar que somente a primeira pode garantir alguma informação para o filme). Isso é bom, serve de base. Mas não é necessário. Eles não influenciam diretamente na história, embora possam criar um background interessante. Com exceção de Guardiões da Galáxia. Este não agrega nada mesmo.
Leia 15 curiosidades de Vingadores: Era de Ultron

Este Vingadores 2 traz de volta Homem de Ferro (Robert Downey Jr), Capitão América (Chris Evans), Thor (Chris Hemsworth), Hulk (Mark Ruffallo), Viúva Negra (Scarlett Johansson), Gavião Arqueiro (Jeremy Renner), J.A.R.V.I.S. (Paul Bettany) e Nick Fury (Samuel L. Jackson) se unindo contra um inimigo comum que, claro, quer destruir a Terra. Um medo recorrente no cinema, novamente a ameaça será uma inteligência artificial, capaz de pensar por si só e decidir os rumos da humanidade (quantas vezes já não vimos isso?).

No entanto, não se engane. Mesmo com personagens reprisados e mote mais do que batido, Era de Ultron está longe de ser chato ou maçante. Muito pelo contrário. Raras vezes um filme de mais de duas horas passou tão rápido no cinema. Sem a necessidade de apresentar seus personagens o filme já começa com ação enlouquecida (basicamente onde o episódio anterior ao filme de Agents of S.H.I.E.L.D. terminou) com o time invadindo uma fortaleza da H.Y.D.R.A. para resgatar dois irmãos superpoderosos das mãos dos vilões. Pietro (Mercúrio) e Wanda (Feiticeira Escarlate) estão nas mãos de cientistas e deverão ser usados justamente contra os Vingadores numa guerra pela dominação mundial.

Vingadores 3‘ pode não ter Thor, Homem de Ferro e Capitão América

A partir daí, tudo que se diga sobre a trama pode ser considerado spoiler. Basta dizer, no entanto, que Era de Ultron soa e se mostra como uma versão anabolizada do primeiro filme: cenas de ação ainda mais grandiosas e impressionantes, mais humor, mais romance, mais efeitos e mais superpoderes. Assim que o filme acaba dá uma vontade enorme de ficar sentado e assistir de novo, tão bem realizado ele se mostra. Algumas cenas são perfeitamente coreografadas e realmente nos deixam de queixo caído.

Penúltimo filme da anunciada “Fase 2” da Marvel no cinema (o último será Homem-Formiga, com estreia marcada para 15 de julho no Brasil), Era de Ultron mostra com clareza o fim de um período e dá alguns indícios do início do próximo, que mostrará uma já anunciada ruptura entre Capitão América e Homem de Ferro, uma adição do Homem-Aranha e de personagens menos conhecidos como Pantera Negra e Dr. Estranho, e outros 10 filmes já anunciados culminando em Vingadores – Guerra Infinita parte 2 em 2019. Sim, é muita coisa. E sim, convém ao fã assistir a todos os filmes que no final das contas formarão uma única e grandiosa história. Mesmo com altos e baixos, filmes melhores ou piores. Assim como o primeiro filme, este pode a princípio parecer uma bagunça, mas não chega nem perto disso: tudo funciona muito bem, de forma muito bem orquestrada. E com todos os atores ainda mais confortáveis em seus papeis (e super-trajes) a coisa funciona ainda mais.

Veja aqui a agenda da Marvel e da DC para os próximos anos no cinema

Um dos maiores blockbusters do ano e um dos filmes mais esperados (com expectativa comparada talvez somente a Jurassic World e Star Wars Episódio VII), Vingadores: Era de Ultron é tudo aquilo que se espera de uma produção dos heróis da Marvel: diversão despretensiosa de matinê em uma embalagem gigantesca. Claro que o diretor e roteirista Jos Whedon bebe muito da fonte de James Cameron e sabe criar uma aventura que não é inteligente demais para não assustar seu público. Mas supera seu mestre ao não criar também, um filme burro demais. Vingadores 2 tem lá seus momentos que exige um pouco mais de nosso cérebro sem que isso atrapalhe. Um filme grandioso mas ao mesmo tempo ingênuo. A luta do bem contra o mal bem definida. Salvamentos, beijos, sopapos e rasantes só nos fazem sentir inveja daqueles seres maravilhosos e mitológicos. E claro, querer ser também um Vingador.

Para quem não viu, ou quer recapitular os filmes anteriores, basta assistir o vídeo abaixo (em inglês):

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: