#listadefilmes – 10 filmes sobre mentira

Primeiro de abril, nada melhor do que uma lista com o tema do dia: a mentira.

Mas primeiro uma aulinha: você sabe por quê dia 1º de abril é o dia da mentira? A brincadeira surgiu na França, no reinado de Carlos IX (1560-1574). Desde o começo do século XVI, o ano- novo era comemorado em 25 de março, com a chegada da primavera. As festas, que incluíam troca de presentes e animados bailes noite adentro, duravam uma semana, terminando em 1º de abril. Em 1562, porém, o papa Gregório XIII (1502-1585) instituiu um novo calendário para todo o mundo cristão – o chamado calendário gregoriano – em que o ano-novo caía em 1º de janeiro. O rei francês só seguiu o decreto papal dois anos depois, em 1564, e, mesmo assim, os franceses que resistiram à mudança, ou a ignoraram ou a esqueceram, mantiveram a comemoração na antiga data. Alguns engraçadões começaram a ridicularizar esse apego enviando aos conservadores adeptos do calendário anterior – apelidados de “bobos de abril” – presentes estranhos e convites para festas inexistentes. Com o tempo, a piada firmou-se em todo o país, de onde, cerca de 200 anos depois, migrou para a Inglaterra e daí para o mundo.

Agora sim, vamos lá. Confira nossa lista com 10 filmes sobre ela, aquela que tem pernas curtas, a mentira:

Peixe Grande e Suas Histórias Maravilhosas (Tim Burton, 2003)

peixe grande

Tim Burton, conhecido por suas narrativas fantasiosas, nos traz em Peixe Grande e suas Histórias Maravilhosas a história de Ed Bloom, um contador de histórias que adora contar sua vida aos outros mesclando realidade com ficção. A sensibilidade com que é filmada a trama nos transporta para um mundo irreal, onde todos nós gostaríamos, no fundo, de viver.

Adeus, Lênin (Wolfgang Becker, 2003)

good-bye-lenin

Em Adeus, Lênin, temos o caso de uma mentira contada para o bem de todos. A mãe de Alex Kernel passa mal e entra em coma dias antes da queda do muro de Berlim e a restauração do capitalismo na Alemanha. Ao acordar, para evitar um choque em sua mãe, Alex e sua irmã decidem ocultar as reviravoltas políticas que o país sofreu durante o período em que ela esteve desacordada, e para isso acabam criando um mundo novo, literalmente, onde a Alemanha ainda vivia debaixo do socialismo.

Prenda-me se for Capaz (Steven Spielberg, 2002)

catch me if you can

Contando com um grande elenco, com nomes como Leonardo Di Caprio e Tom Hanks, além da direção experiente de Steven Spielberg, Prenda-me Se For Capaz conta a história de Frank Abagnale Jr., um mestre na arte do disfarce, que com menos de 18 anos já havia se passado por médico, advogado e até mesmo co-piloto de uma aeronave. Ao praticar golpes milionários, ele desperta a atenção de um agente da Cia, que passa a tentar capturá-lo.

O Mentiroso (Tom Shadyac, 1997)

liar liar

Um dos melhores filmes do comediante Jim Carrey, O Mentiroso conta a estória de Fletcher Reede, um advogado mentiroso de carteirinha que se vê em apuros quando, ao soprar as velinhas do seu aniversário, seu filho pede que ele passe um dia inteiro sem contar mentiras.

Mera Coincidência (Barry Levinson, 1997)

WAG THE DOG 1

O filme mostra os bastidores da invenção de uma fictícia guerra dos Estados Unidos contra a Albânia. A simulação é encomendada diretamente pelo presidente, que vê sua reeleição ameaçada por um escândalo sexual. Para desviar a atenção do eleitorado, um dos seus assessores se junta a um produtor de Hollywood, para que um falso conflito seja produzido em estúdio e roube as atenções da mídia.

A Mentira (Will Gluck, 2010)

easy-a-1741

Este divertido filme mostra a sina de uma azarada estudante colegial. Após inventar a perda de sua virgindade, durante uma conversa com sua melhor amiga, ela vê este boato ganhar proporções imensas, ao se espalhar por toda a cidade. E, para dar a volta por cima, a garota bola uma maneira de lucrar com essa farsa.

O Primeiro Mentiroso (Ricky Gervais, Matthew Robinson, 2010)

O-Primeiro-Mentiroso

O filme é uma fábula onde em um mundo onde todos falam a verdade não existe o conceito de mentira. O fracasso financeiro de Mark chega ao limite no momento em que ele é demitido do estúdio de cinema e está prestes a ser despejado de sua casa. Deve 800 dólares de aluguel e só tem 300 na sua conta. Ao chegar ao banco para sacar tudo o que resta é informado pela caixa que o sistema caiu. Ela lhe pergunta quanto tem na conta. Uma ideia vem como um raio à mente de Mark: e se mentisse! Ele diz que tem 800 dólares e a caixa acredita.  Com isso evita ser despejado de sua casa. Tal como Adão no Paraíso do Gênesis bíblico, Mark morde a maçã, perde a inocência e descobre os prazeres da mentira.

Curtindo a Vida Adoidado (John Hughes, 1986)

ferris

Uma mentira que se tornou um clássico do cinema moderno. Na história, o jovem Ferris Bueller mente que está doente para faltar aula com um amigo e a namorada e acaba se envolvendo em “muitas confusões e aventuras com uma turminha do barulho”. Claro que alguém vai desconfiar e a perseguição do diretor vai render muito. Este ano o filme completa 30 anos e para comemorar a cidade de Chicago vai organizar uma festa de três dias, onde os interessados poderão visitar os locais de gravação do filme e participar de uma parada igual à que Ferris canta Twist And Showt.

O Auto da Compadecida (Guel Arraes, 2000)

o-auto-da-compadecida

João Grilo e Chicó são dois dos maiores contadores de causos do Brasil. Em nome da trapaça e de levar vantagem, inventam mentiras e histórias mirabolantes e são capazes de enganar até santos e o diabo. A adaptação para a TV da peça de Ariano Suassuna foi transformada em filme e conquistou o país com as atuações de Selton Mello e Matheus Nachtergaele nos papeis principais, se tornando um clássico do cinema moderno brasileiro.

Uma Doce Mentira (Pierra Salvadori, 2010)

umadocementira

Passado em uma cidade do interior da França o filme conta a história de uma cabeleireira começa a receber cartas de amor anônimas. Num primeiro momento ela pensa que é de um verdureiro bem velhinho que trabalha perto de seu salão, e assim, ignora o teor da carta mas passa a sorrir todos os dias para ele como forma de recompensar o amor não correspondido. Porém, as cartas são escritas por um quebra-galhos, que vai todos os dias fazer determinados reparos em seu salão só para ficar ao seu lado. Apesar de jovem e bonito, ela nunca imaginou que o seu funcionário tão dedicado fosse o remetente das cartas e então resolve repassar as cartas para sua mãe, como forma de tirá-la de uma depressão pós-divórcio.

VIA, VIA

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s