Há 33 anos surgia um dos maiores ícones da música pop

Vamos voltar um pouquinho no tempo. Uma época onde a disco music estava em decadência, o new wave surgia com força total. Um ano em que no Brasil morriam Clara Nunes e Janete Clair e onde a taça Jules Rimet era roubada. Um ano em que uma loira de 24 anos de Michigan iniciava sua carreira como mito. Foi neste ano que Madonna Louise Veronica Ciccone passou a ser conhecida apenas por seu primeiro nome, o nome do seu primeiro álbum, lançado em 27 de julho de 1983.

A música (e a indústria) pop nunca mais seria a mesma.

O que poderia lhe faltar em talento, Madonna demonstrou ao mundo em estilo, charme e ambição. Uma dançarina com uma voz inexpressiva mas expressivos caminhos para sua carreira, Madonna se aproximou de tudo e de todos que pudessem lhe ajudar a lançar sua carreira. (por isso os paralelos com Evita, filme e personagem que ela encarnou em 1996 são válidos)

Veja nossa lista das 100 melhores músicas pop do século XXI

A pessoa mais importante no início de sua carreira foi John Benitez, um amigo DJ que adicionou as pitadas pop que tornariam o álbum histórico. “Ela estava infeliz com o disco, então eu ajudei um pouco. Adicionei algumas guitarras em Lucky Star, algumas vozes, um pouco de mágica… eu só queria fazer o melhor que pudesse por ela. Quando ouvimos novamente Holiday e Lucky Star dava pra ver como ela estava feliz. Você simplesmente queria ajudá-la, sabe? Por mais que ela pudesse ser meio maldosa às vezes, quando você estava fazendo música com ela era muito bom, muito criativo”.

Em 1983 Madonna era cool sem se esforçar demais e, mais importante, ela superou as expectativas. Muitos a chamaram de modismo, de mais um produto da MTV, um canal que ela basicamente definiria nos anos seguintes. Os críticos destruíram o álbum em seu lançamento, mas ele venderia 10 milhões de cópias no mundo todo e geraria os hits eternos Holiday, Lucky Star e Borderline.

Para aqueles que achavam que Madonna era apenas fogo de palha, precisaram logo acordar. A cantora esteve sempre em controle total de seu som, de sua imagem, de sua carreira. Por exemplo: em uma entrevista ela foi direta, antes mesmo de o mundo saber quem ela era: “E agora, quais são seus sonhos? O que falta? – Dominar o mundo.”

Missão cumprida.

Os que disseram que eu nao tinha talento, que era gordinha, que não podia cantar, que eu era uma one hit wonder… eles me empurraram para melhorar a cada dia mais, e eu sou grata por esse tipo de comentário”, disse ela em 2008.

Ouça abaixo nosso greatest hits da rainha do pop no Spotify:

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s