#comentáriosliterários 3X1: Retiro Macabro, O Discurso Secreto e O Casal Que Mora ao Lado

Retiro Macabro – Scott Nicholson

Comecei a ler este livro sem saber exatamente o que esperar dele. Não tinha lido nada a respeito, não conhecia o autor ou a história.

No centro da trama, um retiro de artistas no alto de uma montanha cercado de mistérios acerca de seu construtor, falecido há anos. Sombras, feitiços e quadros estranhos povoam o lugar e tudo parece ir um pouco além do misticismo dos habitantes locais.

Num primeiro momento, o livro é bastante confuso, por conta do grande número de personagens: os artistas que estão indo se hospedar no retiro (cada um com uma habilidade em especial – e um problema), os moradores da vila local e o staff do hotel. Mas, a partir do momento em que nos acostumamos com eles e embarcamos na história, temos em mãos um excelente livro de terror e suspense, com direito a assassinatos, fantasmas e até feitiços de encarnação.

Um livro pouco conhecido mas escrito de forma bastante eficiente e leve. Se é que dá pra chamar uma história de terror de “leve”…

O Discurso Secreto – Tom Rob Smith

Eu já tinha lido Criança 44, do mesmo autor e cuja história se passa antes deste, mas confesso que lembrava pouco da trama. De qualquer forma, não é fundamental para a compreensão da história.

O Discurso Secreto começa na União Soviética no ano de 1956. Muito de sua trama vai girar em torno da política soviética da época, da queda de Stalin e dos desdobramentos políticos deste fato.

Mas não pense que se trata de um livro chato. Ao contrário. Apesar de bastante denso (você tem a sensação que leu 20 páginas quando na verdade não leu nem cinco), o autor conduz a história com maestria e entrega uma reviravolta impressionante a cada capítulo prendendo o leitor a cada página. A política soviética está ali sim, mas como plano de fundo de uma trama de vingança e busca por uma família que leva o leitor por caminhos e lugares inimagináveis, como uma revolta em gulag nas montanhas geladas, um quase-naufrágio de um navio de prisioneiros ou uma rebelião contra o governo na Hungria.

O Casal Que Mora ao Lado – Shari Lapena

Livro de estreia da autora, o livro se tornou best-seller mundial. No entanto, ele não traz nada de novo. Na verdade, traz muitos clichês recheando sua história e acaba sendo “só mais um”.

Anna e Marco são um casal que acabou de ter um bebê. A convite dos vizinhos, vão a um jantar na casa ao lado e deixam a filha de seis meses dormindo no berço. De meia em meia hora o marido ou a esposa vão verificar se está tudo bem. A babá eletrônica transmite os sons do quarto à distância. Nada pode dar errado. Mas claro que vai.

A pequena Cora é levada do berço durante este jantar. Sem entregar muito da história, basta dizer que tudo o que você imaginar enquanto lê é exatamente como a história vai se desenrolar. Os personagens são caricatos e mal desenvolvidos, as situações forçadas e artificiais. As frases prontas e lugar-comum. É de se imaginar que a pesquisa feita pela autora tenha sido feita em seriados como CSI e não no mundo real.

Mas a história fácil acaba entregando um livro de fácil leitura, que não vai te agregar muita coisa mas que ao mesmo tempo não vai tomar muito do seu tempo e do seu cérebro. E apesar de comparado a A Garota do Trem, ele acaba sendo melhor, já que não tem como única personagem uma mulher que tudo o que faz da vida é se ocupar da vida de outras pessoas e já que, aqui, nem todos os homens são “lobos-maus”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s