#comentáriosliterários – O Círculo, de David Eggers

Talvez seja desde a revolução industrial, ou talvez seja posterior. Mas o fato é que a tecnologia é um dos grandes medos da humanidade. E dia a dia isso fica mais evidente.

Não o medo de que os robôs vão dominar o homem, como em filmes e livros do tipo de 2001 ou Eu, Robô, mas o medo do que o próprio homem fará com esta tecnologia.

Nos últimos anos a série Black Mirror evidenciou este medo: o que estamos fazendo com uma ferramenta que deveria nos ajudar? Como a estamos utilizando? Será que esta será nossa sentença?

O futuro não parece muito promissor. Em 1948 George Orwell escreveu o que pode ser considerado o maior clássico distópico de todos os tempos: 1984. Um tempo depois, Phillip K. Dick trouxe um pouco mais de terror pra esse assunto, com Minority Report, em 1956. Mas por que estamos falando disso?

Bom, porque O Círculo, livro de Dave Eggers lançado este ano pela Companhia das Letras, funciona como uma espécie de prólogo desta revolução das máquinas e do sistema retratada em 1984 e Minority Report e poderia muito bem ser um episódio de Black Mirror. Os dois livros parecem “consequências naturais” de O Círculo.

A obra de Eggers nos coloca em um mundo não muito diferente do nosso, onde pessoas são usuárias de uma rede social, compartilham, comentam e curtem postagens e fotos. Na história, a jovem Mae começa a trabalhar nesta mega empresa chamada justamente Círculo e ali vai ver sua vida e o mundo ao seu redor mudar por completo.

Obviamente inspirado no que sabemos do Google, no Círculo as pessoas trabalham no horário que mais gostarem, possuem academia, teatro, quadras esportivas, dormitórios, festas, bibliotecas, restaurantes com chefes renomados… tudo a seu dispor e gratuitamente. Parece um verdadeiro paraíso para se viver e trabalhar. Mas as cobranças são altas e as responsabilidades também: você não pode fazer parte do Círculo se não se integrar de tudo. É sua obrigação além das tarefas profissionais comentar o que os colegas postam, responder pesquisas, comparecer a eventos (que não são obrigatórios, mas é sempre “bom” que se compareça). E em pouco tempo Mae vê sua vida girar em função do Círculo.

Mas será que ela acha ruim? Nem um pouco. Mae compra a ideia e percebe que um mundo conectado é bem melhor. Um mundo onde todos têm acesso à tudo. Onde a informação é livre. Onde câmeras monitoram todos os espaços e tudo pode ser visto para coibir crimes. Onde crianças recebem chips já no nascimento para evitar doenças e sequestros. Tudo parece muito bom, não é?

Mas e os perigos escondidos por trás? Será que estar o tempo todo sob uma vigilância é bom? Será que viver em função de um ranking online é bom? Será que este supercontrole é bom? Percebeu agora a semelhança com 1984? O Círculo acaba funcionando como uma espécie de “pai” do Grande Irmão de Orwell.

O que Mae testemunha e ajuda a criar é uma verdadeira revolução industrial. E o livro eleva nossa atual fixação com curtidas e seguidores a um extremo facilmente imaginável nos dias de hoje. Quantas pessoas não vivem em função de serem populares na internet? Quantos não têm a falsa impressão de que ter milhões de seguidores os transforma em celebridades?

O Círculo nos coloca nessa posição de questionamento. Toda esta tecnologia sendo usada “a nosso favor” não poderá uma hora ser usada contra nós? Será mesmo que queremos que todos os nossos atos sejam monitorados? Assim como a gente, Mae vai se questionar sobre tudo isso, criando uma trama de suspense e quase terror onde a catástrofe é iminente.

O livro ganhou uma adaptação para o cinema, com Emma Watson, Tom Hanks e John Boyega encabeçando o elenco e com previsão de estreia no Brasil dia 22 de junho. Assista ao trailer abaixo:

o circulo filme.jpg

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s