Resenha do site: O Rei do Show

o rei do showDeve ser bom ser o Hugh Jackman. O cara é sex symbol, é um dos super-heróis mais conhecidos e amados do cinema e dos quadrinhos, já foi indicado ao Oscar e já ganhou o Globo de Ouro, interpreta, canta, dança, tem praticamente só sucessos no currículo… é também não deve ser fácil der Hugh Jackman…

Por outro lado, ser Hugh Jackman tem suas vantagens, como poder dar vida a um musical grandioso e espetacular no cinema, com uma história original. E, claro, cantando e dançando além de interpretar e produzir o dito.

O Rei do Show é, acima de tudo, a obra de um sonhador. P.T. Barnum sonhava alto. Filho de um alfaiate, desde pequeno se imaginava grandioso, bem sucedido e produzindo maravilhas. A história provou que ele conseguiu e Barnum virou referência para a criação do que hoje consideramos “circo”. Mas seu trabalho não foi fácil. Tampouco foi fácil realizar o filme: foram sete anos do momento em que a ideia foi apresentada aos estúdios até chegar às telas.

No longa, Jackman é Barnum, que do papel aos palcos irá cantar, dançar e encher os olhos da plateia dentro e fora do filme. Com visual estonteante, coreografias absolutamente impecáveis e músicas contagiantes de Benji Pasek e Justin Paul (vencedores do Oscar por La La Land), O Rei do Show tem a capacidade de derrubar barreiras, de encantar e de emocionar. Qualquer um que um dia tenha se sentido diferente, excluído ou diminuído facilmente se verá na tela. Porque afinal de contas, a “diferença” é um dos grandes temas do filme.

Se você torceu o nariz ao saber que se trata de um musical, pense novamente. As canções de Pasek e Paul, assim como em La La Land, parecem músicas pop. Funcionam perfeitamente fora do filme e, dentro do contexto, só conseguem ser ainda melhores. Tente sair ileso de This is Me, por exemplo, a indicada ao Globo de Ouro de melhor canção neste ano.

Falando em canção, uma das músicas de La La Land diz “este é para aqueles que sonham”. Mais do que o anterior, O Rei do Show é também um filme para sonhadores. Um filme que mostra que tirar um sonho do papel não é fácil. Principalmente se você se propõe a ir contra tudo e contra todos. Mas também, um filme que mostra que poucas coisas valem tão a pena quando a realização de um sonho e uma fábula sobre aceitação e encontrar o seu lugar no mundo.

Assista ao musical ao vivo produzido para divulgar o filme

Veja nossa lista das melhores músicas de 2017 com a faixa de O Rei do Show

Estrelado por Jackman e Michelle Williams, O Rei do Show ainda tem no elenco Zac Efron, Zendaya e Rebecca Ferguson. Com direção do estreante Michael Gracey e roteiro de Jenny Bicks e Bill Condom (de Dreamgirls e Chicago). Um dos filmes mais esperados de 2017 e um dos melhores do ano, o musical já garantiu três indicações ao Globo de Ouro (canção, ator – Hugh Jackman, e melhor filme de comédia ou musical) e mostra que o gênero voltou definitivamente para o cinema. Seja com adaptações dos palcos, seja com histórias originais, mas definitivamente mudado e modernizado. E O Rei do Show é um dos melhores exemplos disso.

Fica bastante claro que o diretor bebe da fonte de Baz Luhrmann: seus personagens são quase estereotipados, o visual é arrebatador, as músicas são pop e a história é quase tola. O que só torna toda a experiência ainda melhor.

Impecável, emocionante, envolvente, contagiante, deslumbrante. Este é para aqueles que sonham.

O Rei do Show estreia nos cinemas brasileiros dia 28 de dezembro. Assista ao trailer abaixo:

miramar-banner-gif

Um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s