Viola Davis diz ter se arrependido de trabalhar em ‘Histórias Cruzadas’. Conheça outros 10 astros que se arrependeram de seus filmes

Viola Davis, que foi indicada ao People’s Choice Awards 2018, revelou em uma entrevista para o jornal The New York Times que se arrependeu de ter estrelado o filme Histórias Cruzadas como a personagem Aibileen.

Eu senti que as vozes das empregadas não foram ouvidas“, disse ela sobre a história do longa. “Eu conheço a Aibileen [papel interpretado por Viola]. Eu conheço a Minny [papel interpretado por Octavia Spencer]. Elas são minhas avós. Elas são minha mãe. E eu sei que se você faz um filme em que toda a premissa é saber como é que alguém se sente trabalhando para pessoas brancas e educando crianças em 1963, eu gostaria de saber o que elas realmente sentiam com isso. Eu não fiquei sabendo disso durante todo o filme“.

Viola também adicionou que isso fez com que ela lidasse de forma diferente com as novas propostas que recebe em Hollywood: “Conforme eu vou ficando mais velha, eu recuso papéis por causa da minha experiência em saber que, assim que ele for lançado, eu vou ter que divulgar. E eu não quero mais divulgar nada que eu não acredite“.

Ainda assim, a atriz afirmou que teve uma ótima experiência com a equipe de Histórias Cruzadas: “As amizades que formei [fazendo o filme] são coisas que levarei pro resto da minha vida. Eu tive uma experiência incrível com as outras atrizes, que são seres humanos maravilhosas. E eu não poderia ter pedido por um colaborador melhor que o diretor Tate Taylor“.

Sempre bom lembrar que Viola recebeu sua primeira indicação ao Oscar pelo papel e que Octavia Spencer venceu na categoria de atriz coadjuvante pelo filme.

Daniel Craig – 007 Contra Spectre

Depois de dois filmes como James Bond, Craig disse que “preferia cortar os pulsos” a interpretar o espião mais uma vez. Diversas fontes divulgaram que ele e o diretor Sam Mendes brigavam constantemente e Craig reclamava também das exigências físicas para o papel. Nas entrevistas de divulgação do filme o ator chamava Bond de misógino e não temia em dizer que as pessoas não tinham nada a aprender com o personagem.

Christopher Plummer – A Noviça Rebelde

Pode ser hoje um dos filmes mais amados no mundo todo, mas alguém em especial o detesta: o intérprete do patriarca dos Von Trapp.

Plummer já disse que o personagem era chato e que tentar torná-lo interessante era o mesmo que tentar cavalgar um cavalo morto. O ator afirma que a única coisa boa de fazer o filme foi trabalhar com Julie Andrews.

Halle Berry – Mulher-Gato

No começo dos anos 2000 Berry era um dos maiores nomes de Hollywood. Tinha acabado de ganhar um Oscar e de ser uma Bond Girl e finalizara dois longas dos X-Men.

Depois de Mulher-Gato alguns críticos chegaram a dizer que ela deveria devolver seu Oscar. O longa concorreu a sete Framboesas de Ouro e ela venceu na categoria de pior atriz. Foi pessoalmente receber o “prêmio” e, com o Oscar em uma mão e o Framboesa na outra, agradeceu a Warner por a ter escalado “nesta m*rda de filme”. Ela também aproveitou para aconselhar seu agente que da próxima vez lesse o script antes de chamá-la.

Berry admite hoje que acredita que Mulher-Gato enterrou sua carreira.

Harrison Ford – Star Wars

Ford sempre teve uma relação estranha com Solo. Em algumas entrevistas chegou mesmo a se recusar a falar sobre o personagem.

Logo após O Império Contra Ataca e enquanto divulgava O Retorno do Jedi, Ford tinha acabado de completar Os Caçadores da Arca Perdida e Blade Runner e costumava dizer que seus personagens nestes filmes eram muito mais interessantes que Solo. Depois de O Retorno do Jedi Ford chegou a dizer que nunca mais vestiria o uniforme de Solo e que queria que ele morresse.

Bom… pedido atendido né?

Robert Pattinson – Crepúsculo

Pattinson pode ter sido alçado ao estrelato com os filmes da saga Crepúsculo, mas isso não faz com que ele goste do trabalho.

O ator já disse que os livros da saga sequer deveriam ter sido publicados. Segundo ele, a relação da autora Stephenie Meyer com seu personagem era assustadora e, com certeza, tinha algo de errado com Edward e com Bella.

Quando perguntado sobre a criação de seu personagem, Pattinson diz “Quanto mais eu leio mais eu o odeio, então foi assim que o interpretei: como um maníaco-depressivo que odeia a si mesmo”.

Mark Wahlberg – Fim dos Tempos

Os filmes do diretor M. Night Shyamalan causam controvérsia entre os fãs, mas parece que não são só eles que não gostam de alguns trabalhos.

Mark Wahlberg reclamou em entrevistas do roteiro e de seu personagem, dizendo que fez o melhor que pôde com o material.

Gwyneth Paltrow – Homem de Ferro 3

Desde 2013 até 2017 Paltrow não deu as caras nos longas da Marvel. E isso tinha um motivo: após o fim de Homem de Ferro 3 a atriz disse que não queria mais interpretar Pepper Potts.

Paltrow nunca morreu de amores pelos filmes da Marvel. Reclamava dos segredos envolvendo as produções, que nunca sabia nada sobre sua personagem. E, embora ela admita que gostava de trabalhar com Robert Downey Jr., já disse publicamente que ninguém valia o salário que o estúdio pagava ao ator.

Shia Labeouf – Transformers: A Vingança dos Derrotados

O ator foi contratado para fazer três filmes da saga, mas após o segundo ele não se acanhou em admitir que não gostou do trabalho: “A sequência foi planejada grande demais e sofreu por conta disso. Quando eu vi o segundo filme, não fiquei impressionado. Havia coisas muito legais, mas o coração da história tinha sumido. Nós tentamos superar o primeiro filme e no caminho perdemos o rumo. Perdemos as relações. E sem relações o filme se tornou só um monte de robôs lutando.

Matt Damon – O Ultimato Bourne

Mesmo com o sucesso de público e crítica com os filmes de Jason Bourne, Matt Damon não se mostra feliz com eles. Em especial, o ator critica o roteiro de Tony Gilroy. Em uma entrevista para a GQ, o ator diz: “ Eu não culpo Gilroy por ter pego um saco de dinheiro e ter entregado o que entregou. Só que aquilo era ilegível. É pra acabar com qualquer carreira… é terrível. Realmente envergonhante”.

Depois da entrevista, Damon pediu desculpas ao roteirista.

Jessica Alba – Quarteto Fantástico e o Surfista Prateado

Alba chegou a ser indicada em duas categorias do Framboesa de Ouro pelo filme: pior atriz e pior casal mas não é por isso que ela se arrepende do filme.

A atriz diz que o filme quase a fez desistir da carreira de atriz e diz que foi o ponto mais baixo de seus trabalhos. Muito de seu descontentamento foi com relação ao diretor Tim Story. Ela o descreveu como alguém difícil de trabalhar. Alba afirma que ele lhe deu algumas das “dicas de direção” mais estranhas que já recebeu. Por exemplo, em uma cena emocional, ela alega que o diretor comandou: “Parece real demais, parece doloroso demais. Você pode ficar mais bonita quando chora? Chore bonito, Jessica. Não faça essas caras. Só fique bonita. As lágrimas a gente adiciona depois em CGI”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: