Resenha do site – Nasce Uma Estrela

nasce uma estrelaDe quando em quando astros da música pop aproveitam o sucesso para embarcar em produções cinematográficas onde possam, principalmente, mostrar como são astros da música pop. Whitney Houston, Mariah Carey, Britney Spears, Adam Levine, Christina Aguilera são bons exemplos. Todos ganharam um filminho pra chamar de seu e mostrar que cantam bem (e não atuam tão bem assim). Às vezes, um deles consegue, e se desvincula totalmente do ser “astro pop”, mostrando que é também excelente atuando. Caso raro de Beyonce em Dreamgirls.

Agora chegou a vez de ninguém menos que Lady Gaga. Depois de participações no seriado American Horror Story, Gaga ganha um filme para exercitar a voz. Uma história de Cinderela, da moça que quer ser cantora e conhece um astro que a faz famosa. Gaga desempenha bem o papel que lhe cabe? Sem dúvida. Ela consegue deixar de ser Gaga? Não.

Nasce Uma Estrela já ganhou diversas adaptações no cinema, as mais conhecidas estreladas por Judy Garland (1954) e Barbara Streisand (1976), elas mesmas estrelas pop em suas épocas.

Cria da geração Millennial, Gaga é a estrela perfeita para protagonizar a nova adaptação. Como é característico desta geração não conhecer nada que tenha surgido antes de seu nascimento, boa parte dos fãs de Gaga devem desconhecer as outras versões do filme, ou sequer saber quem são Streisand e Garland. Então, por que não colocar sua maior representante em uma nova versão da história? Com muito rock e pop dançante, o novo Nasce Uma Estrela é tão original quanto dar flores no dia dos namorados, mas ao mesmo tempo, tão romântico quanto.

Bradley Cooper estreia na direção mostrando segurança, desempenhando bem seu papel na frente e atrás das câmeras. Exagera no açúcar? Com frequência, mas entrega um romance que não deixa O Guarda-Costas pra trás e sua atuação como o astro do rock em decadência está afiadíssima. Já Lady Gaga mostra que existe uma pessoa comum por trás de sua bizarrice, mas não deixa de ser Lady Gaga, mesmo sendo a menina “feia” que quer fazer sucesso com sua música.

Aliás, bastante importante esclarecer: Nasce Uma Estrela NÃO É um musical. É um filme com (e sobre) música. Ninguém vai sair cantando e dançando em coro no meio da rua ou em restaurantes. As músicas não ajudam a contar a história. Elas estão lá porque seus protagonistas são cantores. Como em The Wonders.

Muita gente confunde um filme musical com um filme com música. São coisas diferentes. Chicago, Moulin Rouge, Hairspray, Dreamgirls e Mamma Mia são musicais. The Wonders, Somos Tão Jovens, Dois Filhos de Francisco, Cadillac Records e The Runaways são filmes sobre e com música. Num musical as canções interagem com o filme, ajudando a contar a história sem fazer parte da vida de ninguém e são cantadas na escola, na praia, no quarto, na prisão, na rua, na chuva, na fazenda… Num filme sobre música, elas fazem parte da vida dos personagens, são cantadas por eles em palcos ou em estúdios de gravação. Poucos são os filmes que incluem as duas facetas, como Hedwig, onde as canções interpretadas tanto fazem parte do show como contam a história do personagem.

Mas Nasce Uma Estrela mais decepciona que agrada, no frigir dos ovos. Se suas músicas são cativantes, seus personagens não são. Se Gaga é um ícone gay e existem até drag queens conhecidas do reality RuPaul’s Drag Race, não existe um único personagem gay relevante dentro da história. Se sua história romântica pede para emocionar, sua longa duração cansa e enjoa.

Como estreia de Cooper na direção, trata-se de um filme acima da média. Como exercício de estrelato de Gaga, também funciona. Mas como filme sobre sonhar em ser um pop star, é apenas mais um.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s