Roupas e sapatos usados em cinebiografia eram todos de Hebe Camargo

O filme Hebe – A Estrela do Brasil – é um dos grandes destaques do Festival de Cinema de Gramado, um dos mais tradicionais do país, que vai de 16 a 24 de agosto no Rio Grande do Sul. (trailer abaixo)

Na cinebiografia, a apresentadora – que morreu de câncer em 2012 – é vivida pela atriz Andréa Beltrão e mostra um recorte da vida de Hebe, entre 1982 e 1987.

Autêntica, ela foi considerada subversiva durante a ditadura militar dos anos 70 e de direita após a abertura política nos anos 80. Mas o fato é que Hebe não tinha papas na língua.

História

Tida como a “Rainha da Televisão Brasileira”, Hebe nasceu em março de 1929 em Taubaté, no interior de São Paulo começou a carreira como cantora de rádio, ainda na década de 1940, na Rádio Tupi.

Ela foi apresentadora de televisão, cantora, radialista, humorista e atriz.

Hebe participou da primeira transmissão ao vivo da televisão brasileira em 1950, na TV Tupi.

Em 1955, Hebe iniciou o primeiro programa feminino da TV brasileira, O Mundo é das Mulheres, dirigido por Walter Forster.

Pelo sofá da loira passaram personalidades como Neil Armstrong, Edith Piaf, Christian Barnard, Amália Rodrigues e Julio Iglesias, nas décadas de 1960 e 1970, quando Hebe batia 70% de média de audiência.

A artista permaneceu mais de 40 anos no ar em diversas emissoras. Trabalhou na RecordTV em abril de 1966. Em 1974 o programa foi transferido para a Rede Tupi, saindo do ar em 1975 e retornando pela Rede Bandeirantes em 1979.

Em 1986 o programa estreou no SBT, onde permaneceu por 25 temporadas. As duas últimas foram na RedeTV!.

Hebe hoje

Como reagiria Hebe a tudo que acontece hoje no Brasil, se estivesse viva?

Andréa Beltrão disse que a apresentadora estaria super revoltada com a violência sofrida por LGBTs e mulheres.

“Ela estaria gritando sobre o feminicídio, ela estaria batendo nesse assunto e contra o assassinato de gays e LGBTI, acho que pra ela isso seria a morte, seria uma coisa incompreensível, da selvageria que se fazem com as pessoas”, disse a atriz, em entrevista ao UOL.

Andréa confessou que sentiu uma certa insegurança em interpretar Hebe, já que tem pouca semelhança e o sotaque seria uma grande barreira. No entanto, aceitou o desafio da mesma forma.

Segundo a artista, que está com 55 anos, a família de Hebe ajudou bastante na composição da personagem e todo o figurino apresentado no filme faz parte do próprio guarda-roupa da apresentadora.

“As roupas, peles, joias, sapatos, tudo… Todos os sapatos da Hebe couberam no meu pé. A sapataria que a Hebe tinha no closet dela, acho que dá para fazer um filme, pagar os recursos, as joias nem se fala. Teve esse lado divertido”, lembra.

Hebe – A Estrela do Brasil tem previsão de estrear nas telonas no dia 15 de agosto.

Assista abaixo ao trailer do filme:

VIA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s