Resenha do site: Scooby! O Filme

Às vezes um produto se preocupa tanto em agradar a todos os tipos de público que acaba se perdendo no caminho. Isso é muito comum em produtos culturais: livros, filmes ou discos que não definem seu público alvo e, na ânsia de acertar todo mundo acabam não acertando ninguém.

Infelizmente este é o maior problema de Scooby! O Filme. A aventura que traz Salsicha, Velma, Fred, Scooby e Daphne de volta às telas quer tanto agradar à família toda que acaba infantil demais para os pais e cabeça demais para as crianças.

Na história ficamos sabendo como a amizade de Scooby e Salsicha começou, como eles conheceram os outros amigos (em cenas de apenas alguns minutos) e vemos a gangue se unindo ao Falcão Azul e Bionicão contra um vilão megalomaníaco. Até aí nada demais.

O filme é elétrico e hiperativo, perfeito para as crianças de hoje que, com excesso de telas, não se prendem muito em uma única cena. Tem personagens cativantes e bonitinhos (numa tentativa visível de criar os novos Minions) e cores fortes e vibrantes. Ponto para as crianças.

No entanto, para os pequenos a história é confusa e complicada. O excesso de personagens pode ficar inexplicado e as referências ao universo Hanna-Barbera só estão ali mesmo para agradar aos pais. Ponto para os adultos.

O maior problema é que, entre ritmo frenético e história que foge das tradicionais do Scooby e referências a outros desenhos e personagens, o longa se perde e não acerta ninguém: é infantil demais pros adultos e adulto demais pras crianças.

Talvez, acima de tudo isso, o grande porém do filme seja a descaracterização completa de seus protagonistas. Afora Salsicha e Scooby, que permanecem fiéis ao desenho clássico, os outros personagens foram remodelados em novos formatos que certamente desagradarão os fãs da série: Daphne deixou de ser superficial e é quase politizada, Fred virou o americano-hetero-médio preocupado apenas com carros e mulheres e Velma é quase uma hacker aprendiz de Lisbeth Salander. Pior ainda: características físicas que esperamos não estão ali: Fred não tem o lenço vermelho no pescoço (a não ser por alguns segundos), Velma nunca perde o óculos… é como se estivéssemos vendo um reboot com novos personagens. Mudanças para agradar um novo público que deletaram a essência de cada um deles.

Quem espera uma história de mistério como as clássicas da Mistério SA pode se decepcionar: Scooby e sua turma viraram praticamente super-heróis (em um tempo em que filmes de super-heróis inundam o cinema, acaba sendo apenas mais um).

Claro, se você não se importa com nada disso, vai curtir o filme: história bacana, personagens divertidos, visual marcante. E o aceno claro para o início de um Hanna-Babera-verse no cinema.

Mas, se você cresceu com Scooby, Velma, Salsicha, Daphne e Fred pode acabar gostando mais dos longas de 2002 e 2004 que traziam um Scooby digital e atores de verdade. Pelo menos ali sabíamos que se tratava de uma piada.

Scooby! O Filme já está disponível na Apple TV e estreará nos cinemas brasileiros no final de agosto.

Scooby Doo (2002) e Scooby Doo 2 – Monstros à Solta (2004) estão disponíveis na Apple TV, Google Play e outros serviços de Streaming e VOD.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: