Feliz aniversário: os 15 papeis mais importantes de Tom Hanks

Ele é um dos melhores atores de Hollywood. Tem mais de 30 anos de carreira e mais de 70 filmes no currículo. Já fez comédia, comédia romântica, animação tradicional, em captação de movimentos, romance, drama de guerra. Já foi esquecido em uma ilha, um cowboy, um gângster protegendo o filho pequeno, um guarda protegendo um prisioneiro gigante, um político famoso e um professor detetive. Já fez ficção futurista, já foi soldado, astronauta, assassino de aluguel, expatriado, policial, milionário, advogado e treinador de baseball.  Com cinco indicações e dois Oscars na estante e completando 57 anos dia 9 de julho, Tom Hanks não é apenas um ator (e diretor, roteirista, produtor…), é uma das personalidades americanas mais respeitadas, praticamente um patrimônio do cinema.

Então que tal vermos uma lista dos seus 15 momentos mais importantes na tela grande?

Splash – Uma Sereia em Minha Vida (1984)

Splash

Um cara normal que se apaixona por uma sereia. Tom Hanks dava início ao que parecia ser uma promissora carreira nas comédias românticas da década de 80.

Quero Ser Grande (1988)

Um garoto que vira adulto do dia pra noite após um desejo a uma máquina. Para a geração de 80, o filme tem uma das cenas mais icônicas do cinema até hoje.

Sintonia de Amor (1993)

Primeira parceria do ator com a então queridinha das comédias românticas Meg Ryan e com a diretora Nora Ephron. Parceria que seria repetida 5 anos depois em Mens@gem Para Você.

Filadélfia (1993)

Primeiro Oscar. Hanks é um advogado demitido pela suspeita de ter aids. Um dos filmes mais representativos do período da descoberta e medo do HIV.

Forrest Gump – O Contador de Histórias (1994)

Nas mãos do diretor Robert Zemeckis, Hanks se torna um doente mental com a habilidade de contar fatos da história americana como se estivesse presente. Seu segundo Oscar de melhor ator.

Apollo 13 (1995)

apollo_13_02

Como um dos três astronautas responsáveis por trazer a Apollo 13 de volta à Terra após consideráveis danos, Hanks continuou fazendo parte da História dos Estados Unidos e de seu cinema.

The Wonders – O Sonho Não Acabou (1996)

the wonders

The Wonders é importante em sua carreira não pela relevância do filme. Apesar de ser uma comédia musical deliciosa, o filme não causou muito furor, mas foi a primeira tentativa de Hanks no roteiro e direção.

Toy Story (1995)

Como o cowboy Woody, o ator conquistou as crianças (e os adultos) no que é até hoje um dos melhores desenhos da marca Disney/Pixar. E continuou a dublagem em suas sequências sempre fazendo um ótimo trabalho.

O Resgate do Soldado Ryan (1998)

O Resgate do Soldado Ryan

Mais uma vez nas mãos de um experiente diretor, desta vez Hanks é dirigido por Steven Spielberg para contar a história de um capitão que lidera seus soldados no salvamento de um deles. Mais uma indicação ao Oscar, mas não levou.

À Espera de Um Milagre (1999)

Adaptação de um livro de Stephen King, Hanks é um dos responsáveis pelo corredor da morte até que sua vida e a de outros é afetada por um prisioneiro com poderes especiais.

Náufrago (2000)

Novamente sob a direção de Zemeckis, o ator tem sua quinta (e última até aqui) indicação ao Oscar. Também não levou, mas o filme é praticamente inteiro somente com Hanks na tela, como um funcionário da FedEx que sobrevive a um naufrágio. Bom, com Hanks e uma bola de vôlei em cena…

Estrada para Perdição (2002)

Estrada para Perdição

Hanks é um pai que fará de tudo para proteger seu filho quando ele testemunha um assassinato da máfia. Baseado em uma HQ, o filme era tido como certo entre as indicações ao Oscar, mas acabou sendo esquecido e teve só indicações técnicas e uma de ator coadjuvante (para Paul Newman).

Prenda-me Se For Capaz (2002)

Dirigido novamente por Steven Spielberg e novamente em um papel inspirado em um personagem real, aqui o ator é um investigador da polícia destinado a perseguir um falsário especialista em disfarces. Era o início de uma carreira de verdade para Leonardo DiCaprio.

O Código daVinci (2006)

Dan Brown entregava um dos best sellers mais bacanas dos últimos tempos nas livrarias, que não tardaria a chegar aos cinemas. Ron Howard foi o responsável por dirigir a história do professor Robert Langdon com Hanks no papel principal. Uma sequência do livro (Anjos e Demônios) já foi lançada e uma terceira está em produção (O Símbolo Perdido, ainda sem data de lançamento), todos com Hanks no papel de Langdon

Larry Crowne – O Amor Está de Volta (2011)

Novamente assumindo direção e roteiro, além de atuar, Hanks conta a história de um funcionário de uma loja de departamentos demitido por não ter curso superior e obrigado a voltar a estudar. Filme político disfarçado de comédia romântica unindo dois dos maiores astros do cinema americano: Hanks e Julia Roberts.

Saving Mr. Banks (2014)

tom-hanks-is-walt-disney-in-the-first-trailer-for-saving-mr-banks

Interpretando ninguém menos que o ícone Wald Disney enquanto tenta convencer a autora de Mary Poppins a deixá-lo adaptar seu livro para o cinema.

Um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s