#comentáriosliterários – ‘Aristóteles e Dante Descobrem os Segredos do Universo’, de Benjamin Alire Sáenz

Aristoteles-e-danteExiste um novo nicho, um subgênero (não menos relevante) dos livros infanto-juvenis que vem fazendo algum sucesso nos últimos tempos. Não, não estamos falando dos romances açucarados que envolvem doenças, acidente ou morte (como Se Eu Ficar ou A Culpa é das Estrelas), mas dos livros com temática gay.

Assim como David Levithan fez em Will & Will (este ao lado de John Green) e Garoto Encontra Garoto, Benjamin Alire Sáenz constrói a história de Aristóteles e Dante Descobrem os Segredos do Universo nesse mesmo tema. Mas talvez de forma mais bem estruturada e menos tola.

Se os livros de Levithan e Green parecem bobinhos demais, a obra de Sáenz se mostra um pouco mais bem estruturada e bem contada. Claro, ainda estamos falando de um romance infanto-juvenil, então não dá pra esperar muitas filosofias sobre o sentido da vida. Ainda bem.

Aristóteles e Dante é daqueles livros que, depois de se encantar pela capa, não dá pra largar. Por mais que sim, algumas passagens sejam extremamente clichês e que a gente já saiba o final desde antes de começar, é um livro encantador. Ari e Dante são dois adolescentes descendentes de mexicanos que moram na cidade de El Paso, no Texas. Ari tem 15 anos e Dante 18. Os dois se conhecem por acaso e passam a ser grandes amigos.

A gente sabe que vai acontecer, mas a temática homossexual só vai aparecer mesmo depois da metade do livro. O amor de um por outro é velado, não dito, fica nas entrelinhas durante boa parte da história. Dante sabe que é gay, que gosta de beijar garotos, e não vai tardar a perceber sua paixão por Ari. Já Ari está apenas entrando na adolescência e não sabe muito bem nada de nada. Questiona muito os pais (que não conversam e não falam sobre o irmão que está preso) e muito quem está ao redor de si. Mas não se preocupa tanto consigo mesmo. Ari vai demorar a perceber o que todos a sua volta já perceberam.

É fácil para um leitor também gay se identificar com um dos dois personagens: aquele que sabe o que quer (Dante) ou aquele que demorou a se descobrir (Ari). São dois adolescentes comuns, experimentado bebidas, drogas, aprendendo a dirigir e convivendo com amigos, família, primeiro emprego e mudanças corporais. No meio do caminho vai haver uma paixão, que pode mudar os rumos da amizade para bem ou para mal.

No fim, Aristóteles e Dante é um livro de leitura rápida e fácil, que encanta nos pequenos detalhes. É difícil não torcer pelos meninos. Seja para que fiquem juntos ou para que encontrem seu lugar no mundo.

Abaixo algumas ilustrações que encontrei na internet sobre o livro 😉

Aristoteles-e-dante5 Aristoteles-e-dante4 Aristoteles-e-dante3 Aristoteles-e-dante2 Aristoteles-e-dante1

Anúncios

2 comentários sobre “#comentáriosliterários – ‘Aristóteles e Dante Descobrem os Segredos do Universo’, de Benjamin Alire Sáenz

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s