Resenha do site – Orgulho e Preconceito e Zumbis

orgulho-e-preconceito-e-zumbisAlgum tempo atrás uma moda quis surgir na literatura e acabou sendo curta demais. Seth Graham-Smith foi o responsável pelos dois títulos norte americanos lançados do chamado “mash-up classic“: Abrahm Lincoln Caçador de VampirosOrgulho e Preconceito e Zumbis. O primeiro virou filme em 2012. E agora chega a vez do segundo.

Orgulho e Preconceito e Zumbis é, como é de se imaginar, uma adaptação da obra de Jane Austen (também já adaptada para o cinema, estrelada por Keira Kneightley) onde as garotas Bennet buscam maridos ricos e apaixonados na Inglaterra do século XIX. Se na obra original as cinco irmãs se preocupavam apenas em ser moças respeitáveis de boas maneiras, aqui existe uma preocupação a mais.

Depois da peste negra, a Europa foi invadida por uma infestação de um misterioso vírus que transformava as pessoas em zumbis. Por conta disso, Londres foi cercada por uma extensa muralha, obrigando muitas famílias a se refugiarem nos campos do interior da Inglaterra. Neste cenário, a família Bennet se mantém reclusa enquanto fica a salvo e procura casamentos bons para suas meninas. É quando surge em uma das casas vizinhas o estranho Sr. Darcy, um jovem rico e exímio caçador de zumbis.

Com seus seios arfantes presos em justos corpetes e mangas bufantes, as irmãs Bennet declaram seu amor pelos jovens recém-chegados enquanto treinam golpes de espada e adaga. Entre uma dança e outra e envoltas em rendas e penteados verticais, escondem facas nas meias e carregam pistolas. Além de moças de fino trato, que conhecem literatura, música e culinária, também são lutadoras treinadas na China na arte de matar zumbis.

É neste clima de romance e terror que se desenrola o inesperadamente divertido Orgulho e Preconceito e Zumbis. Entre uma declaração de amor e outra, entre um suspiro e outro, rolam cabeças decepadas e corpos estraçalhados. Tudo é extremamente bem realizado, dando ao filme um clima completamente inusitado de romance antigo, meio lento, com a urgência da infestação zumbi a espreita. Impossível não imaginar como outros clássicos ficariam com o mesmo trabalho, como Os Miseráveis, Don Quixote, O Morro dos Ventos Uivantes ou mesmo o brasileiro Memórias Póstumas de Brás Cubas, que pode ganhar todo um outro significado pós-morte-zumbi.

Interpretada por Lilly James, de Cinderella, Elizabeth é a mais durona das irmãs Bennet, e embora seja menos tola que a anterior, é tão sonhadora quanto e sabe que deve esperar pelo homem certo. Mas não por muito tempo, afinal, eles podem ser atacados e rendidos pelos zumbis.

Dirigido por Burr Steers, de A Estranha Família de Igby e A Morte e Vida de Charlie, o longa é mais um filme a exaltar o girl power, e coloca as cinco irmãs como heroínas da história, enfrentando homens, exércitos e zumbis de armas em punho. Os maridos são importantes, claro, mas elas são independentes e sabem bem se virar sozinhas. Ainda que suspirem pelo amor verdadeiro entre um golpe e outro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s