#LoveIsLove – uma playlist para celebrar o orgulho de ser quem se é

As pessoas têm que acreditar em forças invisíveis pra fazer o bem”

Ainda estamos chocados com a tragédia do último sábado em Orlando. Gostaríamos de viver em um mundo sem ódio, sem preconceito, onde cada um pudesse ser como quiser e ser feliz com o que lhe fizesse feliz.

Enquanto isso não acontece, vamos nos unir e tentar sermos o mais autênticos possível. Vamos usar o amor como arma.

toda-forma-de-amor

Nós aqui do Pausa fizemos lá no Spotify uma playlist especial, nomeada com a hashatg que mais exprime a luta de todos nós contra o preconceito: #LoveIsLove.

Clique AQUI e veja todas as postagens do universo LGBT já publicadas no site

Nela, colocamos músicas importantes e significantes para todos da comunidade LGBT: músicas cujas letras trazem mensagens de aceitação e orgulho ou de amor de todas as formas, com clipes que contam histórias de casais do mesmo sexo, artistas representativos ou “hinos” adotados como I Will Survive.

Veja abaixo a listagem das músicas e acesse diretamente no Spotify 😉

  • Love Is Love – Cultura Club
  • Express Yourself – Madonna
  • I Still Love You – Jennifer Hudson
  • Insight – Luiza Possi
  • True Colors – Cyndi Lauper
  • Let Love Be Your Energy – Robbie Williams
  • Uh Uh Uh, la La La, Ié Ié – Pato Fu
  • All The Lovers – Kylie Minogue
  • All the Things She Said – t.A.T.u.
  • Born This Way – Lady Gaga
  • Believe – Cher
  • Heal the World – Michael Jackson
  • Ordinary Love – Sade
  • Homens e Mulheres – Ana Carolina
  • Alone – Armin Van Buuren ft. Laureen Evans
  • A Paz (Heal the World)- Roupan Nova e Pe. Fabio de Melo
  • Eu Comi a Madonna – Ana Carolina
  • Pimenta com Sal – Gaby Amarantos e Fernanda Takai
  • Fastlove – George Michael
  • Obrigado Não – Rita Lee
  • Whataya Want From Me – Adam Lambert
  • Dancing Queen – Abba
  • Toda Forma de Amor – Lulu Santos
  • Outside – George Michael
  • O Tempo Não Para – Cazuza
  • I Will Survive – Gloria Gaynor
  • Beautiful – Christina Aguilera
  • Ballad of Cleo & Joe – Cyndi Lauper
  • I’m Coming Out – Diana Ross
  • Macho Man – Village People
  • Hush Hush – The Pussycat Dolls
  • Eu Sou a Diva Que Você Quer Copiar – Valesca Popozuda
  • Love Who Loves You Back – Tokio Hotel
  • She’s Madonna – Robbie Williams
  • Isaac – Madonna
  • In Your Eyes – Deborah Blando
  • Zero – Liniker
  • Strani Amori – Renato Russo
  • Somebody Told Me – The Killers
  • The Best Thing About Me is You – Ricky Martin & Joss Stone
  • I Want to Break Free – Queen
  • Lay Me Down – Sam Smith
  • Take me To Church – Hozier
  • Freedom! ’90 – George Michael
  • Grace Kelly – Mika
  • Space Odity – David Bowie
  • Brave – Sara Bareilles
  • Always on My Mind – Pet Shop Boys
  • Shiny Happy People – REM
  • Take Your Mama – Scissor Sisters
  • Your Song – Elton John
  • True Colors – Zedd ft Kesha
  • Metamorfose Ambulante – Raul Seixas
  • I Got My Pride – SUGA
  • Young Hearts Run Free – Candi Staton
  • Free – Ultra Nate
  • Eu Vou Fazer Uma Macumba Pra Te Amarrar, Maldito! – Johnny Hooker
  • Shame – Robbie Williams ft Gary Barlow
  • Stay – Steve Grand
  • Young Love – Eli Lieb
  • Masculino e Feminino – Pepeu Gomes
  • I Wanna Dance With Somebody – Whitney Houston
  • Girsl Just Want to Have Fun – Cyndi Lauper
  • Proud – Heather Small
  • Finally – Cece Peniston
  • Dive in The Pool – Barry Harris
  • Do You Really Wanto to Hurt Me – Culture Club
  • New York City Boy – Pet Shop Boys
  • Girsl/Girls/Boys – Panic! At The Disco
  • Be Yourself – Morcheeba
  • Vim Te Buscar – O Teatro Mágico
  • Beast – DJ Tommy Love ft. Wanessa
  • Camila, Camila – Nenhum de Nós
  • Better – Boyzone
  • Origin of Love – Hedwig and the Angry Inch
  • What the World Needs Now is Love – Jackie DeShannon
  • Change – Christina Aguilera
  • (Don’t) Give Hate a Chance – Jamiroquai
Anúncios

2 pensamentos sobre “#LoveIsLove – uma playlist para celebrar o orgulho de ser quem se é

  1. Pingback: Black Eyed Peas lança nova versão de ‘Where Is The Love’ com participação de diversos artistas | pausa dramática

  2. Pingback: Liniker lança o surpreendente “Remonta”, primeiro disco de estúdio | pausa dramática

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s