Resenha do site – 12 Horas Para Sobreviver: O Ano da Eleição

the-purge-election-year2A ideia promissora se transformou em um dos maiores sucessos do cinema atual: o expurgo anual, onde 12 horas de crimes são permitidos nos Estados Unidos poderiam ter convencido alguém no primeiro filme que era algo bom.

Já na segunda parte, a gente começava a perceber que o tal expurgo poderia, enfim, não ser tão bom assim. E, se restava alguma dúvida, é na terceira parte que temos certeza que não, não é uma boa.

Entre mudanças (inexplicáveis) de título no Brasil, Uma Noite de Crime (2013 e 2014) virou 12 Horas Para Sobreviver e ganhou ares políticos. Esta terceira parte, com o sugestivo subtítulo de Ano de Eleição deixa bem claro a corrupção que tomou conta do expurgo.

Desta vez estamos às vésperas de uma eleição presidencial, onde uma senadora candidata (Elizabeth Mitchell) se coloca terminantemente contra o expurgo. Anos atrás teve sua família toda morta nessa mesma noite e hoje usa o fim do expurgo como sua principal estratégia de campanha. Seu adversário faz justamente o oposto: ao ser apoiado pelos chamados “Novos Pais Fundadores da América”, tem na noite de crimes liberados seu pilar político. Quem vai vencer esta briga?

Agora somos expostos aos teores políticos da noite do expurgo: o governo parece estar se valendo dos assassinatos para “desafogar” a população pobre e os sistemas gratuitos de saúde educação? Será que seguradoras estão tirando vantagem de seus clientes ao aumentar o valor do seguro contra o expurgo no dia anterior? Será que companhias aéreas estão lucrando com o “turismo do crime” com estrangeiros que desembarcam nos EUA e americanos que fogem?

Todas estas perguntas vão pulando na tela e questionando os “benefícios” que o expurgo anual possa ter. Claro, que teremos muito tiro, perseguição, correria e sangue, mas o que é o diferencial da série desde o começo, fica cada vez mais exacerbado.

Tanto que, de tanto questionamento moral, os roteiristas chegam a perder a mão em determinado ponto e descambar para o lugar comum, onde todo pobre e negro é bom e todo branco e rico é ruim. Assim como o expurgo, essa colocação não é tão simplista e reduzir mocinhos e bandidos a brancos e negros é perigoso. Tão perigoso quanto tornar a noite do expurgo uma tática política para eliminar a população mais necessitada.

Mas mesmo assim o filme continua forte e tenso do início ao fim. A cada esquina uma reviravolta nos coloca encolhidos na poltrona mais uma vez e só reforça o pensamento de que sim, seja chamando Uma Noite de Crime ou 12 Horas Para SobreviverThe Purge continua sendo uma das melhores séries de horror do cinema atual.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s