File photo - Debbie Reynolds and Carrie Fisher pose in the press room at the 21st Annual Screen Actors Guild Awards at The Shrine Auditorium in Los Angeles, CA, USA, on January 25, 2015. Debbie Reynolds, who starred opposite Gene Kelly in the 1952 musical Singin' in the Rain, has died a day after the death of her daughter, Carrie Fisher, on December 28, 2016. Photo by Lionel Hahn/Sipa USA(Sipa via AP Images)

13 mortes que nos chocaram em 2016

20016 não foi um ano fácil. Nem para a economia nem pro mundo dos vivos. Foram vários os atores e cantores que deixaram saudades neste ano.

Vamos relembrar aqui 13 deles:

David Bowiedavid-bowie

O cantor David Bowie, um dos mais versáteis e inovadores nomes do rock e do pop desde os anos 1970 e autor de clássicos como “Starman” e “Space Oddity”, morreu aos 69 anos. “David Bowie morreu pacificamente hoje cercado por sua família após uma luta corajosa de 18 meses contra o câncer. Ainda que muitos de vocês compartilhem nossa dor, pedimos que respeitem a privacidade da família neste período de luto”, informou um comunicado divulgado na página oficial de Bowie no Facebook. A morte de Bowie acontece apenas três dias após o lançamento de seu álbum “Blackstar”, divulgado na data de seu aniversário de 69 anos

Princeprince

Um dos ícones da música pop, o cantor e multi-instrumentista Prince morreu aos 57 anos. Prince tornou-se um fenômeno mundial nos anos 1980, fundamentalmente com “Purple Rain” (1984), considerado um dos melhores álbuns de todos os tempos. A morte foi confirmada pela Associated Press, após uma chamada médica em Paisley Park, em Minnesota, onde o cantor morava e mantinha um estúdio, às 9h43 da manhã, horário local. A causa da morte foi uma overdose do opioide fentanil, um analgésico vendido apenas com receita médica, mas que pode ser encontrado sintetizado por laboratórios clandestinos misturado com heroína.

Elke Maravilhaelke-maravilha

Elke Maravilha morreu aos 71 anos. A atriz estava internada havia quase um mês na Casa de Saúde Pinheiro Machado, no bairro de Laranjeiras, Rio de Janeiro, após uma cirurgia para tratar uma úlcera. Bastante abalado, o irmão da atriz, Frederico Grunnupp, confirmou a informação ao UOL. “Ela teve complicações após a operação e também tinha diabetes. Ela não estava mais respondendo aos remédios”, explicou ele. Segundo Frederico, Elke sofreu falência múltipla dos órgãos.

Alan Rickmanalan-rickman

O ator britânico Alan Rickman, mais conhecido por ter vivido o professor Snape na saga “Harry Potter”, morreu em Londres, aos 69 anos. O ator, premiado com o Globo de Ouro e o Emmy, tinha câncer.

Rickman também participou de longas como Dogma, Sweeney Todd Perfume, seu último trabalho foi a voz da lagarta em Alice Através do Espelho.

George Gaynesgeorge-gaynes

Morreu aos 98 anos o ator George Gaynes, conhecido pelo seu papel de Arthur Bicudo na série “Punky, a Levada da Breca” (foto), e por ter interpretado o comandante Eric Lassard na franquia “Loucademia de Polícia”. De acordo com a revista “Variety”, Gaynes morreu em North Bend, Washington, nos EUA. A causa da morte não foi divulgada.

Carlos Gallardocarlos_gallardo_dj_espanhol_morre

Morreu no dia 23 de dezembro o DJ espanhol Carlos Gallardo. Ele tinha 37 anos e foi encontrado sem vida em seu apartamento em Madri. Radicado na ilha de Maiorca, Gallardo estava prestes a fazer turnê pela Colômbia e lançar um novo disco. Recentemente, o DJ produziu o novo single da cantora brasileira Amannda, Wherever U Go. Em 14 de novembro, ambos lançaram a faixa, no mesmo dia, mas em lugares diferentes: ela com show em Ford Lauderlale (EUA), e ele tocando na The Week, em São Paulo. Durante a carreira, o espanhol trabalhou em mais de 140 produções e foi residente do festival Circuit Barcelona e de algumas das maiores labels gays do mundo, tais como WeParty e Supermartxé.

Gallardo apareceu nas nossas listas de 2013 e 2014 das melhores músicas do ano.

Guilherme Karanguilherme-karan

O ator Guilherme Karan, 58, conhecido por papéis marcantes em novelas como “Meu Bem, Meu Mal” e filmes como “Super Xuxa contra o Baixo Astral”, morreu no Rio de Janeiro. Ele sofria da doença de Machado-Joseph, uma síndrome degenerativa que compromete a coordenação motora, e estava internado no Hospital Naval Marcílio Dias

George Michaelgeorge-michael

Morreu no domingo de Natal o cantor e compositor inglês George Michael, aos 53 anos. A notícia foi confirmada através de uma nota publicada por seu representante. Segundo o texto, que não revela a causa da morte, Michael “morreu em casa, em paz”.

O astro, cuja carreira foi lançada como integrante do duo Wham! na década de 1980 e continuou como artista solo, vendeu mais de 100 milhões de álbuns, ao longo de quase quatro décadas.

Segundo a polícia londrina, uma ambulância atendeu uma residência na região de Oxfordshire, na tarde deste domingo. Para o site da “BBC”, as autoridades informaram que não encontraram qualquer “circunstância suspeita” na casa do músico.

Leia nosso texto completo sobre a morte do cantor AQUI

Orival Pesiniorival-pesini

Orival Pessini, criador de Fofão, Patropi e Sócrates. O ator e humorista de 72 anos lutava contra um câncer na baço e estava internado havia duas semanas em São Paulo. Orival Pessini iniciou sua carreira no teatro. Sua estreia na Televisão foi no programa infantil “Quem Conta Um Conto”, na TV Tupi, em 1963. Na década de 70, interpretou os macacos Sócrates e Charles, do “Planeta dos Homens” (Globo). Orival cirou o Fofão no programa “Balão Mágico” (Globo). O boneco fez tanto sucesso que, com o fim do programa, ganhou seu próprio programa: “TV Fofão” (Bandeirantes), no qual apresentava quadros humorísticos e desenhos animados.

Leonard Cohenleonard-cohen

Leonard Cohen, cantor canadense e compositor de canções como “Suzanne” e “Hallelujah”, morreu aos 82 anos. A causa da morte não foi revelada, mas ele já dava indícios de que não estava bem de saúde. A notícia foi confirmada pela gravadora Sony Music Canadá na página oficial do artista no Facebook.

Gene Wildergene-wilder

Gene Wilder, ator que intepretou o Willy Wonka em “A fantástica fábrica de chocolate” (1971), morreu aos 83 anos devido a complicações do mal de Alzheimer, disse sua família à agência de notícias Associated Press nesta segunda-feira (29). Um sobrinho do ator, Jordan Walker-Pearlman, disse que ele morreu em sua casa em Stamford, estado de Connecticut, nos EUA. Segundo Jordan, Gene Wilder foi diagnosticado com Alzheimer há 3 anos, mas escolheu não revelar sua condição ao público. “Ele simplesmente não conseguia aguentar a ideia de um sorriso a menos no mundo”, disse o sobrinho em um comunicado à imprensa dos EUA.

Domingos Montagner

domingos-montagner

Domingos Montagner deixou o país em choque ao morrer por asfixia mecânica após afogamento, aos 54 anos, logo depois de gravar cenas da novela “Velho Chico”, na qual vivia o protagonista Santo. Na mesma novela, Umberto Magnani sofreu um AVC (Acidente Vascular Cerebral) e morreu aos 75 anos – ele vivia o padre Romão.

Carrie Fisher

carrie-fisher

A atriz Carrie Fisher, que estava internada nos Estados Unidos após sofrer um ataque cardíaco, morreu na manhã desta terça-feira, 27, aos 60 anos. A informação foi dada pela revista “People”, que também divulgou um comunicado da família da atriz através do representante Simon Halls. “É com um grande pesar que Billie Lourd confirma que sua amada mãe, Carrie Fisher, faleceu às 8h55 desta manhã”, afirma. E acrescenta: “Ela era amada pelo mundo e sua ausência será sentida profundamente. Nossa família agradece pelos pensamentos e orações”.

A atriz sofreu um ataque cardíaco no dia 23 de dezembro durante um voo que ia de Londres a Los Angeles. Assim que o avião pousou em seu destino, ela foi socorrida e encaminhada para o hospital mais próximo, onde estava sendo tratada.

Carrie era filha da também atriz Debbie Reynolds, que chegou a afirmar que o quadro de Carrie estava estável um dia antes de sua morte.

Debbie Reynolds

reynolds_singinrain_02

Ao lado de Donadl O’Connor e Gene Kelly em Cantando na Chuva

Um dia depois da morte da filha e enquanto preparava o funeral de Carrie Fisher, a atriz Debbie Reynolds sofreu um AVC e acabou falecendo.

Conhecida por seu trabalho no musical Cantando na Chuva, Reynolds foi uma das últimas estrelas da época de ouro dos musicais de Hollywood, viu sua vida privada se tornar pública como em um filme. Casou-se com um dos maiores cantores pop da época, Eddie Fisher. E a filha dos dois recém-nascida já estampava a capa das principais revistas. A bebê viria a se tornar a princesa Leia da saga ‘Guerra nas Estrelas’.

Carrie Fisher e Debbie Reynolds construíram uma relação hollywoodiana. Uma criança que cresceu sob os holofotes, mas como coadjuvante. Carrie Fisher conta que durante toda a vida lutou para ser notada pela mãe e, depois, para ser mais notada do que a mãe.

Mas Debbie Reynolds não dava trégua: atuava, cantava, dançava, sapateava. Foi assim em 82 filmes para o cinema e a TV.  Foi indicada para um Oscar de melhor atriz em 1965 em ‘A inconquistável Molly Brown’.

Debbie Reynolds Rushed To Cedars Sinai Hospital - LA

Carrie Fisher e Debbie Reynolds

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s