Entrevistamos a criadora do Pet no Pote, uma novidade incrível para seu melhor amigo!

O Pet no Pote surgiu como uma alternativa. A Carol estava cansada de comprar guias e coleiras novas para seus dogs. Então, moça de atitude que é, foi lá e resolveu ela mesma fazer as guias e coleiras! (meio como a Narciso, lembram? Se não acha, faça você mesmo!)

Mas eis que a Carol foi além… colocou tudo EM UM POTE e começou a vender. Sim, minha gente. Depois do bolo no pote, brigadeiro no pote, ovo de páscoa no pote, o temaki no pote (oi?), o mundo no pote… chegou a vez do Pet no Pote!

Nós fomos atrás da criadora e entrevistamos a Carol Farina, que é socorrista (super-heroína da vida real) e nas horas vagas produz estas coisas mais fofas destas coleiras e guias.

Pra quem quiser conhecer mais o trabalho e comprar algumas peças, basta acessar o site e o face. Os produtos são artesanais e personalizados e feitos com muito amor por gente que ama bichos como nós.

*este post foi totalmente espontâneo, não é um post patrocinado
carol farina

Essa é a Carol

Pausa Dramática: Você disse que resolveu fazer as peças em casa, vc já tinha experiência com costura?

Carol: Eu aprendi a costurar na adolescência, com a minha avó! Comecei com panos de prato, cortinas, coisas bem básicas… Quando vim pra São Paulo dois anos atrás, fui fazer um curso de costura na ABRA pra aprender a fazer roupas, mas tudo como um hobbie.

Qual era sua ocupação antes? Consegue viver hoje só com a venda das coleiras ou ainda mantém outra fonte de renda?

Sou médica do Resgate da Rodovia Dutra e foi lá que eu achei o Chuvisco, meu cachorro. Ele morria de medo de ser abandonado novamente e toda vez que eu ia até o mercado com ele, ele roía a guia da coleira e saia correndo atrás de mim (passava cada vergonha… rs!). Perdi as contas de quantas coleiras ele destruiu. Um dia resolvi que eu mesma iria fazer as coleiras dele (e do Chicó, que adotei depois, também na Rodovia) pq não aguentava mais comprar novas. O pessoal da pracinha onde eu levo os dois pra passear adorava as coleirinhas que eu fazia e foi assim que eu comecei!
Eu ainda trabalho no Resgate, essa é a minha principal ocupação, e o trabalho que amo. Lancei o site do Pet no Pote há pouco mais de um mês na internet, então ainda estamos bem no comecinho, mas não pretendo largar o Resgate tão cedo! 😊

petnopote4

O Chicó e o Chuvisco ❤

Como é a fabricação? As tiras são compradas prontas e você só “monta”? E as estampas?

Tudo é escolhido por mim mesma, todas as estampas, linhas de pesponto, fechos… por enquanto, ainda compro as estampas prontas do nosso fornecedor, pois como a loja ainda é muito recente, não temos caixa pra bancar estampas só nossas, mas o plano é lançar estampas exclusivas da marca Pet no Pote até o fim do segundo semestre. Sou eu mesma também que confecciono cada coleirinha, gravo os nomes dos pets nas plaquinhas de identificação, embalo e despacho pelo Correio, administro o site… dá um trabalhão, mas tem sido muito gratificante trabalhar com artesanato e ter um retorno tão incrível como estou tendo!

Como surgiu a ideia de colocar tudo em um pote?

A ideia de colocar no Pote surgiu numa conversa com a minha melhor amiga, quando estávamos pensando como solucionar o problema da embalagem. Queria algo que fosse bonito e sustentável, que as pessoas pudessem usar depois e não descartar no lixo. Acho que o resultado ficou lindo e super diferente!

petnopote3

Anúncios

Um pensamento sobre “Entrevistamos a criadora do Pet no Pote, uma novidade incrível para seu melhor amigo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s