Sobre estereótipos, sexualização, a mistura do Brasil com Egito e o clipe de Major Lazer com Anitta e Pabllo Vittar

Dia desses, em um evento para jornalistas, ouvi alguém comentar sobre como era absurda a estereotipização (existe essa palavra?) dos latinos nos Estados Unidos. Homens eram ou bandidos ou conquistadores e mulheres sempre curvilíneas e seminuas. Fiquei com aquilo na cabeça. Umas das minhas maiores indagações de sempre é: são as pessoas que fazem os estereótipos ou os estereótipos que fazem as pessoas? (tipo pergunta Tostines, sabe como?)

Pois bem. Hoje estreou o tão esperado clipe de Sua Cara, parceria de Major Lazer com as brasileiras Anitta e Pabllo Vittar. E esta questão ressurgiu na minha mente.

Pelos takes divulgados do clipe durante esta semana, pra criar o burburinho pré-lançamento, eu já tinha percebido algumas coisas, e na minha cabeça uma outra questão começou a fervilhar: uma loira e uma morena seminuas num deserto… já vi isso antes…

major-lazer-anitta-pabllo-vittar-sua-cara

Em 1997, precisamente 20 anos atrás, o Brasil fervilhava ao som de um grupo chamado É O Tchan. Com letras sexualizadas e coreografias mais ainda, crianças e adultos transformaram o grupo em um fenômeno. Uma de suas músicas deste mesmo ano colocava as dançarinas (uma loira e uma morena) seminuas em roupa de odalisca enquanto entoavam sobre a “mistura do Brasil com o Egito”.

Não sou desses de problematizar tudo. Aliás, detesto gente que problematiza até o cocô da mosca do cavalo do bandido, mas não consegui evitar de fazer algumas comparações (isso é problematização?)…

É O Tchan era, e ainda é, tido como uma das piores coisas que o Brasil já fez, musicalmente falando. Em seus clipes e apresentações, duas mulheres seminuas faziam movimentos sexualizados ao redor de homens enquanto ambos pronunciavam versos de duplo sentido (ou às vezes de um sentido só, bem claro).

No clipe de Sua Cara, Anitta e Pabllo Vittar (duas mulheres) dançam seminuas ou em roupas extremamente justas em um deserto, com roupa de odalisca em alguns momentos, enquanto homens estão à volta. Notou a semelhança? Guardados as devidas proporções orçamentárias, é claro.

Agora eu pergunto: por que é cool elogiar, gostar e ouvir a música de Major Lazer mas elogiar, ouvir e gostar de É O Tchan, não? Será que o tal “complexo de vira-latas” (odeio esta expressão) nos dita que, se foi feito lá fora é bom mas se foi feito aqui é ruim? Embora a gente saiba que isso é sim, um discurso repetido incessantemente. Por que é cool criticar os estereótipos latinos no cinema e séries americanas mas no clipe tá tudo ok? Onde foram parar todos aqueles discursos sobre objetificação da mulher, estereótipos e sexualização?

A música Paradinha de Anitta foi feita lá fora. Produzida e gravada fora do Brasil. E estourou. Da mesma forma que suas músicas gravadas e produzidas aqui? Não.

Meu questionamento (e não é uma problematização) é simplesmente este: O que tem de diferente entre o som e o clipe de Sua Cara (Major Lazer ft. Anitta e Pabllo Vittar) e Dança do Ventre (É O Tchan)?

Não estou desmerecendo ninguém. Aplaudo de pé o talento de Vittar como drag sendo reconhecido mundo afora. Já falamos do Pabllo Vittar e da Anitta aqui no site. A música Lean On do major Lazer está na nossa lista das melhores do ano passado, assim como uma do Pabllo. A pergunta é só esta. Não vem ao caso nem se gosto da(s) música(s) ou do(s) clipe(s), é apenas um questionamento. Será que Sua Cara é tão diferente assim de Dança do Ventre?

Onde está a diferença entre

Mexe a barriguinha sem vergonha
e entre Balance o corpo, meu bem

e

Eu vou rebolar bem na sua cara“?

Sinta-se à vontade para também questionar. Ou para manter as conclusões que já tinha antes mesmo de ler este texto. Mas se você leu até aqui, muito obrigado.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Sobre estereótipos, sexualização, a mistura do Brasil com Egito e o clipe de Major Lazer com Anitta e Pabllo Vittar

  1. É o Tcham era tosco, mas chegava a ser engraçado, pode ate ter as músicas de duplo sentido(o que o torna menos vulgar e agressivo)….Já o Sua cara é vulgar, que me perdoem os fãs, mas é vulgar. Ambos são toscos, mas se for para escolher fico com é o Tchan!

  2. Sem dúvida se for para escolher entre 2 coisas péssimas prefiro também o E o TChan fico com muita pena de saber que temos muita música boa aqui. Mas o que conseguimos exportar são as piores. Mas fazer o quê é o que temos pra hoje.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s