Celebridades são ícones da literatura em campanha em prol da leitura

Ao ler uma história, você pode sonhar por um tempo e ser o herói, ou a heroína. Sua imaginação pode te levar para qualquer época ou cenário, sem sair do lugar.

Esse é o recado da campanha “Leia.Seja”, criada pela WMcCann para o Sindicato Nacional dos Editores de Livros. A primeira da entidade em nível nacional.

A novidade é a participação de celebridades como modelos. Os anúncios foram lançados na 18ª Bienal do Livro do Rio de Janeiro que aconteceu no mês passado e contam com Bernardinho, Bela Gil, Cauã Reymond, Pedro Bial, Washington Olivetto e Baby do Brasil. A estratégia visa promover a valorização ao livro no país e o papel transformador da leitura na sociedade.

A WMcCann escolheu um time de personalidades do esporte, das artes cênicas, da música e da comunicação para incorporar personagens icônicos da literatura brasileira e mundial.

O vencedor  técnico de vôlei Bernadinho se vestiu de Capitão Rodrigo, de “O tempo e o vento”, de Érico Veríssimo. Washington Olivetto e a cantora Baby do Brasil fizeram Visconde de Sabugosa e Emília, da coleção “Reinações de Narizinho”, de Monteiro Lobato (vale lembrar que Baby interpretou a canção-tema de Emília no álbum Pirlimpimpim, de 1982). A apresentadora Bela Gil virou a Capitu de “Dom Casmurro”, de Machado de Assis. O ator Cauã Reymond se fantasiou do protagonista de “Dom Quixote”, de Miguel de Cervantes, e o jornalista Pedro Bial aparece como o detetive de “As aventuras de Sherlock Holmes”, de Sir Conan Doyle.

O conceito parte da ideia de que, quando lemos, nos tornamos parte da história, já que ler estimula a imaginação, a criatividade e a inspiração, faz rir e chorar, refletir e viajar.

“O Brasil precisa com urgência de uma revolução de cidadania e ética, e acreditamos que a leitura tem um papel fundamental a desempenhar nessas áreas. A campanha quer mostrar exemplos de pessoas reconhecidas pelo público em geral, que tiveram suas trajetórias marcadas pelos livros de diferentes maneiras”, diz Marcos da Veiga Pereira, presidente do Sindicato Nacional dos Editores de Livros.

“Quem trabalha numa atividade que depende de imaginação, criatividade e inspiração, como a publicidade, deveria pagar para criar uma campanha dessas”, comemora Washington Olivetto, Chairman e CCO da WMcCann.

O grupo foi fotografado por Miro, um dos mais consagrados fotógrafos brasileiros, em cenários que remetem às obras. As imagens serão utilizadas em anúncios impressos, outdoors, mídia urbana Out Of Home e mídia digital.

Veja abaixo as fotos da campanha (clique para ampliar) e assista ao vídeo do making of:

Cauã Reymond é Dom Quixote de la Mancha, personagem criado por Cervantes.

Bela Gil virou Capitu, personagem de "Dom Casmurro", de Machado de Assis

Pedro Bial é Sherlock Holmes, o famoso detetive criado por Sir Arthur Conan Doyle

Bernardinho como Capitão Rodrigo, do livro "O tempo e o vento", de Érico Verissimo

Diretamente do Sítio do Picapau Amarelo: Washington Olivetto como Visconde de Sabugosa e Baby do Brasil como Emília

 

VIA

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s