Anthony Rapp, Kevin Spacey e as consequências de um desastroso pedido de desculpas

rapp-spacey

Você pode não saber quem é Anthony Rapp, mas nos Estados Unidos, Rapp é um dos atores de musicais mais conhecidos das últimas décadas.

Estrela do musical Rent que estreou em 1996 e está em cartaz na Broadway desde então, Rapp fez parte do elenco da temporada de estreia e em 2005 estrelou a adaptação para os cinemas, dirigida por Chris Columbus, com outros membros do elenco original, como Idina Menzel (de Frozen) e Rosario Dawson (de Daredevil, única atriz da adaptação pro cinema que não fazia parte da montagem original). Atualmente, Rapp faz parte do elenco de Star Trek: Discovery, série da CBS, como o primeiro personagem gay do universo Star Trek. O ator é gay assumido.

Pois bem. No último domingo, Rapp deu uma entrevista ao Buzzfeed americano alegando que, em 1986, quando tinha 14 anos, um conhecido ator de Hollywood deu em cima dele. Não apenas deu em cima, mas literalmente deitou-se em cima dele em uma cama, o pressionando e o impedindo de sair. Rapp afirmou que o ator em questão, este com 26 anos na ocasião e visivelmente bêbado, o “pegou no colo como uma noiva e o atirou na cama”, deitando-se em cima dele até que Rapp conseguiu se desvencilhar e sair. Rapp havia sido convidado para uma festa na casa do referido ator.

O ator em questão é um dos nomes mais respeitados de Hollywood. Vencedor do Oscar e do Globo de Ouro, Kevin Spacey é dono de uma carreira invejável de produções campeãs de crítica.

Com a rapidez da internet, Spacey logo veio à púbico se pronunciar. Numa postagem que só pode ser definida como desastrosa, o ator escreveu: “Estou mais do que aterrorizado de ouvir sua história. Eu realmente não me lembro deste encontro (…) mas se agi como ele descreve, eu lhe devo as mais sinceras desculpas pelo que deve ter sido um inapropriado comportamento de alguém alcoolizado. (…) Esta história me encorajou a dizer outras coisas sobre minha vida. (…) Eu já tive relacionamentos com homens e mulheres (…) e escolhi viver como um homem gay.”

Para muitos, o pedido de desculpas de Spacey soou um tanto torto. Como assim o ator aproveita um pedido de desculpas por um ato de abuso e pedofilia para se assumir gay? Claramente dando a entender que uma coisa está diretamente ligada a outra. Como se dissesse: “Olha, eu fiz aquilo porque sou gay” e tentando desviar a atenção do foco principal, que é a situação de abuso de um menor de idade cometida por ele.

Óbvio que a declaração caiu como uma bomba em Hollywood, e não sem motivos. Muita gente se questionou: Por que Spacey aproveitou logo este momento para se assumir? Por que, mesmo com tantos boatos e tanto tempo de carreira, ele aproveitou um pedido de desculpas por um ato imperdoável para dizer que é gay?

Entre tantos que se posicionaram contra o ator estão ativistas conhecidos de Hollywood como George Takei e Zachary Quinto:

Takei disse:

“Homens que abusam de outras pessoas de maneira inapropriada não o fazem porque são gays ou héteros – isso é um defeito de caráter”

Já Quinto, publicou em seu twitter:

“É profundamente triste e perturbador a maneira como Kevin Spacey escolheu para se assumir. Não se colocando como alguém orgulhoso disso (…) e inspirando milhares de jovens pelo mundo, mas como uma manipulação calculada para desviar a atenção de uma acusação muito séria. Eu sinto muito pelo que Rapp passou e sinto muito que Kevin somente achou válido se assumir quando achou que isso lhe seria útil de alguma forma, assim como a negação lhe foi útil por muitos anos”

Billy Eichner, estrela da sétima temporada de American Horror Story e também  gay assumido twittou:

“Kevin Spacey acaba de inventar algo que até agora não existia: uma péssima hora pra se assumir.

Mas, honestamente, eu nem quero fazer piadas porque a declaração de Spacey é realmente nojenta, irresponsável e perigosa.”

Claro que a declaração desastrosa já está rendendo (maus) frutos. A Netflix acaba de anunciar que a próxima temporada de House of Cards, a sexta, será também a última. Coincidentemente ou não, a notícia do cancelamento da série estrelada por Kevin Spacey veio apenas algumas horas depois da divulgação de Rapp.

Ficou bastante claro que a declaração de Spacey foi infeliz e oportunista. Tivesse se limitado a admitir o erro e pedir desculpas não teria sido tão feio. Aparentemente o ator conseguiu enterrar uma carreira de triunfos e prêmios com um tweet desastroso.

Em tempo: Spacey venceu o Oscar de melhor ator por Beleza Americana e de melhor ator coadjuvante por Os Suspeitos. Tem sete indicações ao Globo de Ouro e venceu na categoria de melhor ator em série dramática em 2015 por House of Cards. Participou de longas como Seven, Quebrando a Banca, Superman: O Retorno, A Vida de David GaleLos Angeles: Cidade Proibida.

Um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s