Expedição Kombita: conheça o casal do RS que vendeu tudo para viajar o mundo de kombi

Sabe aquela vontade de se livrar do estresse e da rotina e jogar tudo para o alto? Muitos a têm e poucos a realizam. Dentre esses poucos, há dois recém-inclusos: o casal João Otávio e Jordy Ferreira, que passam a concretizar o projeto chamado Expedição Kombita.

Em entrevista exclusiva ao site Guia Gay São Paulo, João conta que esse pensamento era recorrente nos últimos tempos, mas só mesmo há pouco mais de um ano começou a se materializar. Natural de Jaguarão, cidade gaúcha de quase 30 mil habitantes e que faz fronteira com o Uruguai, o fotógrafo propôs ao então namorado, o turismólogo uruguaio Jordy, que eles levassem a ideia à prática.

“A gente mora em uma cidade pequena, que vive com base em muita futilidade, ostentação”, revela. “O estresse era gigantesco. Eu tenho um estúdio fotográfico, o Jordy trabalha comigo, e nós pegamos 80% do mercado de eventos da cidade, com quatro ou cinco festas por semana, fora os book que fazíamos. Eu estava enlouquecendo, a ponto de tomar antidepressivo, remédio para dormir…”

Com uma busca no Google, os dois encontraram o casal Otaviano e Vanessa, do canal no YouTube Vivendo Mundo Afora, que há três anos desenvolveram o plano de rodar o mundo dentro de um carro. Muitas dicas e encorajamento depois, João e Jordy tomaram a decisão. “Eles nos falaram, ‘cara, se nada der certo, o que mais pode acontecer? Começar tudo de novo!’. E aí foi o pontapé inicial”.

E a família? “A princípio eles acharam que era uma loucura”, explica. “A gente tem este trabalho estável, casa própria. E neste meio tempo o Jordy foi chamado, por meio de um concurso, para trabalhar no consulado do Uruguai, ou seja, um emprego muito bom, garantido, para dar expediente das 9h às 15h. Mas a gente explicou aos parentes que era um estilo de vida, o de viver com menos, mas viver mais, que tinha um próposito nisso para fazermos. Aí, há pouco tempo, a família começou a aceitar melhor a ideia.”

João e Jordy, então, trocaram o Fiat Palio que possuíam por uma Kombi e venderam todos os item de dentro de casa. “Tudo mesmo, tapete, fogão, telefone sem fio, tudo, tudo. E fomos morar com a minha sogra para economizar dinheiro”, diz.

A facilidade não se repetiu, entretanto, quanto à Kombi, peça-chave que dá nome ao projeto. “Nós tivemos um problema pequeno no motor. Tivemos indicação de um mecânico que era muito barato. E passou um, dois, cinco, seis meses e nada! O cara só enrolava, pedia dinheiro para comprar mais peças e não entregava. Até que pedimos para ele devolver a Kombi do jeito que estava mesmo. Tudo isso nos atrasou.”

O fotógrafo, então, precisou contratar um guincho para levar o motor desmontado para outro profissional e lá descobriu que o primeiro mecânico roubou peças do veículo. “Foi preciso fazermos uma rifa e um jantar para arrecadar os R$ 4 mil necessários. Quase desistimos do projeto. Ficamos tristes, a previsão era termos saído em janeiro, mas conseguimos.”

Durante toda a expectativa se teriam mesmo o veículo de novo ou não, João e Jordy, que estão juntos há três anos e meio, se casaram oficialmente, com direito à festa e juiz, em 3 de novembro passado.

Móveis vendidos, Kombi zerada, aliança no dedo. Qual o roteiro do pé na estrada? Cruzar o Brasil de Norte a Sul por três (sim, três!) vezes, a começar por subir pelo litoral e descer pelo interior. “Nossa ideia é explorar cidades não tão conhecidas do ponto de vista turístico, como a nossa, uma cidade pequena, muito linda, típica, que tem as portas mais lindas das cidades do Rio Grande do Sul e viver como locais”.

Depois da cruzar o País, após a última descida para o Sul, o casal pretende, então, subir novamente, mas desta vez pelos países vizinhos, até atravessar todos e chegar às Américas Central e do Norte, até o Alasca. Nos Estados Unidos, país de dimensões continentais tal como o Brasil, a ideia é também cruzá-lo diversas vezes de Norte a Sul. E esta é só a primeira parte do projeto, que deverá durar cerca de seis anos! Em um segundo momento, quer-se levar a Kombi em conteiner e fazer o mesmo na Europa.

Questionados se possuem algum medo, eles dizem que apenas um: o da homofobia. “É o único medo que nós temos”, diz João. “Todo mundo pergunta se não temos receio de sermos assaltados e tal. A gente faz parte de grupos de viajantes, kombistas, mochileiros, motorhomes, enfim. Existem regras que ajudam na segurança, por exemplo, ninguém viaja de noite, quando está anoitecendo, a gente para e dorme em posto de gasolina. Agora, quanto à homofobia, nós ficamos muito apreensivos”, conta.

O fotógrafo relata que uma prima designer fez todo o projeto visual da jornada e propôs explorar mais o fato de serem “o primeiro casal gay a viajar pelo mundo em uma Kombi”, diz ele. “A princípio, ficamos arredios, com medo da homofobia nos lugares, mas agora a gente anda a fim de enfrentar mesmo e seja o que Deus quiser.”

Como será a sobrevivência? “Nós temos o imóvel aqui, que é nosso, temos aluguel garantido e possuímos também uma casa em Florianópolis, que foi herança dos meus pais. Daí virão os recursos para comer, gasolina e estadia. E nossa ideia também não é ir para restaurantes chiques, fazer tours, nem nada. Vamos cozinhar na Kombi, por exemplo.”Patrocinadores, se aparecerem, também serão bem-vindos. Toda a experiência dos dois será contada em vídeos (dois por semana) no canal no YouTube que já está aberto.

Ao chegar aos lugares, o casal pretende usar o talento em fotografia para ajudar as comunidades. Eles pretendem contatar as prefeituras locais e oferecer às pessoas carentes, em especial às meninas que sonham fazer books de debutantes, um sessão fotográfica. Daí, aliás, se completa o nome do projeto. “A gente brinca que é Kombita, porque entra feia e sai bonita”, diz João.

E não só: ele possuem projeto de audiovisual, no qual desejam produzir vídeos para mostrar aos locais suas próprias cidades e Estado e também outros pontos do País, tudo sem custos para a população.Tudo pronto, as estradas os esperam a partir de meados de março. Enfim, mais arco-íris e alegria pelo mundo!

Acompanhe o Expedição Kombita no: YouTube, Instagram e Facebook.

VIA

miramar-banner-gif

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s