Gazeta do Povo coloca colunista de política machista e preconceituoso para comentar o Oscar em live no facebook

Há algumas semanas comentamos AQUI sobre um colunista de um dos maiores sites noticiosos do Paraná que disse que assédio sexual era pura histeria. Em outro texto, este mesmo colunista diz que Star Wars: Os Últimos Jedi não é um filme bom, basicamente porque coloca uma mulher como heroína.

hein

É bem explícito o machismo deste colunista. Em seus textos, Rodrigo Constantino explicita como ele, homem branco, heterossexual e “bem de vida” é uma pobre vítima da sociedade (voltaremos a este ponto em breve).

Mas por que estou retomando este assunto? Pois bem.

Rodrigo Constantino é um colunista de política e economia. Daí você já pode estranhar o fato dele estar escrevendo textos sobre cinema. Mas a coisa só piora.

Nesta semana, a Gazeta do Povo, o dito maior site noticioso do Paraná, anunciou que ele, entre outros, irá comentar o Oscar ao vivo em uma live no facebook. Sim, você não leu errado: um colunista de política e economia vai comentar um prêmio de cinema.

Tá certo que a seção de cultura do dito jornal/portal agoniza a olhos vistos desde que limou seus jornalistas competentes e hoje existe graças a textos  de freelancers ou de textos republicados da Folha de São Paulo e afins. Ou ainda escritos por redatores que escrevem sobre qualquer coisa. Mas colocar uma pessoa que, claramente, é preconceituosa e não entende nada de cinema pra comentar o maior prêmio do cinema, é no mínimo absurdo.

Em seus textos, Constantino disserta sem acanhamento, sobre seus preconceitos e seus absurdos com relação ao papel da mulher na sociedade, em como somente homens brancos são vilões nos filmes e todo este despautério. Seria ele a melhor pessoa para, então, comentar o Oscar em uma live?

A Gazeta do Povo poderia muito bem chamar um de seus colaboradores esporádicos que entendem de cinema. Ou até mesmo aquele jornalista que na mesma edição escreveu sobre economia, educação e cinema para esta live.

Mas não. Sem muitos argumentos, prefere convidar um jornalista machista e preconceituoso batendo um dos últimos pregos no caixão do pouco de credibilidade que ainda tem como veículo de respeito.

Será que Curitiba não tem jornalistas de cultura relevantes o suficiente para esta transmissão? Ou será que a Gazeta do Povo está, de uma vez por todas, dizendo com todas as letras que não se importa com sua finada seção de cultura e que os comentários estapafúrdios de Constantino são suficientes para seus leitores?

Constantino vai dizer que Lady Bird, The Post, A Forma da Água e Três Anúncios são filmes ruins porque têm protagonistas femininas? Que Me Chame Pelo Seu Nome é ruim porque o pobre homem hétero fica de lado? Que Corra é ruim porque o coitadinho e vitimizado homem branco é o vilão? Ficam as perguntas…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s