Conheça o Panda da Desilusão, o super-herói que não tem medo de dizer a verdade (para te ajudar)

 Chega de tentar buscar um sucesso que só existe na sua cabeça. Chega de se torturar para pensar positivo enquanto sua vida vai ladeira abaixo. Chega de se sentir inferior por não ver o lado bom de estar no fundo do poço.

É assim que Mark Marson apresenta seu livro: A Sutil Arte de Ligar o F*da-se. Nele, o autor reúne histórias e pensamentos que vão ajudar a todos nós a superar as dificuldades da vida simplesmente dizendo F*DA-SE!

Para quem não sabe, Manson é o autor daquela carta aberta aos brasileiros que circulou na internet alguns anos atrás dizendo que o pior do Brasil são os brasileiros (e que a gente ama e concorda plenamente). Manson não inventou nada, ele morou aqui e é casado com uma brasileira.

Assim como na carta, no livro da editora Intrínseca (que não, nós não recebemos em casa) Manson fala com conhecimento de causa e, por mais que possa deixar muita gente P*ta da vida, ele só fala verdades.

Manson diz o contrário do que a maioria das pessoas espera ouvir, começando pelos títulos de alguns capítulos: “Nem tente”; “Você não é especial”; “Você está errado em tudo”; “Rejeição faz bem”; “O lado bom da morte”.

No livro o autor prega uma atitude de aceitação e desapego em relação a alguns fatos da vida; uma atitude mais realista, modesta e consciente de nossas e falhas e limitações (que, ao longo da vida, somos condicionados a negar). Para isso, ele dá conselhos do tipo:

  • Chega de perseguir um sucesso que só existe na sua cabeça;
  • Não tente pensar positivamente, quando sua vida estiver um horror;
  • Sinta-se confortável com a sua vulnerabilidade;
  • Procure o lado bom de estar no fundo do poço;
  • Resolver um problema vai ser bom porque vai te levar ao próximo problema.

Por mais contra-intuitivos que pareçam, esses conselhos são bem fundamentados. O verdadeiro segredo, ensina esse heterodoxo guia de desenvolvimento pessoal, não é fazer uma limonada com os limões que a vida nos dá, mas conviver numa boa com a gastrite que vem em seguida. Manson sugere que paremos de fugir de nossos medos e incertezas, defeitos e fracassos: é quando paramos de fugir (e de fingir) que começamos a confrontar e entender o verdadeiro sentido da vida.

Manson combina digressões valiosas sobre o sentido do sucesso e da felicidade com reminiscências pessoais geralmente interessantes e histórias de pessoas famosas que ilustram suas teses.

No meio desse livro de auto-ajuda meio torno, o autor afirma que criaria o super-herói definitivo: o Panda da Desilusão. Com uma máscara cafona nos olhos e uma camiseta que não cobre a pança, o Panda teria o superpoder de dizer às pessoas verdades sobre si mesmas, verdades que elas precisam ouvir mas não querem aceitar, como “Você pode se sentir bem ganhando muito dinheiro, mas isso não vai conquistar o amor de seus filhos”, ou “Pra você ‘amizade’ é o ato de tentar impressionar quem está a sua volta”.

Então nós aqui do Pausa resolvemos dar vida (ainda que digital) a este super-herói e criamos um perfil no Instagram: @opandadadesilusao.

Nele, postaremos periodicamente alguns dos ensinamentos mais básicos (e cruéis) de Mark Manson em seu livro, como na imagem abaixo:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s