Resenha do site – Pantera Negra

pantera negraUm príncipe africano em crise. Um tio traidor. Uma conversa com o pai fantasma. Um corpo atirado para a morte. Uma volta dos mortos para recuperar o trono.

Sim, você já viu tudo isso. O Rei Leão (e consequentemente Hamlet) ecoa em praticamente todos os momentos de Pantera Negra. O que você não sabe é que isso não é um defeito.

Um dos maiores sucessos do Universo Cinematográfico Marvel (MCU), o longa protagonizado por Chadwick Boseman é diferente de todos os outros filmes já lançados com os heróis dos quadrinhos. Por que? Bom, pra começo de conversa, porque ele NÃO É um filme de super-herói.

Estamos acostumados com uma certa padronização em filmes de origens de heróis: geralmente ele vem de outro planeta ou sofre um acidente (como a picada de uma aranha, por exemplo) e, depois de alguns percalços, precisa salvar o mundo de um vilão megalomaníaco. Salvo raras exceções, é esta a história em que estamos acostumados. Mas Pantera Negra vai além.

Muito mais um filme de guerra e um drama político, o longa mostra um rei que precisa defender, além de seu trono, seu povo de um primo que, por direito, também merece este trono, mas que possui ideias nada ortodoxas para se vingar da opressão vivida pelos negros durante a História da humanidade.

Com muito teor político, a trama nos leva para o fictício país de Wakanda, governado por este rei que, graças a uma planta medicinal, recebe força extraordinária. A nação mais avançada do mundo, Wakanda se esconde com sua tecnologia nas florestas africanas e se recusa a divulgar seus segredos e inteligência, que podem se tornar armas nas mãos erradas.

A maior sacada do filme é disfarçar-se de filme de super-herói para trazer uma trama que beira o realismo, com personagens fortes (finalmente, Marvel!), críveis e com intensa emoção e motivação. As cenas de ação, claro, não deixam nada a desejar e as paisagens africanas são de encher os olhos. E as mulheres dão um show a parte.

Com muito do elenco atual negro do cinema e TV americanos, em nomes como Angela Basset (American Horror Story), Lupita Nyong’o (Vencedora do Oscar por 12 Anos de Escravidão), Daniel Kaluuya (Corra!), Sterling K. Brown (This is Us), Michael. B. Jordan (Creed) e Forrest Whitaker (vencedor do Oscar por O Último Rei da Escócia), o último longa da Marvel antes do fenômeno Vingadores: Guerra Infinita não decepciona.

Humor, ação e política se unem em um filme ágil, que passa rápido e, milagre entre os milagres nos filmes de heróis, nos deixa pensando. Até que ponto este vilão está errado? Até que ponto o trono não era seu por merecimento? Até que ponto Wakanda deve continuar se escondendo? Mas claro, você pode deixar todas estas questões de lado e apenas entrar no clima e acreditar que, sim, é só mais um filme de super-herói. E dentro disso, ele já é muito melhor que muitos outros.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s