Resenha do site – Ataque dos Cães

Filme de silêncios e olhares arrebata com história sobre consequências da masculinidade tóxica

De alguns anos pra cá a Netflix vem buscando forte seu Oscar de melhor filme. Desde 2019 longas como Roma, O Irlandês, História de um Casamento e Mank galgaram os degraus da premiação e acabaram morrendo na praia. Mank entrou na premiação de 2021 como o filme com maior número de indicações (10) e saiu com apenas 2 prêmios técnicos. Já O Irlandês entrou no Oscar de 2020 também com 10 indicações e saiu de mãos abanando. Mas tudo indica que isso poderá mudar em 2022.

Ataque dos Cães é um filme arrebatador. A história gira em torno da família Burbank: dois irmãos que comandam um rancho no oeste americano no início dos anos 1900. Logo de cara percebemos que o temperamento rabugento do mais velho, Phil (Benedict Cumberbatch), se sobrepõe ao do mais novo, George (Jesse Plemons). Phil não mede esforços em ofender o caçula e a quem estiver à sua volta. É autoritário, grosseiro e não parece se importar nem um pouco com isso.

A estranha relação entre os irmãos será abalada quando George decide se casar com uma viúva da região, Rose Gordon (Kirsten Dunst, esposa do ator na vida real) e ela vai morar no rancho com seu filho adolescente que, de cara, desperta a antipatia de Phil. Como George se mostra indiferente às ofensas e tentativas de criar confusão de seu irmão, Rose se torna o alvo fácil.

Por meio de silêncios, olhares e diálogos curtos mas certeiros, a diretora Jane Campion (vencedora do Oscar de melhor roteiro por O Piano e também indicada como melhor diretora) constrói um filme que fala muito dizendo muito pouco. As relações entre os irmãos, entre Phil e Rose e entre mãe e filho serão o alicerce da história que culmina de forma decisiva mas não exatamente surpreendente. É quase como uma consequência natural do roteiro shakespeareano que se arma em pouco mais de duas horas de filme.

A única mulher da casa (com exceção das empregadas que morrem de medo do patrão), Rose se torna presa do comportamento abusivo, tóxico e machista de Phil e se vê pisoteada por suas esporas. Consequência: acaba sucumbindo sem forças para lutar contra ele. Mas, de onde vem este comportamento de Phil? Qual a origem de tanta raiva reprimida? Logo vamos descobrir. E perceber que as camadas deste personagem vão muito além das roupas e da sujeira acumulada na pele.

LEIA MAIS: ‘Ataque dos Cães’, ‘Amor, Sublime Amor’ e ‘Belfast’ lideram indicações ao Globo de Ouro e Critics Choice 2022

Com interpretações bombásticas de Cumberbatch e Dunst (já considerados favoritos ao Oscar) e pequenas pontas de Frances Conroy (de Six Feet Under e American Horror Story) e da estrela em ascensão Thomasin McKenzie (de Jojo Rabbit e Noite Passada em Soho), Ataque dos Cães pode ser a maior chance da Netflilx até agora de conquistar seu Oscar de melhor filme. Ao prender a atenção sem se tornar maçante e construir uma história de tensão crescente até o ponto de ruptura, a diretora Jane Campion mostra com mãos de ferro e poucas palavras que, às vezes, o único caminho possível é sem volta.

*O Pausa Dramática é um site independente sem vínculos ou patrocínios. Nos ajude a permanecer no ar: compartilhe este post em suas redes e siga nossos perfis no InstagramFacebook e Twitter.

FAÇA PARTE DO GRUPO DO WHATS DO PAUSA DRAMÁTICA E RECEBA DICAS E CONTEÚDO DIRETO NO SEU CELULAR

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: