A Bela e a Fera será próximo clássico da Disney a ganhar versão em carne e osso

Depois do sucesso de Malévola (prestes a bater 200 milhões de dólares de bilheteria na primeira semana de exibição), era meio lógico que a Disney seguisse esta mesma linha com outros clássicos da animação. Notícias recentes informam que o diretor Bill Condon (responsável por ótimos filmes como Dreamgirls e Kinsey e pelas duas partes finais da saga Crepúsculo) será a mão por trás da nova versão de A Bela e a Fera, com roteiro de Evan Spiliotopoulos (roteirista de animações da Disney lançadas diretamente em vídeo, como O Rei Leão 3).

abelaeafera

Se a nova versão chegar próxima do original, que arrecadou 375 milhões de dólares e uma indicação ao Oscar de melhor filme (primeira para uma animação), a Disney já está com mais um faturamento garantido.

O site da revista Variety informou que Condon dirigirá o filme, mas ainda tem poucos detalhes sobre a produção, ou até mesmo se o longa contará com números musicais como a animação. O conto foi adaptado inúmeras vezes ao longo dos anos e aparece em diferentes variações de seu original. Somente para exemplificar, em 2011 Vanessa Hudgens estrelou uma versão moderna no filme A Fera. A animação da Disney enfeitou um pouco a ação adicionando o elemento dos moradores do vilarejo atacando o castelo da Fera. É esperar para ver o quanto o longa dirigido por Condon irá modificar a história. E, a julgar pelo que foi feito com Malévola… tudo é possível.

Condon é conhecido por vários filmes biográficos, como o já citado Kinsey e outros como Deuses e Monstros e O Quinto Poder; uma adaptação da Broadway (Dreamgirls) e sucessos comerciais (Amanhecer partes 1 e 2). Ainda estão nas mangas da Disney e prestes a serem lançados as adaptações de Cinderella (com Kenneth Brannagh na direção) prevista para março de 2015 e a adaptação de O Livro da Selva (versão dirigida por John Favreau para a adaptação da história de Mogli), marcada para outubro de 2015.

abelaeafera1

Com exceção do estreante Robert Stromberg, responsável por Malévola (leia nossa resenha AQUI), parece que a Disney está se armando de nomes de peso para suas adaptações. Condon vem de sucessos de crítica e de público (as duas coisas bem separadas nesse caso); Kenneth Brannagh (responsável por Cinderella) é um dos diretores mais respeitados do cinema quando se fala em adaptações de Shakespeare: dirigiu e estrelou a magnífica adaptação de Hamlet, Muito Barulho Por Nada e, mais recentemente, a aventura Thor (novamente sucesso de crítica e de público bem separados); já John Favreau pode trazer um ar de ação à história do menino-lobo, já que o diretor é conhecido por sua direção de aventuras como Zathura, Homem de Ferro 1 e 3 e Cowboys & Aliens.

As informações são do Collider

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: