Éramos Seis completa 20 anos este ano. Vamos matar as saudades?

eramos-seis-01g

Quem foi criança ou adolescente na década de 90 certamente se lembra da novela Éramos Seis, exibida pelo SBT. Baseada no romance homônimo de Maria José Dupré, a novela era protagonizada por Irene Ravache, que interpretava a bondosa D. Lola. Com direção de arte impecável e reconstrução de época bem feita, a trama bastante familiar caiu no gosto do público ao mostrar a luta da dona de casa na criação de seus quatro filhos.

Em maio deste ano, Éramos Seis completou 20 anos de estreia em meio a rumores de que um remake estaria a caminho, em outra emissora. Escrita por Silvio de Abreu e Rubens Ewald Filho e dirigida por Nilton Travesso, Henrique Martins e Del Rangel. Regravação da novela homônima produzida pela Rede Tupi levada ao ar em 1977, esta foi a quarta versão do romance para a TV.

c3a9ramos-seis

O cotidiano da vida de Dona Lola, ao lado do marido Júlio e dos quatro filhos (Carlos, Alfredo, Isabel e Julinho) desde quando estes eram pequenos até a idade adulta, quando Dona Lola termina seus dias sozinha numa casa para idosos.

A história transcorre todos os fatos marcantes de sua vida: a dura luta para criar os filhos; a morte do marido; a morte de Carlos, o filho mais velho, vítima na Revolução de 1932; os problemas com Alfredo, metido com movimentos políticos e badernas; a união precoce de Isabel com um homem bem mais velho e casado; o casamento de Julinho com uma moça da sociedade que culmina com a ida de Dona Lola para um asilo.

Entre tanto sofrimento, alguns momentos leves, como a amizade de Lola com a vizinha Genu, casada com Virgulino, e os passeios à casa de sua mãe, Dona Maria, no interior, onde moram suas duas irmãs, Clotilde e Olga, e sua tia doente, Candoca. A espevitada Olga, se casa com o farmacêutico Zeca e juntos dão início a uma grande prole. Clotilde se apaixona por Almeida, um amigo de Júlio, mas não consegue romper com os padrões morais da sociedade quando tem de decidir morar com ele que é desquitado/divorciado.

Veja como estão os principais atores de Éramos Seis hoje e seus últimos papeis:

wagner-santisteban
Wagner Santisteban interpretou o personagem Alfredo na primeira fase de Éramos Seis e seu mais recente trabalho na TV foi o personagem Lucas, de Balacobaco (2012), da Record
angelina-muniz
Angelina Muniz interpretou a personagem Karime em Éramos Seis. Seu último trabalho na TV foi em Dona Xepa (2013), da Record
caio-blat
Caio Blat interpretou Carlos na primeira fase e recentemente viveu o monge Sonan Gyatso de Joia Rara (2013), da Globo
denise-fraga
Denise Fraga interpretou a personagem Olga em Éramos Seis e seu mais recente trabalho na TV foi Aurora em A Mulher do Prefeito (2013), da Globo
irene-ravache
Irene Ravache interpretou a protagonista, D. Lola, e seu mais recente trabalho na TV foi em 2012, quando interpretou a divertida Charlô em Guerra dos Sexos, da Globo
jandira-martini
Jandira Martini interpretou a personagem Dona Genu em Éramos Seis e seu trabalho mais recente na TV foi em Salve Jorge (2012), da Globo, em que ficou com o papel de Farid
jussara-freire
Jussara Freire deu vida à Clotilde em Éramos Seis e seu trabalho mais recente foi em Pecado Mortal (2013), da Record
leonardo-bricio
Leonardo Brício interpretou o personagem Julinho na segunda fase de Éramos Seis e seu mais recente trabalho na TV foi o protagonista Davi, na minissérie Rei Davi (2012), da Record
luciana-braga
Luciana Braga foi Isabel na segunda fase e seu trabalho mais recente foi Pecado Mortal (2013), como Rosa
nathalia-timberg
Nathalia Timberg atuou em Éramos Seis no papel da riquíssima tia Emília. A atriz segue em atividade, e curte férias após o o fim de Amor À Vida (2013), da Globo, em que interpretou Bernarda
othon-bastos
Othon Bastos interpretou Júlio, marido de D. Lola (Irene Ravache) em Éramos Seis. Seu mais recente trabalho na TV foi em Didi, o Peregrino, de 2013, na Globo
tarcisio-filho
Tarcísio Filho interpretava o revolucionário Alfredo. Seu trabalho mais recente na TV foi em Sangue Bom (2012), da Rede Globo
ana-paula-arosio
Ana Paula Arósio teve uma pequena participação em Éramos Seis como Amanda, namorada do primogênito de Dona Lola. Foi sua estréia na TV e durou apenas dez capítulos. Depois de ter ido para a Rede Globo estourou como Hilda Furacão. Seu último trabalho na TV foi no seriado policial Na Mira da Lei, de 2010. No mesmo ano participou do filme Como Esquecer.
eramos-seis-coleco
Versão de 1977 com Nicete Bruno e Gianfracesco Guarnieri nos papeis principais.

Aproveita e dá uma olhada NESTE POST sobre atores brasileiros em papeis de destaque nas novelas.

Fontes: Caras UOL e Wikipedia

Um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s