Academia de Cinema considera voltar a apenas cinco indicados ao Oscar de melhor filme

destaque_premiacoes_oscar2014

Uma grande mudança pode estar em vias de acontecer para a cerimônia do Oscar do ano que vem. Em 2009 as regras mudaram para que os indicados a melhor filme passassem a ser 10 ao invés de apenas 5 (e no ano seguinte, qualquer número entre 5 e 10). Agora o The Hollywood Reporter noticiou que a Academia está pensando seriamente em reconsiderar e voltar aos antigos cinco concorrentes.

Pra muita gente a mudança ocorreu quando O Cavaleiro das Trevas Ressurge foi ignorado dos indicados em 2008 e então a Academia achou que expandir os indicados para 10 filmes poderia abrir mais a variedade de concorrentes e talvez trazer mais telespectadores para a transmissão.

Porém, seis anos depois do experimento, a audiência da transmissão do Oscar continua na mesma e aparentemente uma significativa parcela da Academia acredita que a importância da categoria está sendo diluída com títulos nem sempre merecedores sem resultar num aumento específico do público. Embora os indicados deste ano fossem majoritariamente “artísticos” (com exceção de Sniper Americano), os primeiros anos da mudança incluíram blockbusters como Avatar, Toy Story 3 e Um Sonho Possível e isso não resultou num aumento na audiência e filmes como No Limite do Amanhã ou Guardiões da Galáxia (sem falar nos filmes de super-herói em geral) continuam de fora das disputas. Agora parece que a Academia está considerando que a mudança foi um erro.

Pode até ser que o aumento de indicados tenha aberto espaço pra filmes que nem sempre deveriam estar ali, mas é fato que ao mesmo tempo abriu vaga pra filmes menores que, caso fossem apenas cinco títulos não estariam na lista, como Indomável Sonhadora, Filomena ou Whiplash e consequentemente aumentaram o público destes filmes. Ao mesmo tempo que seria uma coisa boa voltar aos somente cinco títulos realmente relevantes (deixando de lado coisas como Cavalo de Guerra ou Inverno da Alma) seria triste não termos a oportunidade de ver filmes como Ela,Os Descendentes ou Minhas Mães e Meu Pai ganharem público por conta da exposição da premiação.

Ainda que nada esteja confirmado por enquanto, é possível que o anúncio oficial e a decisão venham ainda este mês, já que a reunião anual para avaliar os resultados da cerimônia deste ano acontece dia 24 de março. A audiência da cerimônia deste ano, apresentada por Neil Patrick Harris, foi 15% menor que no ano passado. Isso pode ser culpa da duração da apresentação, mas também pode ser por causa dos oito indicados a melhor filme não serem exatamente atraentes para o grande público.

heath-ledger-the-joker
O Cavaleiro das Trevas Ressurge: o ‘culpado’ pela mudanças nos indicados

Há quem diga que, com apenas cinco indicados filmes como Sniper Americano e Um Sonho Possível (sucessos de bilheteria) poderiam ficar de fora das premiações e chamar ainda menos o público. A cerimônia mais assistida da história do Oscar foi a de 1998, quando Titanic arrasou nas indicações e prêmios, um indiscutível sucesso de bilheteria. Por isso a exclusão de O Cavaleiro das Trevas Ressurge da lista dos cinco indicados em 2008 levou à mudança radical no ano seguinte, tentando tornar a cerimônia mais atraente para o público. Porém, ao invés de incluir filmes mais atraentes, a Academia acabou incluindo filmes cada vez menores e mais “artísticos”. Todos os indicados deste ano, com exceção de Sniper Americano foram filmes pequenos e de circuito limitado. Inclusive Birdman, o vencedor

Uma análise da bilheteria total dos indicados a melhor filme mostrou uma enorme queda nos últimos seis anos, indicando que a estratégia de incluir filmes mais populares falhou terrivelmente. Em 2010, o primeiro ano que o número de indicados foi 10 (e que incluíram Avatar), a bilheteria total foi de $4,7 bilhões de dólares mundialmente. Este ano a bilheteria mundial dos oito indicados somou meros $999,5 milhões de dólares. Ou seja: em seis anos a arrecadação dos indicados a melhor filme caiu consideravelmente, já que os votantes passaram a preferir filmes menos conhecidos e mais difíceis para o grande público.

Com informações do The Hollywood Reporter e Collider

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s