Curiosidades e história do chocolate

Ok, ok. Páscoa é sobre religião. Mas a gente gosta MUITO de chocolate. Então que tal conhecer um pouquinho da história e algumas curiosidades sobre o “alimento dos deuses”?

chocolate1

A história

“Theobroma”, do grego, quer dizer “alimento dos deuses”

Este é o nome de batismo do chocolate, que aconteceu em meados do século XVIII. O padrinho foi Carlos Linnaeus, um botânico sueco. Mas essa história não é da época de Linnaeus, é bem mais antiga.

Começou há séculos atrás, com as civilizações asteca e maia, na América Central, mais precisamente onde hoje ficam o México e a Guatemala.

No México, os astecas cultuavam o deus Quetzalcoatl. Ele personificava a sabedoria e o conhecimento e foi quem lhes deu, entre outras coisas, o chocolate. Os astecas acreditavam que Quetzalcoatl trouxera do céu para o povo as sementes de cacau. Eles “festejavam” as colheitas com rituais crueis de sacrificios humanos, oferecendo às vítimas taças de chocolate..

Um dia, Quetzalcoatl ficou velho e decidiu abandonar os astecas. Partiu em uma jangada de serpentes para o seu lugar de origem, a Terra do Ouro. Antes de partir, porém, ele prometeu voltar no ano de “um cunho”, que ocorria uma vez a cada ciclo de 52 anos no calendário que ele mesmo criara para os astecas.

Enquanto isso, por volta de 600 a.C., os maias, que também conheciam o chocolate estabeleceram as primeiras plantações de cacau em Yucatan e na Guatemala.

Considerados importantes comerciantes na América Central, eles aumentaram mais ainda suas riquezas com as colheitas de cacau. Acontece que em toda aquela região a importância do cacau não residia apenas no fato de que dele se obtinha uma bebida fria e espumante chamada “tchocolath”. O valor do cacau também estava em suas sementes, que eram usadas como moeda. Na época, por exemplo, um coelho podia ser comprado com oito sementes e um escravo, por 100.

O chocolate, tal como é consumido hoje, é resultado de sucessivos aprimoramentos realizados desde o início da colonização da América. O produto era consumido pelos nativos na forma de uma bebida quente e amarga, de uso exclusivo da nobreza. Os europeus passaram a adoçar e a misturar especiarias para adequá-lo ao seu gosto. Com o desenvolvimento dos processos industriais e técnicas culinárias, surgiu o chocolate com leite e depois na forma de um sólido. Atualmente, é encontrado em diferentes formas que vão desde o sólido, como o chocolate em pó, as barras, os ovos e os bombons, e líquido, como achocolatado ou chocolate quente. Além de ser consumido puro, é também ingrediente de um grande número de alimentos como bolos (tortas, biscoitos, etc.), mousses, sorvetes e outros doces.

chocolate

CURIOSIDADES

A Costa do Marfim é o maior produtor de cacau do mundo. O país africano cultiva o equivalente a 32% da produção mundial. O Brasil produz cerca de 160 mil toneladas por ano e fica em sexto lugar no ranking.

Diz-se que a primeira chocólatra do mundo foi a princesa espanhola Ana de Áustria. No início do século XVII, o chocolate ainda era somente uma bebida à base de cacau mas a princesa não passava um dia sem a sua dose e é considerada a responsável pela chegada do chocolate à França.

Na Europa do século XVI, o chocolate era recomendado como remédio para curar febres, aliviar dores de estômago e refrescar o corpo nos dias quentes.

O “Theobroma” é extremamente tóxico para os animais, podendo levar cachorros e gatos inclusive à morte. Em certas quantidades, a teobromina encontrada no chocolate é venenosa a animais como cães , gatos (especialmente filhotes), cavalos, papagaios e hamsters. A teobromina estimula o sistema nervoso central e o músculo cardíaco. Cerca de 1 kg de chocolate ao leite, ou 146 g de chocolate de culinária (couverture) são suficientes para matar um cão de 22 kg.

O chocolate branco não é chocolate de verdade! É feito com a manteiga do cacau misturada com leite e açúcar.

Na Suíça, cada cidadão consume em média 10 quilos de chocolate por ano. O Brasil fica em sexto lugar na lista, com apenas 2 quilos por pessoa.

O chocolate estimula a produção de hormonas semelhantes às que são produzidas quando estamos apaixonados. Ele ajuda no combate à depressão, à hipertensão, aos tumores e ao stress. Os grãos do cacau possuem substâncias antioxidantes chamadas flavonoides, que ajudam a fortalecer a saúde vascular e a prevenir certos tipos de câncer.

No ano de 1847, a empresa J. S. Fry & Sons criou a primeira barra de chocolate da história! Eles foram os responsáveis pela técnica de misturar pó de cacau, açúcar e manteiga de cacau derretida, formando uma mistura consistente capaz de se solidificar.

No século XVI, o chocolate era recomendado em várias partes da Europa com freqüência como remédio para curar febres e dores de estomago.

Foi em 1940 que os primeiros M&M’s começaram a ser vendidos nos Estados Unidos. Durante a Segunda Guerra Mundial, os soldados americanos recebiam do exército pacotes de M&M´s junto com a ração pois eram fáceis de transportar e suportavam qualquer tipo de clima, além de não derreter facilmente entre os dedos

Um simples pedaço de chocolate pode dar energia suficiente para uma mulher adulta andar 45 metros. Um único pedaço de chocolate tem 10% da quantidade recomendada de ingestão diária de ferro.

O Chocolate estimula a produção de hormônios na área das emoções semelhantes aos liberados quando estamos apaixonados.Ele ajuda combater a depressão, hipertensão, tumores e até o stress da TPM.

Não foi provado ainda cientificamente a relação entre o consumo de chocolate e o surgimento de espinhas na pele, mas pessoas com propensão ao aparecimento de acne tiveram uma incidência maior após consumo de chocolate, mesmo porque é gorduroso.

A Lacta, pertencente à Kraft Foods, é a marca de chocolates que mais vende no Brasil (dados de 2014), com 32% do mercado. Além de liderar o mercado, ela também é a número um na venda de ovos de Páscoa. A linha Lacta é forte principalmente nos ovos de páscoa voltados para o público infantil. Em segundo lugar está a Garoto, com 22,5% e e, terceiro a Nestlé com 21%.

O bombom Sonho de Valsa, da Lacta é um dos chocolates mais vendidos e apreciados no Brasil. Ele foi criado em 1938. O bombom mais consumido do país já vendeu mais de 21 bilhões de unidades desde sua criação e atualmente é fabricado em Curitiba.

Chocolate-chocolate-35818061-1980-1287

O ovo de chocolate mais caro do mundo já vendido em um leilão:

Ele é coberto de folha de ouro comestível. São 50 kg do doce, uma criação vendida pela bagatela de 7 mil libras (cerca de R$ 25 mil), em um evento beneficente em Londres. O “ovo salpicado de ouro” foi feito com o chocolate premium italiano Amedei, com recheio de chocolate de alta qualidade e trufas, embelezado com uma dúzia de ovos achocolatados menores, 20 minibarras e flores brancas. Foram necessários três dias para ele ficar pronto.

A maior barra de chocolate:

Criada pela marca britânica Thorntons, ela media quatro metros e pesava 5.793 kg (ou o equivalente ao peso de cinco touros de tamanhos recordes).

A maior xícara de chocolate quente:

Para o preparo foram necessários 39.500 gramas de leite em pó, 3.330 litros de água, 502.585 gramas de cacau e mais de três horas para aquecer a bebida. A pequena piscina de chocolate líquido foi criada para o Festival de Chocolate do Museu da Ciência e Indústria, em Tampa, Flórida (EUA) no início deste ano.

A barra de chocolate mais cara vendida em leilão:

Por US$ 687 (cerca de R$ 1.550) você pode comprar até 687 barras de chocolate. Ou, então, uma de 100 anos de idade da marca Cadbury, que seguiu viagem ao lado de um explorador em uma expedição para a Antártida, na virada do século 20.
O doce, que mede 10 cm, foi mantido embrulhado e não foi consumido. A compra aconteceu no leilão Christie 2001 em Londres por US$ 687 (valor baseado na cotação da moeda na época).
Aparentemente, o capitão explorador Robert Scott era um chocólatra e tanto, pois a barra fazia parte dos 1.587 kg de chocolate e cacau que ele transportava consigo ao longo de sua viagem.

O maior chocolate (individual):

Quando a Hershey quis festejar o 100º aniversário de sua icônica marca de chocolates Kiss, a empresa de doces dos EUA decidiu criar o maior bombom do planeta, com uma gota de chocolate que pesava mais de 13.850 kg, quase o mesmo que um caminhão pequeno descarregado.

Via: Gazeta do Povo, OfnerListonas, Exame

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s