Após mistério em ‘Babilônia’, relembre os “quem matou?” mais famosos das novelas da Rede Globo

brunogagliasso

Esta semana a novela Babilônia entrou para o (não tão seleto) hall das novelas com o famoso “Quem matou?” com o assassinato de Murilo (Bruno Gagliasso) com um misterioso picador de gelo. Tudo bem que hoje em dia o mistério não move muito os telespectadores como antigamente (e que o público já deixou de se importar com Babilônia há algum tempo), mas mesmo assim ainda causa algum mistério.

Relembre as 30 melhores vilãs da TV brasileira

Vamos relembrar alguns dos mais famosos mistérios das novelas da Globo? Claro que não poderíamos deixar de começar com

Vale Tudo

odete roitman

No ano de 1989, duas perguntas tiravam o sono dos brasileiros: uma, de cunho político, indagava quem venceria as eleições presidenciais: Lula ou Collor? E a outra gerava apostas nas mesas de bar, Quem matou Odete Roitman?, a vilã encarnada por Beatriz Segall em Vale Tudo, da Globo. A assassina, a personagem Leila vivida por Cássia Kis Magro, na verdade cometeu um engano, queria matar Maria de Fátima e acabou se livrando de outra megera criada por Gilberto Braga.

A Próxima Vítima

ccil thirre

Em 1995, o público acompanhou vários assassinatos misteriosos em “A Próxima Vítima”, de Silvio de Abreu. No final da trama, foi revelado que Adalberto Vasconcellos (Cecil Thiré) matou 10 pessoas: Giggio di Angelis (Carlos Eduardo Dolabella), as sete testemunhas do crime por queima de arquivo, Eliseo Giardini (Gianfrancesco Guarnieri) – a testemunha verdadeira – e Ulysses Carvalho (Otávio Augusto) – o informante. O criminoso não saiu impune, e foi assassinado por Olavo. Não foram as únicas mortes da novela: a vilã Isabela (Cláudia Ohana) matou a secretária Andrea, e Bruno matou Romana por vingança (a pedido de Isabela). Na reprise da novela no Vale a Pena Ver de Novo o assassino era Ulysses (Otávio Augusto).

Passione

clara passione

Em “Passione” (2010), escrita por Silvio de Abreu, Saulo (Werner Schünemann) foi encontrado todo ensanguentado, nu em um motel. O vilão foi assassinado a facadas, mas o criminoso conseguiu deixar a cena do crime a tempo. Vários personagens se tornaram suspeitos pelo assassinato. Um deles foi Danilo (Cauã Reymond), o filho viciado em drogas que Saulo expulsou de casa. Estela (Maitê Proença), esposa de Saulo, também era suspeita, assim como seu amante, Agnello (Daniel de Oliveira). O caso dos dois havia sido descoberto pelo marido traído, que, irado, agrediu os dois apaixonados. No último capítulo, Fred é condenado pelo assassinato de Saulo, apesar de se jurar inocente. Em uma das últimas cenas, Valentina lembra-se de quando apresentou Clara, então uma criança, a Saulo, dizendo-lhe “sua netinha” iria fazer “tudo que o titio” mandasse. Após ser preso, Fred recebe um cartão postal remetido de uma ilha no Pacífico, enviado por Clara – que, assinando como “anta” – o xingamento que Clara utilizava -, pergunta se ele havia gostado do presente que ela havia deixado atrás da geladeira, no apartamento. Nesse momento, é revelado que Clara estava viva, trabalhando como enfermeira de um milionário. Uma série de flashbacks desvenda os mistérios da trama: Clara havia sequestrado Ednéa, uma das funcionárias da cantina italiana, e a deixou dentro do carro pouco antes do capotamento. Saulo envenenou Eugênio para tentar ficar no comando da Metalúrgica e enviou as cartas suspeitas à Bete e Brígida, e Clara foi quem assassinou Saulo no capítulo 127, vingando-se dos abusos sexuais que teria sofrido quando criança.

Paraíso Tropical

paraiso tropical olavo

O assassino da novela “Paraíso Tropical “ (2007) foi revelado no último capítulo. Mais uma vez, o principal suspeito e grande vilão da trama era o criminoso: Olavo Novaes (Wagner Moura) matou Taís Grimaldi (Alessandra Negrini). Ele descobriu que seu irmão bastardo, Ivan (Bruno Gagliasso), era, na verdade, filho do poderoso empresário Antenor Cavalcanti (Tony Ramos). Planejava, inicialmente, matar sua mãe e o irmão e, para ficar com a herança de Ivan, também queria matar Antenor. Taís, no entanto, descobriu quem era o pai de Ivan e se tornou uma ameaça a Olavo.

Avenida Brasil

carminha-avenida brasil

A novela “Avenida Brasil” bateu recordes de audiência no país em 2012, ao atingir 49 pontos no Ibope. No Rio de Janeiro, chegou aos 51. Nas redes sociais, não se falava de outra coisa: a trama da novela era tema de piadas, virais, memes e debates. Nas últimas semanas de exibição, a pergunda “Quem matou o Max?” foi pauta de conversas informais, mesas de bar e até de almoços de negócios. O escritor João Emanuel Carneiro não decepcionou quem esperava pelo óbvio: a maldosa Carminha foi revelada assassina.

O Astro

oastro salomao ayala

De autoria de Janete Clair, outra fã de assassinatos anônimos, O Astro revelou Felipe Siqueira, interpretado por Edwin Luisi, como o responsável pela morte de Salomão Hayalla, vivido por Dionisio Azevedo. A novela da Globo, aliás, conseguiu superar o Ibope dos jogos da seleção brasileira na Argentina durante a Copa do Mundo em 1978. No remake em 2011 foi Clô, personagem de Regina Duarte, quem se livra do marido, desta vez responsabilidade de Daniel Filho.

Celebridade

laura-celebridades

Laura Prudente da Costa, personagem de Claudia Abreu, uma das vilãs capaz de roubar doce até de criança criada por Gilberto Braga, assassinou Lineu Vasconcelos, interpretado por Hugo Carvana, para incriminar sua arqui-inimiga, Maria Clara Diniz, outra mocinha de Malu Mader, em Celebridade, da Globo. Por alguns meses em 2004, pouco se falou de crise, atentado terrorista, terremoto ou futebol, o que interessava mesmo era quem assassinou o empresário.

 

O Rebu

patricia_pillar_Rebu

A novela teve duas versões na Rede Globo: em 1974 que inovou não só por apresentar uma trama passada durante as mesmas 24h mas por trazer dois mistérios logo de início: não apenas o “Quem matou?”, mas também o “Quem morreu?”. A trama, passada durante uma festa começava com uma cena inspirada em Crepúsculo dos Deuses e mostrava um corpo boiando na piscina e daí por diante a novela se desenrolava com o intuito de solucionar a morte. Ao longo da novela, o público só saberia que houve um crime durante a cerimônia, apenas viam um corpo boiando na piscina, sem saberem a identificação do sexo, de quem havia cometido e a razão do crime. A suspeita inicial era a de que o corpo de bruços na piscina era de um homem, mas a confusão aumentou quando mulheres brincaram de cortar os cabelos, colocando roupas masculinas.Pistas formando um quebra-cabeça eram deixadas pelo autor. No capítulo 50, a vítima foi revelada numa tomada submarina na piscina, era Sílvia (Bete Mendes), e o responsável era o criminoso Boneco (Lima Duarte).

Em 2014 a emissora refez a novela de forma mais moderna mas mantendo muitos dos elementos da versão original: a trama ainda se passava em uma festa e nestas 24h da festa, porém trazia muitos flashbacks e mostrava logo de cara de quem era o corpo na piscina. Bruno (personagem de Daniel de Oliveira) é encontrado boiando na piscina da mansão de Angela Mahler (Patrícia Pillar) durante uma festa onde todos estão envolvidos com o rapaz direta ou indiretamente. No final descobre-se que Duda (Sophie Charlotte) agredira o então namorado com um troféu e o trancara em um freezer ainda vivo, porém ela conta para Angela (sua mãe adotiva) que o retira do local fazendo com que Bruno morra de hipotermia.

Um comentário em “Após mistério em ‘Babilônia’, relembre os “quem matou?” mais famosos das novelas da Rede Globo

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: