#Oscar2016 – Resenha do site: Ponte dos Espiões

ponte-dos-espioesÉ incrível como, de alguma maneira, um filme feito em 2015 e passado em 1960 consiga parecer datado em 1990.

Sim, Ponte dos Espiões, de Steven Spielberg tem este dom: um filme de época, extremamente bem conduzido, que consegue parecer ter sido feito em meados da década de 90.

Talvez seja por causa de Tom Hanks. Um dos melhores atores americanos, sem dúvida, mas que teve seus maiores sucessos no cinema justamente nesta década, com filmes como Filadélfia ou Forrest Gump, pelos quais ganhou o Oscar de melhor ator dois anos consecutivos. Ou talvez por conta de seu diretor: Steven Spielberg não se dá mais ao trabalho de esconder seus maneirismos, e entrega um filme redondinho cavocando sempre em seu trauma de guerra e com final choroso.

Não que Ponte dos Espiões seja um filme ruim. De forma alguma. Sua história envolvendo espionagem durante a guerra fria é complicada e muito distante de nossa realidade, sem dúvidas, mas a forma como é conduzida transforma um “filme de espionagem” em uma história humana e, por vezes melodramática (afinal estamos falando de um filme de Steven Spielberg). No entanto, sua direção certinha, seus takes corretinhos, nos fazem ter certeza de que estamos vendo uma obra de um diretor que não acompanhou a evolução de seu tempo.

Tudo em Ponte dos Espiões revela um filme fora de seu tempo. Seu ritmo lento, suas imagens líricas. Alguns momentos lembram muito clássicos de espionagem de Hitchock. Mas a maior parte do tempo, vemos um filme que grita Steven Spielberg: momentos prontinhos para lágrimas, lições de bom-mocismo, fotografia deslumbrante. O que incomoda mesmo é justamente isso: Spielberg parece não evoluir.

Claro que precisamos falar do fato de que Tom Hanks, apesar de excelente ator, é daqueles que nunca mais vai conseguir desassociar sua imagem do personagem. Ou seja:  vemos Tom Hanks em tela, e não um personagem que ele interpreta.

Com seis indicações ao Oscar deste ano, incluindo melhor filme, Ponte dos Espiões peca justamente onde se destaca: ser uma obra de Steven Spielberg.

Anúncios

Um pensamento sobre “#Oscar2016 – Resenha do site: Ponte dos Espiões

  1. Pingback: Novo filme do diretor Christopher Nolan terá Tom Hardy, Kenneth Branagh e Cillian Murphy | pausa dramática

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s