Conversamos com Fiakra sobre seus lançamentos no Spotify

A gente já falou dele AQUI, quando Fiákra lançou o incrível vídeo de Homem com H. Agora ele chega com músicas inéditas no Spotify e fomos lá conversar com ele sobre estes lançamentos, influências e otras cositas más.

Confere aí e no final curta o clipe de Desabapho e as faixas no Spotify 😉

Pausa Dramática – Como foi a repercussão da gravação de Homem com H? Você chegou ater um retorno do próprio Ney Matogrosso?

Fiákra – A repercussão foi muito boa e me deu uma base para que eu pudesse continuar o meu trabalho com um público mais sólido e muito lindo por sinal! O Ney falou comigo e elogiou o clipe e a música, mas o contato mais emocionante foi o que tive com o compositor da música, Antônio Barros, que chegou até mim por meio de sua filha Mayra Barros. Eles amaram o trabalho e até hoje seguimos em contato. Desabapho foi uma música que ganhei de Cecéu e Antônio Barros.

– Você deve enfrentar comparações com outros artistas do momento. Como você enxerga isso?

– Eu não ligo que me comparem. Normalmente comparam a minha aparência com a de outros artistas, mas só às vezes alguém compara o meu trabalho porque eu não faço nada imitando alguém. Lógico que a gente tem as nossas referências e inspirações, mas eu amo criar então as referências se tornam gatilhos para que minha inspiração flua e traga algo novo.

– Estamos num momento bem bacana pra diversidade na música, com o sucesso de artistas como Jão, Johnny Hooker, Liniker e Pabllo Vittar. Como você vê esta abertura para a diversidade?

Eu vejo essa abertura como algo que nos dá a oportunidade de mostrar e ensinar o que deve ser ensinado às pessoas que ainda não têm conhecimento de um mundo e pessoas tão diferentes.

– Sua música Desabapho soa bastante biográfica. Você acha importante passar mensagens pessoais e positivas nas músicas? Você busca experiências pessoais para suas músicas?

– Sim. Eu não canto algo que eu não viva ou tenha vivido…. Se eu fizer isso, com certeza será algo que não machuque os meus princípios. 

– Como você vê este novo momento da música com as plataformas de streaming e youtube? Acha que isso ajuda ou atrapalha os novos artistas?

– Eu acho que isso ajuda muito! Com essa alternativa, os artistas independentes se encontram em uma nova era onde seu trabalho pode ser feito de forma mais acessível.

– Seu visual é bastante particular, a barba, a maquiagem e o salto alto. Como você define este look? Quem te inspira?

– Eu raramente busco inspiração pra me vestir… Por exemplo: você raramente vai me ver procurando look para imitar na internet. Se eu fizer isso é por algum motivo específico e fora do comum. Quando eu me visto existem dois passos: eu vejo a peça e gosto, eu experimento e me sinto bem com ela (conforto e estética). Mas minhas referências são sempre um pouco fantasiosas… Eu gosto de trazer essa vibração de outros planetas, seres mitológicos, bruxas e elementais para minha aparência porque eu no mínimo acho que sou um deles (HAHAHAHA). 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s