Scarlett Johansson, Mark Ruffalo e Tom Cruise brigam com o Globo de Ouro. Entenda a treta

Antes da premiação do Globo de Ouro deste ano, a organização responsável pela premiação (HFPA – Hollywood Foreign Press Association) foi alvo de severas críticas a respeito da falta de diversidade no prêmio.

Entre as principais acusações estava a de que não há sequer um jornalista negro entre os membros votantes e que isso fez com que séries premiadas como I May Destroy You não fossem indicadas, com a criticada Emily in Paris ocupando seu lugar.

Depois que diretoras como Ava DuVernay e Regina King se pronunciaram e após a premiação, a HFPA prometeu organizar mudanças.

Em março já havíamos publicado no Instargam sobre a controvérsia que deixou Bridgerton de fora do Globo de Ouro, demonstrando o desinteresse da HFPA em sequer participar dos eventos de imprensa da série:

Mas as mudanças anunciadas não agradaram nem um pouco.

Na semana passada a HFPA anunciou uma série de novas regras, entre elas: aumentar o número de votantes em 50% nos próximos 18 meses, com foco em jornalistas negros; contratar uma pessoa responsável por um comitê de diversidade, igualdade e inclusão; e estabelecer um comitê de “membros de raças e etnias diversas que aconselharão os responsáveis e supervisionarão reformas críticas e organizacionais”. Mas muitos atores e cineastas se pronunciaram, criticando as medidas e alegando mudanças mais substanciais são necessárias.

No sábado, a atriz Scarlett Johannson (indicada 5 vezes ao Globo de Ouro) se pronunciou, relembrando comentários sexistas de membros da HFPA que “eram quase abuso sexual”:

“É por esta razão que, por anos, me recusei a participar das conferências da HFPA. Eles são uma organização que legitimou as ações abusivas de pessoas como Harvey Weinstein. A não ser que existam reformas fundamentais e necessárias dentro da organização, acredito que seja a hora de recuarmos da HFPA e focarmos na importância de nos unirmos como indústria”.

Mark Ruffalo, seu colega de Vingadores (indicado três vezes e vencedor este ano), também se pronunciou, alegando que as reformas anunciadas eram “desencorajadoras”:

“Agora é a hora de se mexer e corrigir os erros do passado. Honestamente, como alguém que recentemente ganhou um Globo de Ouro, não consigo me sentir orgulhoso ou feliz de vencer um prêmio como este”.

Enquanto isso, a Netflix e a Amazon já afirmaram que encerrarão seus negócios com a HFPA enquanto mudanças significativas não forem providenciadas:

“Não acreditamos que estas mudanças propostas irão afetar de forma significativa a diversidade e a inclusão, ou a falta de padrões com que os membros da HFPA operam. Então estamos encerrando quaisquer atividades com a organização até que mudanças mais significativas sejam feitas. A Netflix e muitos dos talentos que criam e trabalham conosco não podem ignorar as falhas constantes e coletivas dentro da HFPA em consertar estes problemas cruciais com urgência.”

disse o CEO da Netflix Ted Sarandos em uma carta para o comitê de liderança da HFPA (é importante lembrar que a Netflix foi a beneficiada com a indicação de Emily in Paris). No sábado, foi a vez da Amazon se pronunciar:

“Nós não estamos trabalhando com a HFPA desde que estes problemas foram divulgados, e como o resto da indústria, estamos esperando por uma resolução sincera e significativa antes de dar qualquer passo.”

David Oyelowo, indicado duas vezes ao Globo de Ouro, compartilhou uma postagem no instagram afirmando:

“A linha do tempo proposta pela HFPA para as mudanças é bastante falha diante da urgência necessária dentro do tempo para impactar a premiação de 2022. Nós nos afastaremos de qualquer evento da HFPA até que sua organização assuma sua responsabilidade para com a nossa comunidade criativa.”

David Oyelowo Loses Father To Colon Cancer – Channels Television
David Oyelowo

Aumentando ainda mais a treta, ontem Tom Cruise veio a público dizer que estava devolvendo seus três Globos de Ouro, como forma de protesto. O ator venceu nas categorias de melhor ator por Jerry Maguire e Nascido em 4 de Julho, e como melhor ator coadjuvante por Magnólia.

Achou pouco? Pois o canal NBC que transmite a premiação na TV americana também se pronunciou, afirmando que não irá transmitir o Globo de Ouro em 2022:

“Nós continuamos acreditando que a HFPA está comprometida com mudanças reais. No entanto, mudanças grandes assim requerem tempo e trabalho, e sentimos que a HFPA precisa de tempo para acertar tudo. Portanto, a NBC não irá transmitir o Globo de Ouro em 2022.”

No meio da confusão toda, a própria HFPA já se manifestou de novo na segunda-feira, revendo todo o planejamento das mudanças e afirmando que até agosto novas atitudes definitivas serão tomadas, como:

  • Novos membros admitidos na HFPA
  • Nova banca de jurados eleita, incluindo membros independentes
  • Novo time de CEO e outros membros do time executivo aprovados
  • A banca atual e os diretores serão substituídos pelos novos membros da banca e do time executivo

Mas não se sabe se isso mudará a posição da NBC, Netflix, Amazon e outros membros da indústria.

Um comentário em “Scarlett Johansson, Mark Ruffalo e Tom Cruise brigam com o Globo de Ouro. Entenda a treta

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: