Coordenação de escola diz que sugestão de aluno de 11 anos de trabalho sobre orgulho LGBT é “absurda”

Parece inacreditável, mas aconteceu esta semana: um aluno do 6º ano da Escola Estadual Professor Aníbal de Freitas em Campinas, SP.

No grupo de whatsapp da turma, o aluno de 11 anos sugeriu que fosse trabalhado o tema por conta da comemoração do mês do orgulho LGBT. Assim que enviou a mensagem o aluno recebeu ataques de pais e da equipe da escola. O retorno de alguns pais e da direção foi este:

Print mostra conversas no grupo da escola de jovem que sugeriu trabalho LGBT — Foto: Reprodução
Conversas mostram críticas a garoto de 11 anos após sugestão de trabalho LGBT — Foto: Reprodução/EPTV

Segundo a irmã do aluno, ao chegar em casa ela encontrou o menino chorando ao telefone. Segundo ele, a ligação era da coordenadora da escola, afirmando que a sugestão era absurda e inadequada. Segundo ela, após o telefonema que acabou em discussão entre ela e a coordenadora (que continuou afirmando que a sugestão era inadequada) o grupo foi bloqueado e somente administradores podiam enviar mensagens.

LEIA MAIS: Por que junho é considerado o mês do orgulho LGBT

Veja abaixo parte do desabafo da irmã do garoto no facebook:

Trecho do relato escrito pela irmã do garoto no Facebook, após a denúncia de preconceito em Campinas — Foto: Reprodução/Facebook

O caso aconteceu na sexta-feira e Danielle registrou boletim de ocorrência. Vamos lembrar que LGBTfobia é crime. E que a própria Secretaria de Educação do Estado de São Paulo afirmou que repudia qualquer tipo de preconceito e que todas as medidas administrativas cabíveis serão tomadas com relação ao caso:

O respeito à diversidade faz parte do Currículo em Ação para que seja ensinado e aprendido nas escolas estaduais. Sempre dentro do contexto dos conteúdos escolares previstos para cada série e cada componente curricular.

Ou seja: ao contrário de discriminar o aluno, a própria escola deveria tomar a liberdade de tratar do tema.

Uma boa forma de tratar de diferenças e ensinar respeito às crianças pode ser meu livro infantil Menino Estrela, que conta a história de um menino que se vê diferente e discriminado pelas outras crianças mas vai descobrir que é na sua diferença que está a sua força. Menino Estrela pode ser comprado em versão ebook na Amazon e em versão impressa na UICLAP.

Ainda falta muito para evoluirmos.

*O Pausa Dramática é um site independente, produzido por um jornalista que ama o que faz e não possui nenhum ganho financeiro com ele. Nos ajude a permanecer no ar: compartilhe este post e nos siga no FacebookInstagram e Twitter.

VIA

Um comentário em “Coordenação de escola diz que sugestão de aluno de 11 anos de trabalho sobre orgulho LGBT é “absurda”

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: