Scream Queens – primeiras impressões

Depois dos sucessos de GleeAmerican Horror Story, parecia evolução natural das coisas que seu criador Ryan Murphy unisse os dois universos em uma única série. E assim nascia Scream Queens.

scream-queens-promotional-poster-banner

Com ótimas piadas, crítica mordaz ao universo adolescente e muito sangue em cenas propositalmente absurdas, Murphy destila um veneno que certamente poucos entenderão.

No cenário de uma irmandade de universidade (coisa comum nos Estados Unidos, como todos nós aprendemos no cinema) uma festa está acontecendo em 1995. Ao som de Watterfalls do grupo TLC, uma garota dá a luz em uma banheira e morre logo após o parto. Quatro garotas decidem que não podem “perder a música” e somente quando voltam decidem o que será feito.

Toca para 2015, onde uma batalha é travada: Chanel (Emma Roberts) e suas “minions” Chanels número 2, 3 e 5, interpretadas por Ariana Grande, Billie Lourd e Abigail Breslin, lutam para manter a irmandade com todo seu requinte de crueldade, preconceito e empáfia. Em uma briga com uma das coordenadoras da universidade (Jamie Lee Curtis), fica decidido que a irmandade não poderá mais escolher suas novas integrantes e que qualquer uma que se candidate fará parte. É aí que entram no jogo Grace (Skyler Samuels), Helga (Lea Michele), Zayday (Keke Palmers) e mais uma leva de estereótipos. Os personagens coadjuvantes ainda incluem um bom moço atendente de cafeteria (Diego Boneta) e um pegador atlético (Glen Powell) e seu melhor amigo (Nick Jonas). No meio de todo o enredo high school (embora seja uma universidade), um assassino vestido de diabo começa a aterrorizar as personagens.

Veja os pôsteres de Scream Queens

Veja o que achamos de Scream, a excelente versão em série dos filmes Pânico

Sim, assim como Scream, da MTV, inspirada nos filmes PânicoScream Queens é uma mistura de terror com comédia. Mas aqui, as coisas são mais extremas: tudo beira o absurdo. Com elenco que mescla caras conhecidas com novatos, referências pop (ainda que veladas) e texto rápido, a série faz uma divertida e ainda assim interessante sátira aos jovens de sempre, preocupados mais com aparência, com se encaixar no grupo, do que com conteúdo em si.

A vaidade é a alavanca para os assassinatos e jovens são mortas enquanto fazem bronzeamento artificial, em duras provas para entrar na irmandade e pedem socorro via mensagens no twitter (numa das cenas mas incrivelmente absurdas e geniais dos últimos tempos, onde uma vítima discute com o assassino via mensagens de celular mesmo estando na frente dele). Noutra das melhores cenas, um personagem que claramente lembra Freddie Prinze Jr “tem uma ideia” de fazer um filme onde um cara popular namore uma menina feia para fazê-la ficar popular. Poucas pessoas devem ter entendido a piada, mas a referência a Ela É Demais foi clara: no filme Prinze Jr é justamente o cara popular (lá se vão 16 anos) que namora uma garota feia para deixá-la popular.

Com interpretações propositalmente caricatas, personagens que vão além dos estereótipos (afinal estamos falando de uma produção de Ryan Murphy, que em Glee conseguiu fazer um desfile de tipos caricatos), cenas bem construídas e que parecem intencionalmente falsas e uma história com suspense crescente, Scream Queens tem tudo para agradar. Embora seja difícil imaginar como a coisa vai chegar no final se for mantida uma média de quatro mortes por episódio…

2 comentários

  1. Achei a série genial, no início eu realmente não tava dando crédito, mas decidi assistir já que não tinha nada do meu interesse passando. Aliás, no terceiro episódio o Boone volta, eu to assim… OI? o que tá me levando a acreditar que essas mortes podem ser pegadinhas, lembrando que o corpo sempre some, exceto o da garota surda D:

Deixe uma resposta para Ítalo Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s