#listadefilmes – 10 filmes feitos em Curitiba

Esta semana (dia 29-03) nossa capital paranaense completou 324 aninhos. Já homenageamos Curitiba aqui de diversas formas, com ilustrações e campanhas publicitárias, por exemplo.

Este ano resolvemos fazer diferente. Que tal listarmos 10 filmes gravados e passados em Curitiba?

Olha só:

Estômago

Estômago já apareceu em diversas listas aqui do Pausa, como de filmes com comida e de filmes brasileiros que você precisa ver.

Raimundo Nonato (João Miguel) foi para a cidade grande na esperança de ter uma vida melhor. Contratado como faxineiro em um bar, logo ele descobre que possui um talento nato para a cozinha. Com suas coxinhas Raimundo transforma o bar num sucesso. Giovanni (Carlo Briani), o dono de um conhecido restaurante italiano da região, o contrata como assistente de cozinheiro. A cozinha italiana é uma grande descoberta para Raimundo, que passa também a ter uma casa, roupas melhores, relacionamentos sociais e um amor: a prostituta Iria (Fabiula Nascimento).

Curitiba Zero Grau

No inverno da cidade de Curitiba, quatro homens passam seus dias em trânsito: um deles é motorista de ônibus, outro é catador de papel, um terceiro trabalha como comerciante de automóveis e o último é motoboy. O destino destes anônimos se cruza no coração da cidade.

Corpos Celestes

Quando criança, Francisco (Dalton Vigh/Rodrigo Cornelsen) era um garoto inquieto, que vivia sendo perseguido pelo irmão Ismael (Pedro Inque). Ao ser provocado, ele resolve ir no casarão do americano Richard (Antar Rohit), que tem fama de maluco na região. Lá encontra um telescópio, o qual passa a olhar as estrelas. Logo Francisco faz amizade com Richard e passa a ir na casa dele frequentemente. Isto não é visto com bons olhos por seu pai (Zeca Cenovitz), que o proíbe de retornar ao local. Entretanto, os breves momentos juntos despertaram em Francisco a paixão pela astronomia, ciência a qual estuda ao crescer.

Oriundi

O italiano Giuseppe Padovani chega aos noventa e três anos de idade, mas nem tanto tempo de vida nem a festa preparada para celebrar seu aniversário parecem motivos suficientes para comemorações. Com sua saúde debilitada e a fragmentação de sua família, tudo indica que o final da vida de Padovani será apenas amargo. No entanto, tudo muda quando Sofia D’Angelo, uma jovem italiana pesquisadora que afirma ter o projeto de pesquisar a família Padovani, chega ao Brasil.

Para Minha Amada Morta

Após a morte de sua esposa, o fotógrafo Fernando (Fernando Alves Pinto) torna-se um homem calado e introspectivo. Ele vive cercado de objetos pessoais da falecida até descobrir, em uma fita VHS, uma surpresa que coloca em dúvida o amor da esposa por ele. A partir de então Fernando decide investigar a verdade por trás destas imagens, desenvolvendo uma obsessão que consome seus dias e sua rotina.

Circular – O Filme

Carlos (César Troncoso) é um uruguaio que vive no Brasil. Ele está bastante apressado, já que precisa saldar uma dívida o quanto antes para evitar uma tragédia pessoal. Samuel (Marcel Szymanski) é evangélico e trabalha como policial, tendo que batalhar para sustentar a filha e esquecer a ex-esposa. Cristina (Letícia Sabatella) é uma artista plástica que enfreta dificuldades para controlar o vício por remédios. Lourival (Santos Chagas) é um cobrador de ônibus que luta boxe clandestinamente, tendo dificuldades para lidar com o filho. Os integrantes da banda de punk rock Gengivas Podres estão prestes a embarcar para a cidade de São Paulo, deixando para trás seu fundador.

Morgue Story: Sangue, Baiacu e Quadrinhos

Um encontro fora do cumum entre três pessoas em um necrotério. Ana Argento (Mariana Zanette), uma desenhista de quadrinhos de sucesso frustrada com seus relacionamentos, Daniel Torres (Leandro Daniel Colombo), um médico legista sociopata e estruprador que usa vebneno de baiacu para cometer crimez, e Tom (Anderson Faganello), um cataléptico vendedor de seguros de vida. O mistério de uma poção vodu se revela em meio a caos, estupro e sangue.

Mulheres do Brasil

Telma (Roberta Rodrigues) é uma porta-bandeira, que enfrenta os problemas do cotidiano para manter a tradição familiar e, assim como a avó e a mãe, conquistar o prêmio máximo no Carnaval do Rio de Janeiro. Laura (Bete Coelho) é uma mulher que, aos 45 anos, precisa enfrentar as dificuldades de retornar ao competitivo mercado de trabalho de São Paulo, após o fim de seu casamento. Esmeralda (Camila Pitanga) é uma mulher do interior da Bahia que, desde criança, segue a fé cristã mas apresenta fortes traços de personalidade e dubiedade de um anjo-demônio. Ana (Luana Carvalho) é uma jovem universitária de Maceió que, após conhecer um casal formado por uma rendeira e um pescador, revê seus valores de vida. Já Martileide (Carla Daniel) é uma garçonete de Curitiba que, inconformada com a vida que leva em um bairro pobre, redescobre a esperança através da voz de um locutor de rádio.

Caçadores de Espécies e o Símbolo Secreto

Ciências ocultas, teorias conspiratórias, sociedades secretas, física quântica, alienígenas, misticismo e Curitiba. Esses são os ingredientes de “Os Caçadores de Espécies e o Símbolo Secreto”, longa independente de ficção científica que passou por festivais nos Estados Unidos, França, Portugal, México, Uruguai, Argentina, Chile e Índia.

A bordo de um navio, militares repetem uma antiga experiência malsucedida, baseada na teoria do campo unificado. Como da primeira vez, os resultados não são bons, mas as consequências são ainda piores. O evento afeta a estabilidade magnética do planeta, causando um ataque extraterrestre. E somente uma pessoa é capaz de decifrar uma antiga linguagem dos deuses, através de antigos símbolos espalhados pela cidade e descobrir como salvar a humanidade.

400 Contra 1 – Uma História do Crime Organizado

Anos 70, presídio da Ilha Grande, no Rio de Janeiro. Um grupo de presos resolve se unir para lutar por direitos e ideais coletivos. William (Daniel de Oliveira) é um dos líderes deste grupo, que fundou o Comando Vermelho. A nova organização cria uma conduta de solidariedade entre os presos, algo inédito até então. No início dos anos 80 o Comando Vermelho passa a agir nas ruas do Rio de Janeiro, realizando ousados assaltos.

Anúncios

Um comentário sobre “#listadefilmes – 10 filmes feitos em Curitiba

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s