Mr. Mercedes – primeiras impressões

Não é fácil falar de uma série cujo livro que a gerou você leu e se tornou um de seus preferidos. As comparações serão inevitáveis. O “ah mas no livro era diferente” é impossível de segurar. Mas isso não é exatamente ruim…

Adaptada do livro de mesmo nome do mestre do terror Stephen King, Mr. Mercedes conta a história de um ex-detetive que em sua tediosa aposentadoria se vê instigado por um assassino autor de um crime não solucionado.

No auge da depressão econômica de 2009 uma fila de desempregados se aglomera no frio da madrugada para uma feira de empregos. Homens, mulheres, novos, velhos, mães com bebês estão ali a procura de uma vaga, uma colocação no mercado. Quando a fila parece crescer cada vez mais, um misterioso motorista em um Mercedes Benz avança para cima de todos, matando 16 pessoas e ferindo boa parte do restante. É este assassino que irá atormentar a aposentadoria do pobre detetive Bill Hodges dois anos depois. O livro alcançou o topo das listas de mais vendidos instantaneamente quando foi lançado em 2014 nos EUA.

Contando com cenas fortíssimas logo no início, atores espetaculares e um clima tenso do início ao fim, o primeiro episódio se mostra bastante fiel ao livro. No entanto, VER tudo aquilo na tela tão vividamente ao invés de apenas imaginar torna tudo muito mais cruel. Assim como no livro, o espectador também saberá logo de cara quem é o assassino. Não é este o mistério aqui. O jogo de gato e rato entre ele e o detetive vai dar o tom da história que, se continuar fiel ao livro, será de arrepiar.

Mr. Mercedes é o primeiro livro de uma trilogia incrível de King, que segue com Achados e Perdidos O Último Turno, todos mantendo a história do detetive Bill Hodges e seus personagens. Como a primeira temporada tem programados apenas 10 episódios, é difícil dizer até onde ela irá no primeiro livro ou mesmo se condensará os três. Mas pelo andar do Mercedes (com o perdão do trocadilho) no primeiro episódio, é quase certo que se manterá apenas no primeiro volume.

Contando com Brendan Gleeson (o Olho-Torto das histórias de Harry Potter) como o detetive Hodges e Harry Threadaway (de Penny Dreadful) como o assassino Brady Hartfield encabeçando o elenco, Mr. Mercedes merece ser vista pela genialidade de sua história, pela fidelidade da transposição para a TV, por seus atores e por ser uma das tramas de detetive mais incríveis dos últimos tempos. Se você leu os livros, deixe (ou ao menos tente deixar) as comparações de lado. Se não leu, embarque de cabeça na vida doentia de Brady e Hodges.

Mr. Mercedes afinal, não é apenas uma história de detetive. Mas uma história extremamente bem construída, com personagens realistas que possuem conflitos reais. Um drama intenso de emoções fortes e uma sensação de perigo constante. Programa de gente grande. Não espere atenuações de violência. Brady é implacável.

Anúncios

Um pensamento sobre “Mr. Mercedes – primeiras impressões

  1. Pingback: Conheça 10 “easter eggs” das obras de Stephen King escondidos em ‘A Torre Negra’ – Pausa Dramática

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s