Retrospectiva – os 10 fatos mais marcantes em Hollywood em 2017

Os micos em Hollywood começaram cedo em 2017 com uma gafe que já entrou pra história. Mas, o que mais aconteceu durante o ano?

Veja a nossa lista dos filmes mais bacanas do ano

Vamos recapitular os 10 fatos mais marcantes de 2017?

A gafe histórica do Oscar 2017

Em quase 100 anos de Oscar nunca tinha acontecido nada parecido: os apresentadores receberam o envelope errado e anunciaram o maior prêmio da noite para outro filme. A confusão foi grande, mas no fim das contas La La Land perdeu o Oscar de melhor filme para Moonlight.

lalaland oscar moonlight

A Disney compra a Fox

Trata-se da 4ª maior transação da história indústria de mídia e a maior aquisição já feita pela Disney, segundo a empresa de consultoria Dealogic: por US$ 52,4 bilhões. A transação inclui os estúdios de cinema e TV, redes de entretenimento a cabo e empresas internacionais de TV do magnata Rupert Murdoch.

Fox Broadcasting, Fox News, Fox Business, FS1, FS2 e Big Ten Network ficaram de fora da operação e continuam sob o controle de Murdoch.

Já as franquias como X-Men, Avatar, Simpsons, além de canais como FX Networks e National Geographic, farão parte do portfólio da Disney.

A Disney também assumirá a dívida líquida da Twenty-First Century Fox de cerca de US$ 13,7 bilhões.

disneyfox-1280-1509997504704_1280w.jpg

Bigodes

Tudo começou com o curioso caso do bigode de Henry Cavill. Ostentando o bigodón para seu personagem no novo Missão Impossível, Cavill teria que tirá-lo para Liga da Justiça. Mas um contrato impedia o ator de fazer a barba por completo. O jeito foi apagar o bigode digitalmente.

Outro bigode que chamou a atenção em 2017 foi a basta pelagem exibida por Kenneth Branagh em Assassinato no Expresso do Oriente. Interpretando um dos maiores detetives da literatura, Branagh assumiu o papel de Hercule Poirot, famosos justamente por seu bigode.

Kenneth-Branagh-Hercule-Poirot-Mustache

As mulheres dominam em frente e atrás das câmeras

Mulher-Maravilha não foi apenas o primeiro filme de uma super-heroína. Ele se tornou também uma das dez maiores bilheterias de 2017. Além disso, é a maior bilheteria de um filme em live action dirigido por uma mulher (U$821.74 milhões de bilheteria mundial); se tornou também o filme de origem de super-herói de maior bilheteria, superando Homem-Aranha de 2002; entre as bilheterias americanas, o filme está em quinto lugar.

Com o sucesso de Mulher-Maravilha, a diretora Patty Jenkins garantiu seu lugar na direção da sequência e pode ter aberto caminho para novos longas dirigidos por mulheres.

Em 2017 a DC estabeleceu seu DCEU nos cinemas com Mulher-MaravilhaLiga da Justiça, dois dos maiores blockbusters do ano. Se um foi elogiado e o outro gerou controvérsia, o que importa mesmo é que os fãs finalmente conseguiram ver um filme de super-herói protagonizado por uma mulher e os superamigos da Liga da Justiça reunidos na tela.

mulher maravilha

A debandada para a TV continua

Entre os atores, os maiores destaques que foram pra TV em 2017 estão nomes como Nicole Kidman e Reese Witherspoon em Big Little Lies e Susan Sarandon em Feud. Na direção, destaque para Jean-Marc Valeé no comando de BLL.

A qualidade também parece ter saído do cinema e ido para a TV. As próprias séries citadas acima, além de muitas outras demonstram que a TV americana anda tão boa ou ainda melhor que o cinema.

big little lies

Kevin Spacey enterra a própria carreira

O que começou com uma denúncia de assédio ocorrido anos atrás, por conta de uma desculpa mal enjambrada virou um dos casos mais comentados do ano: Kevin Spacey conseguiu enterrar sua carreira com um tweet.

Depois da denúncia de Anthony Rapp, Spacey conseguiu em poucos dias ser substituído em um filme, ser demitido de sua série, ter homenagens canceladas e virar o grande vilão de Hollywood.

rapp-spacey

O fracasso colossal do novo Dark Universe da Universal

As apostas eram grandes: iniciar um novo Dark Universe com os monstros da Universal nos cinemas. O elenco era poderoso: Russel Crowe, Javier Barden e Johnny Depp. Mas um ego foi maior que tudo: Tom Cruise.

A Múmia, o primeiro dos longas que traria o novo universo, virou apenas mais um filme de correria de Tom Cruise, fracasso de público e crítica e cimentou o universo que não vai renascer.

Jason Blum, o terror e Stephen King

Não é de hoje que Jason Blum manda no terror, gênero com tantos fãs e tantos altos e baixos. Mas o ano de 2017 foi especial: ele esteve de alguma maneira envolvido com todos os lançamentos relevantes do ano. “Fragmentado”, “A Morte te dá Parabéns”, “Amityville: O Despertar” e ainda pode levar o gênero novamente à categoria de melhor filme no Oscar com “Corra!”.

O ano ainda teve “It – A Coisa”, reimaginação da obra de Stephen King apavorando no cinema e se tornando a maior bilheteria de uma produção não recomendada para menores de 18 anos. Com US$ 698 milhões em caixa, o filme é a décima maior bilheteria do ano (sexta se levarmos em conta a bilheteria doméstica nos EUA).

Stephen King ainda brilhou em outras adaptações, como Mr. Mercedes e The Mist na TV e A Torre Negra e Jogo Perigoso nos cinemas e Netflix.

It-Movie-Director-Pennywise-Details-Weird-New-Photos

Queda de bilheteria

Até o meio de novembro, Hollywood amargava o seu pior ano em bilheteria em uma década, com uma queda de 16% em relação a 2016. A esperança está agora depositada na estreia de Liga da Justiça e em Star Wars: Os Últimos Jedi – para chegar perto da marca arrecadada nos dois anos anteriores, os filmes precisam fazer mais de 1 bilhão em bilheteria cada um. A decepção se deve a uma leva fraca, agravada por uma possível mudança de hábito dos espectadores, que hoje têm outras plataformas para consumo de filmes — e têm boas séries na TV.

Ficaram abaixo das expectativas as superproduções Transformers: O Último Cavaleiro, A Múmia, Alien: Covenant e A Grande Muralha. Também perderam dinheiro títulos de qualidade como Blade Runner 2049 e Rei Arthur: A Lenda da Espada.

ct-transformers-last-knight-mov-rev-20170619.jpg

miramar-banner-gif

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s