Despedindo-se de Once Upon a Time

*Ainda não assistiu? Baixe AQUI o episódio e a LEGENDA

Foram sete temporadas. Ao todo 156 episódios de uma história que tinha todo ar de bobinha mas que era bem mais complicada do que parecia.

Vinda da cabeça de Adam Horowits e Edward Kitsis, criadores de LostOnce Upon a Time não tinha nada de infantil, por mais que pudesse parecer. Idas e vindas no tempo e em diferentes reinos e a intrincada árvore genealógica criada na série volta e meia davam um nó na cabeça do espectador.

Porém, no final de 2017, antes do encerramento da sexta temporada, boa parte do elenco principal deu adeus à série, forçando os criadores a se virar para conseguir continuar a trama sem seu protagonistas. E o sétimo ano virou uma espécie de reboot.

DANIA RAMIREZ, ANDREW J. WEST

Sem Branca de Neve e Príncipe Encantado, coube à Regina (Ex-Rainha Má), Capitão Gancho e Rumpelstiltskin (como escrever isso??) protagonizarem a nova história, ao lado de Cinderela, suas irmãs e madrasta e um Henry Mills já adulto. Claro que o nó foi aumentando, e a árvore genealógica também. Neste sétimo ano descobrimos que Alice (a do País das Maravilhas) era filha do Capitão Gancho com a Rapunzel – que também era Mamãe Goethel disfarçada. Complicado? Pra quem já tinha assistido seis anos da trama, nem um pouco.

Leia mais:

Compare os personagens de Once Upon a Time com suas versões animadas – ATUALIZADO

As referências ocultas de Lost em OUAT

Mas alguns episódios depois da estreia, chegou a notícia que ninguém queria (mas que muitos já esperavam): foi anunciado o cancelamento da série. A nova temporada, apesar de tão boa quanto as anteriores (e até melhor que algumas delas) não agradou ao público e o programa chegaria ao fim. Então era melhor nos prepararmos para o encerramento.

Conforme os episódios iam passando e a trama de Mamãe Gothel ia se resolvendo, sabíamos que o gran finale se aproximava, anunciado como um episódio em duas partes.

gothel.png

Exibidos dias 11 e 18 de maio nos EUA, os dois episódios que encerraram a trama vieram carregados de emoção e esperança, característica permanente do seriado desde seu início. As grandes mensagens de acreditar, de “não desistir” e de que o amor tem a capacidade de superar tudo foram potencializadas em cenas prontinhas para fazerem os fãs derramarem lágrimas de amor verdadeiro.

Lana Parrilla provou quem era a verdadeira estrela da série e ganhou seu merecido trono no final, se recusando a acreditar em um “final feliz”, mas acreditando em uma segunda chance. Com as já anunciadas aparições dos antigos atores do elenco principal, claro que tudo se resolveu meio às pressas. Mas nos contos de fadas as coisas não funcionam justamente assim? Branca de Neve, Príncipe Encantado, Robin, Emma e até mesmo Cruela, Ariel, Bela e a Fada Azul fizeram suas aparições (essa última sem nem direito a uma fala, coitadinha) para ajudar nos arremates finais.

Sim, foi triste nos despedirmos destes personagens canastrões que tanto aprendemos a gostar. Mas ao mesmo tempo foi bom saber que conseguimos ter um encerramento propriamente dito, que a série não acabou no vácuo como acontece às vezes quando um programa é cancelado.

Como um último capítulo de novela, Once Upon a Time chegou ao final com emoção e com seu grande vilão sendo punido, mas ainda assim se sacrificando por um amigo e ganhando seu final feliz “no além”. Muito mais ousado em seus episódios finais, com direito a beijo e pedido de casamento entre duas personagens, OUAT ainda mostrou um pouquinho do que MAIS poderia ter colocado na tela, com as aparições rápidas de Remy e o gancho mágico de Maui. Claro que em se tratando de um produto Disney, as opções futuras eram infinitas (Marvel, Pixar, Star Wars….), mas ok.

721BeforeTheCurse.png

Uma das grandes mensagens ao final, porém, foi que o AMOR VERDADEIRO não está necessariamente em um casal (seja ele homo ou hetero). Regina encontra o seu amor e o seu quase final feliz ao lado da família e amigos, como uma mulher solteira e independente.

No final, conseguimos nos últimos episódios torcer pelos protagonistas como sempre torcemos, nos divertir, rir, nos emocionar e nos despedirmos de Gancho, Regina, Rumple, Henry, Emma, Alice, Tiana, Branca, Zelena e todos aqueles personagens que começamos a enxergar de maneira diferente com o seriado e que estiveram, estão e estarão para sempre em nossos corações.

Vida longa à rainha!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s