Veja a linha do tempo completa das produções Marvel no cinema e na TV

Capitão América: O Primeiro Vingador (2011)

Capitão América: O Primeiro Vingador foi lançado em 2011, e conta a história de origem do Capitão América, mostrando como ganhou os super-poderes, o escudo icônico e se transformou no símbolo do super-herói idealizado.

A primeira aparição de Chris Evans com o uniforme do Capitão foi bem recebida por público e crítica, com um índice de aprovação de 80% no Rotten Tomatoes (site que agrega resenhas e textos críticos de diferentes publicações para criar um índice de aprovação geral de um filme), arrecadando globalmente U$ 370 milhões.

Agent Carter (2014)

Um dos primeiros spin-offs do MCU, a série se passa logo depois dos eventos de O Primeiro Vingador, contando a história da agente Peggy Carter (que havia sido introduzida no primeiro filme do Capitão América) e do trabalho dela na Reserva Científica Estratégica, divisão secreta do governo que se tornaria a base para a criação da S.H.I.E.L.D.

A série estreou em 2014, e conta com Hayley Atwell (mesma atriz que interpretou a agente no filme do Capitão América) como protagonista. Apesar de ter tido uma boa recepção da crítica — conseguindo um índice de 95% do Rotten Tomatoes —, a série foi cancelada após o fim da segunda temporada, em 2016, devido à baixa audiência.

Antes das duas temporadas da série, a Marvel lançou também um curta de mesmo nome, que faz parte dos bônus presentes na versão em DVD do filme Homem de Ferro 3. Tanto a série quanto os curtas se passam no mesmo período cronológico, que vem logo após os eventos de O Primeiro Vingador.

CAPITÃ MARVEL (2019)

Homem de Ferro (2008)

Lançado em 2008, Homem de Ferro marcou o início de todo o MCU mas, cronologicamente, ocupa apenas a terceira posição (e que deverá mudar para o quarto lugar com o lançamento de Capitã Marvel, que já foi divulgado que se passará durante a década de 1990). O filme nos introduz ao gênio-playboy-filantropo-bilionário Tony Stark, e mostra qual foi a motivação que o levou a construir uma armadura de última geração e se transformar no super-herói Homem de Ferro.

Com direção de Jon Favreu e um elenco de estrelas como Robert Downey Jr., Gwyneth Paltrow e Jeff Bridges, o filme arrecadou mais de U$ 580 milhões na bilheteria global e conta com um índice de 93% no Rotten Tomatoes, sendo até hoje considerado um dos melhores filmes de super-heróis já produzidos.

Homem de Ferro 2 (2010)

Lançado em 2010, o segundo filme do Homem de Ferro mostra um Tony Stark que ainda tenta equilibrar as vidas de playboy-bilionário-filantropo e de super-herói, enquanto enfrenta a pressão do governo dos Estados Unidos para que entregue a tecnologia do Homem de Ferro para o exército. Além do drama de Stark, o filme também introduz dois novos personagens para o MCU: a Viúva Negra (interpretada por Scarlet Johansson) e o Máquina de Combate (interpretado por Don Cheadle).

Ainda que tenha sido um grande sucesso comercial (com arrecadação global de mais de U$ 620 milhões) e ganhado uma nomeação para o Oscar de Melhores Efeitos Especiais, o filme foi considerado como bem inferior ao primeiro, com um índice de apenas 73% no Rotten Tomatoes.

O Incrível Hulk (2008)

Talvez o único filme que a própria Marvel/Disney gostaria que todos esquecessem que existiu. Lançado em junho de 2008, ele mostra a tentativa do cientista Bruce Banner (que se transforma no Hulk sempre que fica muito agitado ou nervoso) fugir do governo do Estados Unidos, que o caça impiedosamente.

No geral, o filme em si pouca importância tem para o MCU, já que até o ator então contratado para fazer Bruce Banner (Edward Norton) não durou muito tempo com o estúdio, sendo substituído já na próxima aparição do personagem por Mark Ruffalo, que ainda mantém o posto. Com uma arrecadação global de U$ 263 milhões e um índice de aprovação de apenas 67% no Rotten Tomatoes, esse é certamente o filme mais “descartável” de toda a experiência MCU.

The Consultant (2011)

Lançado em 2011 como um bônus da versão para DVD do primeiro Thor, esse curta oferece uma visão ampliada da cena pós-créditos de O Incrível Hulk, explicando melhor o encontro entre Tony Stark e o General Ross.

A Funny Thing Happened on the Way to Thor’s Hammer (2011)

Também lançado em 2011, dessa vez como um bônus da versão para DVD de Capitão América: O Primeiro Vingador, esse curta acontece antes dos eventos do primeiro Thor, e mostra um encontro inusitado que ocorreu com o Agente Coulson (interpretado por Clark Gregg) a caminho de Albuquerque (cidade onde se passa a maioria dos eventos de Thor).

Thor (2011)

O primeiro filme a introduzir a ideia de diferentes universos, uso de magia e deuses no MCU, Thor serve como introdução não apenas ao filho de Odin e Deus do Trovão, mas também há todo um mundo fantástico que vai além de gênios da robótica cheios da grana e ciência avançada. Neste filme somos apresentados a Thor (interpretado por Chris Hemsworth), o Deus do Trovão nórdico, e entendemos o que fez com que essa entidade divina se tornasse um super-herói protetor da Terra.

Sendo mais um dos lançamentos da Marvel em 2011, o filme arrecadou uma quantia total de U$ 449 milhões no mundo todo, e conta com uma índice de aprovação de 77% no Rotten Tomatoes. Fora do MCU, 2011 também foi um ano importante para os fãs da Marvel por marcar o início da chamada “Chris Wars” (disputa sobre qual dos “Chris” que participam de filmes de super-heróis é o melhor) — e que não deveria nem existir porque claramente o melhor de todos os Chris é o Hemsworth.

Os Vingadores (2012)

O filme que conclui a chamada Fase 1 da Marvel, Os Vingadores é um dos mais ousados da história da produtora, sendo o primeiro do gênero que consegue funcionar bem colocando meia dúzia de super-heróis em cena, e todos com o mesmo nível de protagonismo. O filme também é o primeiro a apresentar Mark Ruffalo no papel de Bruce Banner/Hulk, no que seria a última mudança de elenco para o time principal de heróis (e a primeira vez em quase uma década de tentativas que a Marvel acerta a escolha para o papel).

Lançado em 2012, Os Vingadores quebrou uma série de recordes desde seu lançamento, se tornando o terceiro filme com a maior bilheteria da história à época, com uma arrecadação global de U$ 1,5 bilhões. Além da bilheteria, o filme também foi um sucesso de crítica, e conta com um índice de aprovação de 92% no Rotten Tomatoes.

Item 47 (2012)

Lançado em 2012 como bônus da versão em DVD de Os Vingadores, este curta acontece logo após os eventos do filme, e conta a história de um casal que encontra uma arma Chitauri (os aliens que invadem Nova York em Os Vingadores) e, por causa disso, acaba caçado pela S.H.I.E.L.D.

Homem de Ferro 3 (2013)

O terceiro filme do herói marca o início da Fase 2 da Marvel, e nele vemos Tony Stark tentando lidar com o novo estado do mundo: não só com o fato que ele faz parte de um grupo que possui entre os integrantes um soldado que ficou congelado por quase um século, um cientista que vira um monstro verde imbatível e, literalmente, um deus nórdico, mas também com a descoberta de que existe, sim, vida alienígena inteligente fora da Terra.

Lançado em 2013 e ainda navegando na onda do sucesso absoluto de Os VingadoresHomem de Ferro 3 também foi um enorme sucesso de público e crítica, alcançando um faturamento global de mais de U$ 1,2 bilhões e um índice de aprovação de 80% no Rotten Tomatoes.

All Hail The King (2014)

Lançado em 2014 como um bônus da versão em DVD de Thor: O Mundo Sombrio, o curta se passa logo após os eventos de Homem de Ferro 3, e nos mostra um pouco sobre o que aconteceu com o vilão Mandarin.

Agentes da S.H.I.E.L.D. (Temporada 1, episódios de 1 a 7 – 2013)

Lançada em 2013, a série da ABC também acontece num mundo pós-Vingadores, onde a S.H.I.E.L.D. deixa de ser uma organização secreta e se revela ao mundo como uma das protetoras do planeta. Nesta primeira leva de episódios, a série mostra a criação de uma nova equipe para operações especiais da S.H.I.E.L.D. sob o comando do agente Phil Coulson.

Thor: O Mundo Sombrio (2013)

O segundo filme do Deus do Trovão traz uma história que é quase uma cópia de Os Vingadores, só que ao invés de serem alienígenas invadindo Nova York através de portais, são elfos negros do reino de Svartalfheim invadindo a Terra por meio de portais. A trama em si pouco importância tem para a narrativa do MCU como um todo, mas O Mundo Sombrio é o filme que inicia a transformação do então vilão Loki em uma espécie de anti-herói.

Lançado no final de 2013, ainda que Thor: O Mundo Sombrio tenha tido relativo sucesso nas bilheterias, arrecadando mais de U$ 640 milhões mundialmente, é considerado por muitos como o pior filme já produzido pela Marvel, e possui um índice de aprovação do Rotten Tomatoes de apenas 66% (menor até do que O Incrível Hulk)

Agentes da S.H.I.E.L.D. (Temporada 1, episódios de 8 a 16 – 2013)

Neste grupo de episódios da série da ABC, descobrimos o que realmente aconteceu com o agente Coulson após os eventos de Os Vingadores, e é preparado o terreno para as revelações que acontecerão no próximo filme do Capitão América.

Capitão América 2: O Soldado Invernal (2014)

O longa que ajudou a mudar o modo que as pessoas enxergam os filmes de super-heróis, o segundo do Capitão América não utiliza aquela narrativa clássica do herói que todos os filmes da Marvel haviam apresentado até então. Ao invés disso, O Soldado Invernal é um thriller político de espionagem que deixou público e crítica surpresos com a ideia de super-heróis não serem um gênero de filme em si, mas personagens que podem ser utilizados em qualquer outro gênero cinematográfico.

Lançado em 2014, Capitão América 2: O Soldado Invernal arrecadou U$ 714 milhões na bilheteria global, e possui um índice de aprovação de 89% no Rotten Tomatoes.

Agentes da S.H.I.E.L.D. (Temporada 1, episódios de 17 a 22 – 2013)

Os eventos de O Soldado Invernal criaram uma nova realidade na S.H.I.E.L.D., e a equipe de Coulson precisa se adequar a ela.

Guardiões da Galáxia (2014)

Guardiões foi o filme que mostrou para o mundo que a Marvel pode transformar qualquer coisa em ouro. Até o lançamento do longa, ninguém nunca imaginou que um grupo de heróis espaciais totalmente desconhecidos — e que inclui uma árvore falante que só repete a mesma frase, além de um guaxinim falante que é um savant armamentista — com uma trilha sonora de clássicos pop das décadas de 1970 e 1980 poderia algum dia levar as pessoas ao cinema, mas Guardiões da Galáxia não só levou como foi um dos maiores sucessos da Marvel de seu tempo.

Lançado em 2014, o filme arrecadou na bilheteria global um montante de quase U$ 774 milhões, e possui um índice de aprovação de 91% no Rotten Tomatoes.

Guardiões da Galáxia Vol. 2 (2017)

Passando-se logo após os eventos do primeiro filme, a continuação foca na história pessoal do líder do grupo, Peter Quill, e traz uma narrativa onde cada integrante dos Guardiões acaba mudando a concepção própria do que é uma família.

Lançado em 2017, a continuação foi um sucesso tão grande quanto o original, arrecadando mais de U$ 860 milhões na bilheteria mundial e alcançando um índice de aprovação de 83% no Rotten Tomatoes.

Demolidor (Temporada 1 – 2015)

Primeira série da parceria Marvel/NetflixDemolidor conta a história de Matt Murdock, um advogado cego que ganhou super-poderes no mesmo acidente que causou a perda de visão dele, e precisa equilibrar a vida pessoal como um advogado iniciante em Nova York que ainda está tentando trazer clientes para sua própria firma de advocacia, e como o vigilante que patrulha as ruas da região de Hell’s Kitchen, enfrentando traficantes sob a alcunha de Demolidor.

Agentes da S.H.I.E.L.D. (Temporada 2, episódios de 1 a 10 – 2014)

Após o incidente envolvendo a Hidra, Coulson é nomeado como diretor da S.H.I.E.L.D. e tem a ingrata tarefa de reconstruir toda a agência.

Jessica Jones (Temporada 1 – 2015)

Segunda série da parceria Marvel/Netflix, Jessica Jones é uma detetive particular com força sobre-humana que vê o passado do qual ela tanto tenta escapar novamente atrapalhando sua vida. Jessica Jones usa o gênero de super-heróis para contar uma história sobre relacionamentos abusivos, sendo provavelmente a produção da Marvel com maior importância social.

Agentes da S.H.I.E.L.D. (Temporada 2, episódios de 11 a 19 – 2015)

A série da ABC introduz ao MCU o conceito de Inumano: humanos com DNA alienígena que podem desenvolver super-poderes. Numa época onde não se falava sobre a compra da Fox pela Disney, eles foram introduzidos como uma alternativa possível ao fato da Marvel não poder utilizar nada sobre os X-Men ou qualquer outro mutante.

Vingadores: Era de Ultron (2015)

Segundo filme a juntar os maiores heróis da Marvel nos cinemas, Era de Ultron introduz de maneira clara ao MCU a força e importância das Jóias do Infinito, além de nos apresentar aos heróis Visão (Paul Betthany) e Feiticeira Escarlate (Elizabeth Olsen). Além disso, o filme ainda fornece os primeiros indícios de desentendimento entre os Vingadores, que irá culminar na Guerra Civil.

Lançado em 2015, ainda que tenha sido um enorme sucesso de bilheteria e arrecadado mais de U$ 1,4 bilhão mundialmente, Era de Ultron não foi tão bem recebido pela crítica, que o considerou um filme bem mais fraco que o primeiro dos Vingadores. Assim, ele possui uma aprovação de apenas 75% no Rotten Tomatoes.

Agentes da S.H.I.E.L.D. (Temporada 2, episódios de 20 a 22 – 2015)

O incidente de Sokovia (de Vingadores: Era de Ultron) ocasionou mais um baque na popularidade da S.H.I.E.L.D., e Coulson precisará tomar medidas extremas para evitar o fim da agência.

Demolidor (Temporada 2 – 2016)

Na segunda temporada da série, Matt Murdock precisa encarar seu passado, encontrando antigos aliados e inimigos da organização criminosa conhecida como o Tentáculo, que irá tornar ainda mais difícil para que Matt separe suas vidas paralelas como advogado e como o Demolidor. Essa temporada também introduz dois importantes personagens da Marvel ao MCU: a ninja Elektra (Élodie Yung) e o Justiceiro (Jon Bernthal).

Luke Cage (Temporada 1 – 2016)

Terceira série da parceria Marvel/Netflix, a produção nos conta sobre a vida do herói à prova de balas Luke Cage (que foi apresentado ao público na primeira temporada de Jessica Jones) e dos esforços dele para acabar com a criminalidade no Harlem.

Homem-Formiga (2015)

Seguindo a tendência inaugurada por O Soldado Invernal de utilizar super-heróis não como um gênero em si mas sim como personagens de um filme qualquer, Homem-Formiga nos apresenta um filme de roubo ao melhor estilo Onze Homens e Um Segredo, com o primeiro herói que pode diminuir de tamanho e contracenar com formigas desde Rick Moranis em Querida, Encolhi a Gente.

Lançado em 2015, o filme arrecadou quase R$ 520 milhões na bilheteria global e possui um índice de aprovação de 82% no Rotten Tomatoes.

Agentes da S.H.I.E.L.D. (Temporada 3, episódios de 1 a 19 – 2015)

Após a batalha contra os Inumanos, Coulson precisa recuperar o que sobrou da S.H.I.E.L.D. e torná-la novamente uma força de proteção da raça humana.

Punho de Ferro (Temporada 1 – 2017)

Quarta série da parceria entre Marvel e Netflix, Punho de Ferro conta a história de Danny Rand, que se vê dividido entre o papel de protetor da cidade escondida de Kun Lun como o Punho de Ferro Imortal e a vida como Danny Rand, um playboy herdeiro de um dos maiores conglomerados industriais do mundo.

Capitão América: Guerra Civil (2016)

Filme que marca o início da Fase 3 da Marvel, Guerra Civil é um dos mais importantes de todo o MCU, pois não só introduz dois dos heróis preferidos pelo público atual (o Homem-Aranha de Tom Holland e o Pantera Negra de Chadwick Boseman), como cria os eventos que colocarão os Vingadores em lados contrários da lei — transformando até mesmo velhos amigos em adversários e heróis influentes em foragidos da justiça.

Lançado em 2016, o filme arrecadou mais de U$ 1,15 bilhão na bilheteria global, e possui um índice de aprovação de 91% no Rotten Tomatoes.

Agentes da S.H.I.E.L.D. (Temporada 3, episódios de 20 a 22 – 2016)

Após os acontecimentos de Guerra Civil, a S.H.I.E.L.D. é pressionada pelo governo para clarificar a posição da agência sobre os Inumanos, e isso acaba criando ainda mais desavenças dentro da equipe.

Os Defensores (Temporada 1 – 2017)

Os Defensores é uma espécie de “Vingadores da Netflix”, e coloca os 4 heróis do serviço de streaming lutando juntos para acabar de vez com a influência do Tentáculo na cidade de Nova York.

Agentes da S.H.I.E.L.D. (Temporada 4, episódios de 1 a 6 – 2016)

Com a direção da S.H.I.E.L.D. não mais nas mãos de Coulson e Skye novamente uma foragida, a agência precisa mais uma vez se reerguer do zero. Aqui também há a introdução de mais um importante personagem da Marvel ao MCU, o Motoqueiro Fantasma (Gabriel Luna).

Pantera Negra (2018)

Pantera Negra explica para o MCU a importância de Wakanda, nação africana que é a mais avançada tecnologicamente do mundo e único lugar onde é possível minerar vibranium, o metal mais resistente conhecido pelo homem e que, entre outras coisas, é usado na construção do escudo do Capitão América. O filme não só é um dos mais importante para a Marvel como produtora, mas também para a história do cinema, pois é o primeiro filme de super-heróis que conta com 90% do elenco formado por atores negros — ainda que o primeiro filme de um super-herói negro tenha sido Blade, em 1998, todo o restante do elenco ela composto por atores brancos.

Lançado em 2018, Pantera Negra é um dos melhores e mais influentes filmes de super-heróis de todos os tempos, arrecadando U$ 1,34 bi na bilheteria global e possui um índice de aprovação de 97% no Rotten Tomatoes, sendo considerado pela crítica não só o melhor filme já produzido pela Marvel como também um dos melhores filmes de 2018.

Doutor Estranho (2016)

Doutor Estranho introduz ao MCU a ideia de magia e diferentes planos de uma maneira não interligada aos deuses, deixando claro que entre a Terra e Asgard (mundo de onde veio o Thor) há uma infinidade de outras dimensões e segredos. De maneira geral, a história de transformação em herói do doutor Stephen Strange é quase que uma releitura do primeiro Homem de Ferro, mas Doutor Estranho se destaca do primeiro filme do MCU por conta da resolução final, que é uma das mais criativas e engraçadas da história do cinema de ação e de super-heróis.

Lançado em 2016, Doutor Estranho arrecadou quase U$ 680 milhões na bilheteria mundial, e conta com um índice de aprovação de 89% no Rotten Tomatoes.

Agentes da S.H.I.E.L.D. (Temporada 4, episódios 7 e 8 – 2016)

Nestes episódios a série “finaliza” o arco de história do Motoqueiro Fantasma e inicia-se um novo arco de androides, com claras influências do filme Blade Runner.

Agentes da S.H.I.E.L.D.: Slingshot (2016)

Lançado em 2016, Slingshot é uma websérie da Marvel focada na agente da S.H.I.E.L.D./Inumana Yo-Yo Rodriguez, que precisa gerenciar o conflito entre o trabalho para a agência e uma vingança pessoal.

Agentes da S.H.I.E.L.D. (Temporada 4, episódios de 9 a 22 – 2017)

Nesses episódios se passam o arco de histórias conhecidos como LMD, onde a agência precisa se preocupar não apenas com Inumanos que não assinaram o tratado de Sokovia e com os Watch Dogs, organização cujo intuito é perseguir e matar Inumanos, mas também com uma ameaça interna que pretende desmantelar a agência.

Homem-Aranha: De Volta ao Lar (2017)

Primeiro filme do Homem-Aranha no MCU, De Volta ao Lar não repete a fórmula dos outros filmes do Aranha, mostrando a história de origem de como Peter ganhou os super-poderes. Aqui, vemos um Peter Parker já reconhecido pelo público como Homem-Aranha e com ligações aos Vingadores, e o filme apresenta Tony Stark como uma espécie de “figura paterna” que ajuda Peter a amadurecer como herói.

Lançado em 2017, Homem-Aranha: De Volta ao Lar arrecadou mais de U$ 880 milhões na bilheteria mundial, e possui um índice de aprovação de 92% no Rotten Tomatoes.

Thor: Ragnarok (2017)

Ragnarok é outro filme que quebra as expectativas do gênero de super-herói, se distanciando do tom dramático dos dois primeiros para criar um terceiro que utiliza os mesmos dispositivos narrativos de ambos os anteriores do herói (a jornada do herói e o drama de família) para criar uma das melhores comédias dos últimos anos (e provar que Chris Hemsworth é o melhor Chris até mesmo na hora de contar uma piada).

Lançado em 2017, Thor: Ragnarok arrecadou U$ 854 milhões na bilheteria mundial e possui índice de aprovação de 92% no Rotten Tomatoes.

Inumanos (Temporada única – 2017)

Inumanos é, sem dúvida nenhuma, a pior produção já criada com o selo Marvel (não apenas do MCU mas de toda a história de séries e filmes com personagens da Marvel). A série conta a história de uma família real de Inumanos que vivem em um cidade escondida na Lua, mas tomam um golpe de estado e são obrigados a fugir para a Terra e se reagrupar na tentativa de recuperar o trono.

A série possui os piores roteiros, atuações e produção de todo o MCU, não fazendo qualquer relação com Agentes da S.H.I.E.L.D. (que também é produzida pelo mesmo canal e já havia introduzido os Inumanos dois anos antes) e transformando personagens importantes no universo Marvel dos quadrinhos (como o Raio Negro) em personalidades tão detestáveis que será um espanto se qualquer um deles for ao menos citado no futuro do MCU.

Justiceiro (Temporada 1 – 2017)

A série do Justiceiro não fazia parte dos planos iniciais da parceria entre Marvel e Netlix, mas o enorme sucesso do personagem na segunda temporada de Demolidor ajudou a dar vida ao projeto. Focada em Frank Castle, a série é um thriller de ação/espionagem no melhor estilo da franquia Bourne, com um roteiro que faz críticas ao militarismo exacerbado, aos interesses por trás do armamento do cidadão comum e ao vigilantismo como alternativa aos processos legais de punição.

Runaways (Temporada 1 – 2017)

Série produzida para o serviço digital HuluRunaways conta a história de seis adolescentes com super-poderes que se juntam para combater um grupo de criminosos conhecidos como o Orgulho — e que é composto pelos próprios pais deles. A série trata de temas como rebelião adolescente e de que, mesmo que bem intencionados, nem toda decisão tomada por um pai é realmente a melhor para seu filho.

Agentes da S.H.I.E.L.D. (Temporada 5, episódios de 1 a 10 – 2017)

Na primeira parte da quinta temporada, os agentes da S.H.I.E.L.D são enviados para o futuro, onde encontram um planeta destruído por um cataclisma desconhecido e precisam encontrar um jeito de voltar para o tempo presente.

Jessica Jones (Temporada 2 – 2018)

A segunda temporada da heroína na Netflix traz uma Jessica ainda com problemas em lidar com o passado, que mais uma vez volta para assombrá-la. A narrativa se desenrola sob uma tese principal, que é a luta para deixar de ser aquilo que os outros — principalmente nossa família — esperam de nós e se assumir como a pessoa que realmente é.

Agentes da S.H.I.E.L.D. (Temporada 5, episódios de 11 a 18 – 2018)

De volta ao tempo presente, os Agentes agora precisam encontrar o responsável por provocar o cataclismo que destruiu a Terra e impedi-lo antes que seja tarde demais.

Cloak & Dagger (Temporada 1 – 2018)

Produção do canal americano Freeform, a série narra a história de dois adolescentes: Tandy Bowen (Adaga), que tem a habilidade de emitir adagas de luz e testemunhar as esperanças e desejos das pessoas que toca; e Tyrone Johnson (Manto), que possui a habilidade de se transportar através das dimensões (basicamente um teletransporte) e testemunhar o medo das pessoas quando as toca. Ao perceberem que o poder de ambos se torna mais forte quando estão juntos, eles precisam aprender a lidar com os sentimentos que surgem dessa convivência.

Luke Cage (Temporada 2 – 2018)

Na segunda temporada da série, Luke Cage percebe que precisa usar medidas mais drásticas se quiser proteger o Harlem de ameaças como guerra de gangues e o racismo da polícia.

Punho de Ferro (Temporada 2 – 2018)

Na segunda temporada, Danny Rand é confrontado com a pergunta: será que ele é mesmo a melhor escolha para assumir o manto do Punho-de-Ferro imortal?

Demolidor (Temporada 3 – 2018)

Na terceira temporada da série, encontramos um Matt Murdock consumido pela culpa de ser o Demolidor, enquanto Wilson Fisk mostra a todos o quão poderoso realmente é e toma para si pela primeira vez a alcunha de Rei do Crime.

Homem-Formiga e a Vespa (2018)

Dois anos depois dos eventos do primeiro filme, os heróis Scott Lang, Hope van Dyne e Hank Pym tentar achar um jeito de entrar no reino quântico e resgatar Janet Van Dyne, a esposa de Hank que se perdeu por lá e que eles acreditam ainda estar viva. Mas como acontece em filmes de super-heróis, este resgate pode ter consequências imprevisíveis.

Lançado em 2018, Homem Formiga e a Vespa arrecadou pouco mais de U$ 615 milhões na bilheteria mundial, e possui um índice de aprovação de 88% no Rotten Tomatoes, sendo um consenso da crítica de essa ser uma das raras continuações que acabam sendo melhores do que o filme original.

Vingadores: Guerra Infinita (2018)

O filme que é o ápice de todo o MCU. Tudo que a Marvel fez até o momento se encaminhou para Guerra Infinita, onde todos os heróis precisam se juntar para enfrentar uma ameaça que literalmente pode destruir todo o universo com um estalar de dedos.

Lançado em 2018, Guerra Infinita é o filme de maior sucesso da Marvel e a quarta maior bilheteria da história do cinema, arrecadando mais de U$ 2 bilhões em todo o mundo. E apesar de não estar entre os maiores sucessos de crítica da produtora, conta com um respeitável índice de aprovação de 84% no Rotten Tomatoes.

Agentes da S.H.I.E.L.D. (Temporada 5, episódios de 19 a 22 – 2018)

Os últimos episódios da série acontecem paralelamente aos eventos de Guerra Infinita, onde os Agentes ainda enfrentam o responsável pela destruição da Terra no futuro visitado por eles, mas podem ver seus esforços não valerem de nada por conta da chegada de Thanos.

VIA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s