Saúde emocional na quarentena

Muitas pessoas estão entrando em pânico por conta do novo coronavírus e a proporção que o avanço da doença está tomando no Brasil. Esse é o momento fundamental para manter nossa saúde, principalmente a emocional, em dia, já que ela está diretamente ligada a saúde física. Portanto, as pessoas que estão em pânico, com medo e estressadas têm muito mais chances de pegar o vírus devido à queda imunológica. São os nossos pensamentos e sentimentos que produzem hormônios e substâncias que irão circular pelo nosso corpo. Sentimentos negativos levam a hormônios e substâncias prejudicais a saúde, enquanto sentimentos e pensamentos positivos trazem hormônios e substâncias que aumentam nosso sistema imunológico e mantém nossa saúde física intacta.

Para que o vírus não atinja seu corpo é necessário que seu sistema imunológico esteja em ótimo estado para combatê-lo. Já é comprovado que o medo e o stress desligam nosso sistema imunológico – tanto é que quando fazem transplante de órgãos se injeta hormônio do stress para que nosso sistema “desligue” e não rejeite o órgão transplantado.

Portanto, as pessoas que estão em pânico, com medo e estressadas têm muito mais chances de pegar o vírus devido à queda imunológica. São os nossos pensamentos e sentimentos que produzem hormônios e substâncias que irão circular pelo nosso corpo. Sentimentos negativos levam a hormônios e substâncias prejudicais a saúde, enquanto sentimentos e pensamentos positivos trazem hormônios e substâncias que aumentam nosso sistema imunológico e mantém nossa saúde física intacta.

Nesse momento, não devemos entrar em pânico. Devemos manter o pensamento positivo, a gratidão, e fazer nossa parte sem ignorar o que está acontecendo.

É para se cuidar: lavar bem as mãos, ter sempre álcool gel por perto, evitar aglomerações e, se possível, evitar sair de casa. Podemos fazer essas ações mantendo a calma e a paz, sabendo que a solução logo irá chegar.

A preocupação existe, mas o ideal é trocar o pânico pela possibilidade de aprender e sair mais forte dessa situação. Ao invés do descontrole, podemos nos perguntar: de que maneira positiva posso encarar esse cenário e o que ele tem para me ensinar?

Pollyanna Esteves é psicoterapeuta com grande expertise. Auxilia pacientes a conviverem e superarem traumas e se libertarem de amarras e padrões. É Mestre em Psicologia positiva, formada em constelação familiar, master em Programação Neurolinguística, certificada em Hipnose, Barra de Access e outras terapias.

Facebook: https://www.facebook.com/pollyannaestevesoficial/

Instagram: https://www.instagram.com/pollyannaestevesoficial/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: