Animais Fantásticos e o abacaxi que a Warner tem que descascar

Pode ser um baita desafio para o estúdio lidar com as polêmicas envolvendo a autora e atores da saga…

Com tantas polêmicas envolvidas na franquia, esse bem poderia ser o nome do terceiro filme de Animais Fantásticos, porque a dona Warner tem mesmo um abacaxi bem espinhento nas mãos.

LEIA MAIS: nossa resenha de Animais Fantásticos e Onde Habitam

Não bastassem as notícias envolvendo os astros Johnny Depp e Ezra Miller, nas últimas semanas foi a autora JK Rowling quem se envolveu em batalhas na internet.

Rowling, que escreveu os dois filmes anteriores está no centro de uma controversa polêmica por conta de suas declarações sobre mulheres trans que levou até mesmo os astros de Harry Potter e Animais Fantásticos a se colocarem contra ela.

Johny Depp, que interpreta o grande vilão da franquia, Gellert Grindelwald, está há anos envolvido com alegações de violência doméstica por parte de sua ex-mulher Aber Heard.

Já Ezra Miller, um dos protagonistas da franquia, foi acusado em abril deste ano de ter estrangulado uma fã fora de um bar em Reykjavik depois de um vídeo aparecer nas redes sociais.

Claro que cada situação é diferente e tem seu próprio contexto. Embora alegue ser uma defensora dos direitos das mulheres, Rowling vem sendo bastante criticada por suas declarações sobre a comunidade trans. Depp, por outro lado, nega as acusações da ex, dizendo que na realidade ele era a vítima (e ele parece ter razão, depois que um áudio de Heard afirmando ter batido nele vazou). Miller ainda não comentou o vídeo, que não possui nenhuma confirmação de veracidade.

Mas embora estes problemas particulares possam afetar o sucesso da franquia, ainda existem outros mais a serem enfrentados.

LEIA MAIS: 10 coisas que você não sabia sobre Animais Fantásticos e Onde Habitam

O filme anterior, Os Crimes de Grindelwwald, sofreu com a polêmica de Johnny Depp, que inclusive limitou as entrevistas de divulgação. Além disso, parte dos fãs alegou que a história manteve Dumbledore no armário e que a declaração de Rowling de que ele é gay serviu somente para agradar à comunidade LGBTQIA+ e ela não pretende fazer nada a respeito.

Outro fator a ser considerado é a grande queda de bilheteria (e de qualidade, diriam alguns). O primeiro longa fez $814 milhões de dólares de bilheteria mundial em 2016. Já a segunda parte, mesmo com o peso de Jude Law, mal ultrapassou $650 milhões (e recebeu críticas piores). A queda no interesse e na qualidade já eram pontos contra o terceiro filme mesmo antes das polêmicas.

Mas da mesma forma, abortar a franquia pode ser ruim, porque os filmes começaram uma história que nós esperamos ver o fim. E temos que lembrar que se tratavam de 5 filmes! Mesmo que os outros 3 filmes não façam sucesso comercial, eles praticamente têm vida garantida em streaming. Até porque ninguém vai começar a ver uma saga que acaba antes do fim.

E no meio de tudo isso ainda tivemos uma pandemia!

A produção do terceiro filme que começaria em março no Brasil foi interrompida e adiada até sabe Voldemort quando. A data de lançamento, antes programada para 12 de novembro de 2021, provavelmente será adiada também.

Mas o maior problema parece mesmo ser Rowling. A autora não parece disposta a voltar atrás em suas declarações e pedir desculpas. No terceiro filme ela divide o roteiro com Steve Kloves (que assinou os roteiros de Harry Potter), mas não tem como excluí-la da operação. O Mundo de Harry Potter pertence a ela assim como a Terra Média pertence a Tolkien.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: