O que a Netflix já preparou pra depois de ‘Army of the Dead: Invasão em Las Vegas’? E o que achamos do filme

CUIDADO: ESTE POST CONTÉM SPOILERS DO FILME APÓS A IMAGEM

Ok, se você chegou aqui é porque já assistiu Army of the Dead (ou porque não se importa com spoilers). Então você já sabe que o longa do diretor Zack Snyder terminou em um baita de um cliffhanger prontinho pra sequência.

Mas o que você talvez não saiba é que, quando a dona Netflix começou a produzir o longa, a confiança em Snyder era tanta que outros dois derivados dele já estavam confirmados pelo streaming. Só que podem não ser bem o que você espera…

Ano passado a produção de Army of the Thieves (Exército dos Ladrões, em tradução livre) concluiu e o filme está quase pronto para chegar à Netflix ainda este ano. Ele vai ser um prequel que conta a história de Dieter, personagem de Matthias Schweighöfer, que também dirige o filme, produzido por Deborah e Zack Snyder. O longa se passa no início da epidemia zumbi e, segundo Zack Snyder, é “como um filme de assalto com comédia romântica”, com uma vibe meio Uma Saída de Mestre (filme de assalto de 1969 com remake em 2003).

Também já confirmado e quase pronto para o lançamento ainda este ano, está Army of the Dead: Lost Vegas, uma série em anime que também é um prequel. Com alguns episódios dirigidos pelo próprio Snyder, a série vai contar a origem dos zumbis e de onde eles vieram. Alguns dos membros de Invasão em Las Vegas reprisam seus personagens (como Dave Bautista, Ella Purnell, Ana de la Reguera e Tig Notaro) e Joe Manganiello se junta ao elenco como um personagem chamado Rose. Será que a série vai contar quem é o zumbizão-rei?

Awesome new character posters arrive for Zack Snyder's Vegas-set zombie  movie 'Army Of The Dead' | LaptrinhX / News

Sobre Army of the Dead 2

A gente viu que Van (Omari Hardwick) conseguiu sair do cofre e escapar da explosão nuclear com algumas bolsas de dinheiro. Ele alugou um avião e parecia tudo bem… até que viu aquela marca de mordida no braço que a gente sabe bem o que significa…

De acordo com o que Zack e Deborah Snyder já sinalizaram, as ideias pra sequência estão todas prontas. Eles só esperam o aval da Netflix (o que não deve demorar pra vir).

A história vai ser começar com o personagem chegando na Cidade do México e iniciando um novo surto da epidemia zumbi. De acordo com os Snyder, Zack já tem diversas ideias e elas são insanas!

Não dá pra saber, no entanto, se será outro filme de assalto. Mas, tendo em vista o mashup que o diretor conseguiu fazer em Invasão em Las Vegas, é provável que ele repita a ideia, seja com um novo assalto, desta vez na Cidade do México, ou unindo a epidemia zumbi com outro gênero.

Só nos resta esperar….

O que o Pausa Dramática achou de Invasão em Las Vegas?

Que Zack Snyder é um diretor megalomaníaco a gente já sabe. Então claro que Invasão em Las Vegas não seria um filme minimalista.

Alguém que transformou 300, Watchmen e Liga da Justiça em verdadeiros épicos cinematográficos de várias horas de duração só poderia fazer algo grandioso. E por isso mesmo Army of the Dead não decepciona. Tudo nele é exagerado. Mas é o que a gente espera.

Voltando ao gênero em que estreou em Hollywood, Snyder se sente em casa: assim como em Madrugada dos Mortos (2004), o diretor consegue unir humor, conflitos pessoais e personagens diversos em uma situação de conflito e perigo iminente. Dilemas familiares, trapaças, personagens mentirosos, romance, um engraçadinho… tudo está ali.

A diferença é que o cenário e a situação elevam tudo à décima potência. Não temos somente um filme de assalto (onde geralmente a pressão já é grande): temos também um filme de invasão zumbi. Ao mesmo tempo, não temos somente um filme de invasão zumbi (onde geralmente a pressão já é grande): temos também um filme de assalto. E é aí que mora a genialidade de Snyder.

Ao unir os dois subgêneros, ele cria uma obra única que lhe dá liberdades infinitas! Temos um zumbi-Elvis? Sim! Temos dançarinas-zumbis? Com certeza! Temos um tigre-zumbi? Por que não? E no meio de tudo isso temos um grupo disposto a roubar um cofre de um cassino! O que poderia dar errado?

Army of the Dead: Invasão em Las Vegas não é um filme para ser levado a sério. É um filme para desligar o cérebro e se divertir. E ao longo de suas duas horas e meia ele consegue cumprir perfeitamente seu propósito. Com todos os seus absurdos (inclusive um zumbi-rei cavalgando um cavalo-zumbi e uma zumbi grávida) e sem muita filosofada ele pode não concorrer a prêmios de crítica, mas com certeza será uma das sensações do ano. Em outros tempos, teria certamente sido um fenômeno cinematográfico de verão.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: