Resenha do site – Halloween Kills: O Terror Continua

*O Pausa Dramática é um site independente sem vínculos ou patrocínios. Nos ajude a permanecer no ar: compartilhe este post em suas redes e siga nossos perfis no InstagramFacebook e Twitter.

Quando falamos em sequências diretas no cinema, aqueles filmes que começam exatamente onde o anterior terminou, esperar 3 anos pela continuação pode ser um problema. Será que o público vai lembrar do que aconteceu? Será que sabem que precisam rever o anterior antes de ir ao cinema?

E esta é a maior dificuldade que encontramos ao sentar pra ver Halloween Kills: O Terror Continua, que estreia esta semana nos cinemas brasileiros. Com a sensação de que entramos no cinema na metade da projeção, ficamos tentando entender o que está acontecendo e lembrar de como o filme de 2018 terminou. Nem sempre conseguimos.

FAÇA PARTE DO GRUPO DO WHATS DO PAUSA DRAMÁTICA E RECEBA DICAS E CONTEÚDO DIRETO NO SEU CELULAR

Por si só, os filmes da saga não são muito diferenciáveis e a gente já os mistura na mente. Quando começamos um novo que vem da metade e além de tudo faz referências ao filme original de mais de 40 anos atrás a bagunça se instala e a salada não combina. Atores e personagens do longa de 1978 estão de volta, a trama de 2018 está de volta, Jason Michael Myers não morreu e agora ganha ares sobrenaturais. Afinal de contas, o que estamos assistindo?

LEIA MAIS

Resenha do site: o que achamos de ‘007 – Sem Tempo Para Morrer’

O que achamos de ‘Cinderela’ da Amazon + 10 músicas originais da trilha sonora

10 filmes para quem gostou de ‘Jungle Cruise’ + o que achamos do filme

O primeiro trailer do novo Pânico está entre nós e é de arrepiar!

10 clássicos do terror teen dos anos 90 pra gente rever

Extremamente violento e sanguinolento, Halloween Kills exagera na mão e transforma Michael numa caricatura de si mesmo, assim como vimos acontecer com Freddy Krueger e Jason em sagas similares.

Ao entrar no bonde e querer sentar na janela e tentar remendar um final para a saga que deveria ter terminado em 2018, o novo longa acaba parecendo somente isso mesmo: um remendo mal feito. Uma extensão sem sentido e sem propósito que chegou para continuar tirando leite de uma vaca já subnutrida e gerar mais infinitas continuações.

Para entornar um pouco ainda mais o caldo, o longa ainda traz um tom moralista e se propõe (sem sucesso) a nos fazer pensar sobre o mal que desperta em nós mesmos e como é fácil nos transformarmos em vilões. Convenhamos, muitos filmes já fizeram isso de forma bem mais eficiente.

No fim, Halloween Kills chega só como mais um slasher que não vai marcar época como o filme original marcou e será logo esquecido, como o filme de 2018 já tinha sido. Se você for ver, pelo menos se certifique de assistir aos longas de 1978 e 2018 antes. Pelo menos você não vai ficar com aquela sensação de quem chegou no meio da festa.

Um comentário em “Resenha do site – Halloween Kills: O Terror Continua

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: