Pedido pelos fãs, “Snyder Cut” de Liga da Justiça será lançado em 2021 com exclusividade no HBO Max

Nesta quarta-feira (20), algo que até então não passava de um meme foi confirmado como realidade: a Warner Bros afirmou que irá liberar o “Snyder Cut” – uma espécie de “versão do diretor” do filme Liga da Justiça (Justice League), que estreou em 2017 nos cinemas do mundo todo. Esta nova versão do filme será lançada exclusivamente no HBO Max, o novo serviço de streaming de filmes e séries da Warner, e estará disponível em 2021.

Por enquanto, ainda não foi definido qual será o formato utilizado no “Snyder Cut”, e de acordo com Deborah Snyder (esposa do diretor Zack Snyder), as opções que estão sendo discutidas são a de lançar esta nova versão como um único filme de quase quatro horas de duração, ou no formato de uma minissérie dividida em seis episódios. 

Independente do formato escolhido, o custo para se produzir esta nova versão – que incluirá não apenas uma nova edição do filme, mas também a adição de uma nova trilha sonora e mudanças nos efeitos especiais de muitas cenas – deverá ser algo entre US$ 20 e US$ 30 milhões.

Mas que raios é o SNYDER CUT?

Liga da Justiça foi um dos filmes do DCEU (Universo Expandido da DC, que é como a companhia chama o universo onde passam todos os seus filmes de super-herói que foram produzidos desde O Homem de Aço, de 2013) que mais sofreram com problemas durante a produção, e esses problemas são a base de toda a história do surgimento do “Snyder Cut”.

Assim como O Homem de Aço e Batman vs Superman, o filme Liga da Justiça também deveria ter sido dirigido por Zack Snyder, o diretor responsável por definir todo o tom e a linha narrativa geral que deveria ser seguida pelos filmes do DCEU. Mas, com a morte da filha dele em maio de 2017, Snyder decidiu não apenas abandonar o seu papel de diretor do filme, mas todas as suas responsabilidades no DCEU para poder focar na recuperação emocional de sua família.

Isto ocorreu cerca de seis meses antes da estreia do filme nos cinemas — ou seja, todas as cenas já haviam sido gravadas, e o longa já estava em sua fase de edição e adição de efeitos especiais para finalizar a versão da história que iria para as telas. Com a saída de Snyder, a Warner Bros passou então a direção do longa para Joss Whedon, diretor que já havia ajudado a reescrever o roteiro do filme e é reconhecido mundialmente por seu trabalho com a Marvel, no qual dirigiu os dois primeiros filmes dos Vingadores.

Assim que assumiu o comando do longa, Joss Whedon precisou chamar os atores de volta para uma série de regravações, já que o material gravado por Zack Snyder tinha uma visão bem diferente daquilo que ele esperava para o filme. Foram nessas regravações que surgiram o primeiro meme de Liga da Justiça, pois na época Henry Cavill (que interpretava o Superman) já estava gravando também Missão Impossível: Fallout, e não podia raspar o bigode que era a marca de seu personagem no outro filme, obrigando a Warner a usar efeitos especiais para remover digitalmente o bigode do ator em todas as cenas da regravação.

Saiba mais sobre o curioso caso do bigode de Henry Cavill

Quando o filme finalmente estreou nos cinemas, o resultado final era bem diferente daquilo que os fãs esperavam, pois a versão de Whedon abandonava todo o peso emocional de cada decisão feita pelos personagens – que sempre pareciam que carregavam sozinho o peso do mundo nas costas – que era uma marca dos filmes de Snyder. Para os fãs, Liga da Justiça não era um filme do DCEU, mas uma cópia barata de um filme da Marvel que utilizava personagens da DC.

E foi neste cenário que surgiram os primeiros pedidos pelo “Snyder Cut” — ou seja, a versão de Zack Snyder de como o filme deveria ter sido finalizado. Até então, este era um dos maiores memes entre os fãs de cinema, e apesar da baixíssima possibilidade de algo assim existir — afinal, nunca antes um diretor voltou para finalizar um filme que ele mesmo abandonou — o pedido por um “Snyder Cut” sempre dominava a internet em qualquer notícia envolvendo o DCEU.

Com a confirmação de que o “Snyder Cut” finalmente sairá do papel, fica claro que a internet permitiu que entrássemos em uma nova fase da produção audiovisual, onde o clamor público por um produto tem tanto peso na tomada de decisões dos estúdios quanto projetos de atores e diretores de renome. 

Fonte: The Hollywood Reporter

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: